Barcelona de classe esmaga Real Madrid, Benfica eliminado da Taça de Portugal

Lionel Messi regressou após lesão no triunfo por 4-0 do Barcelona na visita ao Real Madrid, enquanto o Paris alargou a vantagem no topo da Ligue 1 e o Benfica foi afastado da Taça de Portugal.

Os jogadores do Barcelona acenam aos seus adeptos presentes no Santiago Bernabéu
Os jogadores do Barcelona acenam aos seus adeptos presentes no Santiago Bernabéu ©AFP/Getty Images

Grupo A
Real Madrid 0-4 Barcelona (Suárez 11 74, Neymar 39, Iniesta 53)
Isco foi expulso no jogo que deixou a equipa “merengue” a seis pontos do rival Barcelona após ter sido goleado em casa no “El Clásico”, naquela que foi a sua segunda derrota consecutiva na Liga espanhola após ter perdido no último jogo, em Sevilha, por 3-2.

Lorient 1-2 Paris Saint-Germain (Moukandjo 82; Ongenda 26, Matuidi 32)
Invicto, o Paris somou o oitavo triunfo na Ligue 1 colocando-se 13 pontos acima do rival mais próximo, o Lyon, após 14 jornadas - Hervin Ongenda e Blaise Matuidi fizeram no espaço de seis minutos da primeira parte os tentos da vitória.

Shakhtar 4-0 Volyn Lutsk (Marlos 19 38, Ismaily 32, Gladkiy 67)Marlos duplicou o seu total de golos esta época na liga no 12º triunfo consecutivo do Shakhtar a nível nacional. Desde que perderam na terceira jornada com o Malmö, os "mineiros" já venceram cinco vezes consecutivas, marcando por 22 vezes.

Malmö – época 2015 na Suécia terminou a 31 de Outubro.

Grupo B
Watford 1-2 Manchester United (Deeney 87pen; Depay 11, Deeney 90 pb)
Com o United privado de Wayne Rooney e de Anthony Martial, Louis van Gaal deu pela primeira vez de desde 4 de Outubro a titularidade a Memphis Depay na Premier League. O golo do empate de Troy Dennis cessou uma série de 641 minutos sem sofrer golos dos "red devils", desde o primeiro golo de Seyou Doumbia, para o CSKA Moskva, na terceira jornada.

Willem II 2-2 PSV (Falkenburg 55 62; Pereiro 11, De Jong 73)
Os homens de Phillip Cocu, segundos da Eredivisie, viajam a meio da semana até Old Trafford depois do Tilburg ter cessado a sua série de cinco vitórias consecutivas.

Wolfsburgo 6-0 Bremen (Alejandro Gálvez 11 pb, Kruse 44 e 87, Vieirinha 56, Guilavogui 67, Dost 78)
Com Vieirinha entre os marcadores, os "lobos" fizeram pela primeira seis golos numa partida desde 2001 na goleada ao Bremen aumentando a série vitoriosa em casa para 28 jogos, recorde para o clube.

Vieirinha esteve entre os marcadores do Wolfsburgo
Vieirinha esteve entre os marcadores do Wolfsburgo©Getty Images

CSKA 0-2 Krylya Sovetov (Jahović 52 e 66)
O líder da liga russa, sem pode contar com Seydou Doumbia, sofreu a primeira derrota em casa desde 8 de Abril. E até podia ter sido pior - Alan Chochiev despediçou uma grande penalidade aos 69 minutos para os visitantes. 

Grupo C
Sporting 2-1 Benfica (Adrien Silva 45, Slimani 112; Mitroglou 6)
Um golo no prolongamento de Islam Slimani apurou o Sporting para os oitavos-de-final da Taça de Portugal e acabou com as esperanças do Benfica. Os visitantes viram Andreas Samaris ser expulso dois minutos após o golo de Slimani.

Bétis 0-1 Atlético (Koke 7)
Com o português Tiago titular, a equipa de Diego Simeone ultrapassou o rival Real Madrid no segundo lugar da Liga graças ao golo de Koke marcado cedo em Sevilha. O médio espanhol revelou-se lesto a responder ao ressalto após o remate de Fernando Torres – ainda à procura do golo 100 pelo Atlético – ter sido defendido por Antonio Adán.

Galatasaray 3-3 Antalyaspor (Yasin Öztekin 9, Podolski 66, Selçuk İnan 90+1; Sezer Badur 64, Eto'o 82pen, Mbilla Etame 90+3)
Os “cimbom” perderam terreno para o líder Fenerbahçe depois de terem permitido perto do fim o empate num emocionante duelo em Istambul. Selçuk İnan marcou (90+1), o que parecia ser o golo da vitória, após uma grande penalidade de Samuel Eto'o ter dado o empate aos visitantes mas, dois minutos mais tarde, Mbilla Etame fez o empate na derradeira jogada da partida.

O Astana perdeu a final da Taça do Cazaquistão
O Astana perdeu a final da Taça do Cazaquistão©Getty Images

Astana 1-2 Kairat Almaty (Twumasi 29; Despotović 48, 69)
Antes de receber o Benfica, o Astana falhou a conquista da "dobradinha" após vencer o campeonato ao perder por 2-1 frente ao Kairat Almaty na final da Taça do Cazaquistão. O detentor do troféu recuperou na segunda parte do golo inaugural de Patrick Twumasi e reconquistou a taça. 

Grupo D
Manchester City 1-4 Liverpool (Agüero 44; Mangala 7 pb, Coutinho 23, Firmino 32, Skrtel 81)
Uma exibição fulgurante na primeira parte provou-se demasiado forte para os locais com o Liverpool a chegar ao 3-0 aos 32 minutos. Sergio Agüero reduziu no seu regresso após lesão mas a terceira derrota da época na liga teve como consequência os “citizens” deixarem o primeiro lugar.

Juventus 1-0 Milan (Dybala 65)
A Juventus ultrapassou o seu adversário no sexto lugar da Serie A consumado a terceira vitória consecutiva na liga.

Real Sociedad 2-0 Sevilha (Agirretxe 73, Xabi Prieto 77)
No seu primeiro jogo após a saída de David Moyes, a Real consumou o terceiro triunfo da época na Liga espanhola. O Sevilha chegou a esta parrida após ter derrotado o Real Madrid por 3-2, antes da pausa internacional.

Mönchengladbach 2-1 Hannover (Traoré 34, Raffael 84; Sobiech 65)
Após a sua série de sete triunfos consecutivos ter acabado na última jornada com um empate com o Ingolstadt, os "foals" voltaram às vitórias, com Raffael a fazer o seu sexto golo esta época na Bundesliga a seis minutos do fim para resgatar os três pontos.

Grupo E
Real Madrid 0-4 Barcelona (Suárez 11 74, Neymar 39, Iniesta 53)
Os “blaugrana” aumentaram para seis pontos a vantagem sobre o Real Madrid, o seu rival mais próximo, mercê de uma vitória categórica em Santiago Bernabéu. O primeiro golo da carreira de Andrés Iniesta no “El Clásico” juntou-se aos dois de Luís Suárez e ao de Neymar, acabando os locais com dez homens após a expulsão de Isco.

Bolonha 2-2 Roma (Adam Masina 14, Destro 87pen; Pjanić 52pen, Džeko 72pen)
Os “giallorossi” desperdiçaram este sábado a oportunidade de ascender ao topo da Serie A ao empatarem uma partida que teve três golos apontados da marca de grande penalidade. Os penalties cobrados por Miralem Pjanić e Edin Džeko pareciam ter ajudado a Roma a conquistar os três pontos depois de ter chegado ao intervalo a perder mas, perto do fim, Mattia Destro repôs a igualdade.

Eintracht Frankfurt 1-3 Leverkusen  (Medojević 45; Hernández 23 39, Hakan Çalhanoğlu 72)
Um bis de Javier Hernández fez elevar para seis o número consecutivo de jogos oficiais do mexicano a marcar, com os "werkself" a cessarem série de duas derrotas consecutivas e a subir ao sexto lugar.

BATE 5-0 Granit Mikashevichi (Mozolevski 14 72, Karnitski 30, Aleksievich 40, Gordeichuk 88)
O campeão tem um pé nos quartos-de-final da Taça da Boelorrússia após a goleada averbada na primeira mão.

Grupo F
Schalke 1-3 Bayern (Meyer 17; Alaba 9, Javi Martínez 69, Müller 90+2)
O triunfo sobre o Schalke assegurou que o Bayern não perde há dez jogos com o adversário que lhe coube este sábado defrontar, deixando-o com oito ponto de avanço no topo da Bundesliga. Thomas Müller selou o resultado com o seu 87º golo na liga alemã, conclusão que faz dele o 10º jogador do clube com mais golos no campeonato germânico.

Panathinaikos - Olympiacos (adiado)
O derby de Atenas nem sequer se iniciou devido a distúrbios provocados pelos adeptos.

West Brom 2-1 Arsenal (Morrison 35, Arteta 40 pb; Giroud 28)
O Arsenal, empatado com o líder Manchester City no início da partida, perdeu pela primeira vez em sete jogos da Premier League. O cenário parecia prometedor quando Olivier Giroud, após um livre de Mesut Özil, fez de cabeça o seu nono golo nas últimas 11 partidas pelo clube e pela selecção. Ainda assim, os “gunners” poderiam ter chegado ao empate caso o penalty marcado por Santi Cazorla não tivesse saído sobre o travessão.

Slaven Koprivnica 1-2 Dínamo Zagreb (Delić 40; Taraval 44, Henríquez 55)
A equipa visitante reduziu na sexta-feira a distância para o líder Rijeka após recuperar de uma desvantagem para bater um aflito Slaven Koprivnica, com Ángelo Henríquez, dez minutos após o reccomeço, a apontar o golo da vitória, deixando a sua equipa a apenas dois pontos da liderança.   

Grupo G
Angrense 0-2 Porto (Bueno 14 e 40)
Os “dragões” avançaram para os oitavos-de-final da Taça de Portugal – no seu 400º jogo na prova – com uma vitória confortável frente a um adversário do quarto escalão, graças aos primeiros dois golos pelo clube de Alberto Bueno.

Diego Costa festeja após marcar o golo do Chelsea
Diego Costa festeja após marcar o golo do Chelsea©Getty Images

Chelsea 1-0 Norwich (Diego Costa 64)
O quarto golo de Diego Costa na época, numa finalização a um livre directo rapidamente cobrado por Cesc Fàbregas, deu a José Moutinho motivos para festejar o final de uma série de três jogos sem ganhar do Chelsea na Premier League.

Olimpik Donetsk 0-3 Dínamo Kiev (Júnior Moraes 25, Garmash 45+1, Gusev 70pen)
O Dínamo chegou à pausa internacional com os mesmos pontos do Shakhtar e com Antunes e Miguel Veloso a titulares deu o primeiro passo na corria ao título com uma vitória ampla na sexta-feira.

Hapoel Haifa 0-3 Maccabi Telavive (Zahavi 52pen, Igiebor 69, Rikan 78)
O jogo colocou-se a favor do Maccabi quando Dor Malul foi expulso no sétimo minuto da segunda parte, pouco depois de Eran Zahavi ter marcado uma grande penalidade – o seu 100º golo na liga israelita. A partir de então, a sexta vitória dos visitantes em sete partidas da liga deixou de estar em dúvida.

Grupo H
Zenit 3-0 Ural Sverdlovsk Oblast (Garay 12, Dzyuba 76, Javi García 89)
Depois de dois jogos consecutivos sem vencer na liga, o Zenit voltou aos triunfos, vencendo de forma convincente em casa o Ural, facto que valeu à equipa de André Villas-Boas, Danny (titular) e Hulk (suplente utilizado) ascender ao quarto lugar a sete pontos do líder CSKA.

O Valência de Nuno Espírito Santo voltou a ceder
O Valência de Nuno Espírito Santo voltou a ceder©AFP/Getty Images

Valência 1-1 Las Palmas (Paco Alcácer 8; Viera 57)
O Valência desperdiçou a oportunidade de se aproximar dos quatro primeiros classificados da Liga espanhola ao consentir o empate frente ao Las Palmas, o primeiro em 11 jogos.

Gent 5-0 Westerlo (Coulibaly 4, Dejaegere 23, Raman 58, Kums 68pen 77)
Os locais conseguiram o triunfo mais dilatado desde Janeiro de 2012 na partida frente ao último classificado. Os visitantes jogaram 63 minutos com dez homens, o que foi aproveitado pelos "búfalos" que na sexta-feira ascenderam ao topo da classificação.

Nice 3-0 Lyon (Germain 20, Yanga-Mbiwa 48 og, Vincent Koziello 71)
Dez pontos atrás do Paris no início da jornada, o Lyon - que teve Anthony Lopes na baliza - sofreu mais um revés na sua perseguição ao líder com uma pesada derrota em Nice. O resultado terminou uma sequência de cinco jogos sem perder na Ligue 1 - que incluiram quatro triunfos - da equipa de Hubert Fournier.

Topo