O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Real Madrid 2-3 Chelsea, ap (total: 5-4): Rodrygo e Benzema negam reviravolta aos Blues

Rodrygo levou a decisão da eliminatória para o prolongamento antes de Karim Benzema desferir o golpe decisivo, isto após o Chelsea ter chegado a três golos de vantagem.

Veja os melhores momentos de uma emocionante noite em Madrid onde os anfitriões marcaram no prolngamento, através de Karim Benzema, para eliminar o detentor do troféu.
Resumo: Real Madrid 2-3 Chelsea

O Real Madrid está nas meias-finais da UEFA Champions League depois de um emocionante triunfo por 5-4 no conjunto das duas mãos sobre um Chelsea, que esteve perto de uma reviravolta mítica ao chegar a estar a vencer por 3-0 a meio da segunda parte.

Momentos-chave

15': Mount abre o activo para o Chelsea
51'
: Rüdiger empata a eliminatória 3-3 de cabeça
75'
: Werner coloca os Blues na frente do confronto
75': Rodrygo finaliza após passe fenomenal de Modrić
96': Benzema sela apuramento do Real de cabeça

O jogo em poucas palavras: Real apura-se após jogo memorável

Rodrygo marca o golo que obrigou a prolongamento
Rodrygo marca o golo que obrigou a prolongamentoGetty Images

Thomas Tuchel mudou para quatro defesas com o Chelsea em desvantagem por 3-1 em casa da primeira mão e o ajuste táctico teve o efeito desejado, já que os visitantes dominaram durante a primeira parte e reduziram para metade o prejuízo quando Mason Mount bateu Thibaut Courtois logo aos 15 minutos.

O Real Madrid mostrou pouco dos argumentos evidenciados no encontro de Londres, com um remate desviado de Karim Benzema a ser o único momento digno de nota para os comandados de Carlo Ancelotti.

O Chelsea continuou a pressionar após o reinício da partida e voltou a surpreender o Estádio Santiago Bernabéu quando Antonio Rüdiger subiu para desviar de cabeça um canto de Mount e igualar a eliminatória. Após Marcos Alonso ter visto um golo anulado por mão na bola e Benzema ter acertado na trave do outro lado, Timo Werner operou a reviravolta.

Como na ronda anterior contra o Paris, o Real Madrid parecia derrotado mas teve força para voltar ao jogo e à eliminatória. Luka Modrić fez um impressionante cruzamento com a parte de fora da chuteira para o suplente Rodrygo finalizar, só que teria sido suficiente para forçar o prolongamento se Christian Pulišić não tivesse desperdiçado duas oportunidades para o Chelsea perto do fim.

A equipa da casa animou-se a Benzema assumiu então o papel de protagonista. O avançado francês, que bisou de cabeça na primeira mão, repetiu o golo de cabeça na sequência de um cruzamento de largo de Vinícius Júnior para deixar aos anfitriões na frente do confronto, enquanto os homens de Tuchel não conseguiram responder, com Kai Havertz e Jorginho a desperdiçarem boas oportunidades.

Mason Mount adianta o Chelsea aos 15 minutos
Mason Mount adianta o Chelsea aos 15 minutosGetty Images

PlayStation® Player of the Match: Luka Modrić (Real Madrid)

"Extremamente influente no meio-campo da sua equipa, foi dos seus pés que saíram a maior parte dos ataques do Real e a defender limpou também inúmeros lances. A sua assistência para o primeiro golo foi simplesmente sensacional."
Painel de Observadores Técnicos da UEFA

Como aconteceu: Real Madrid 2-3 Chelsea

Reacções 

Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid: "O jogo foi difícil. Sabíamos de antemão que o seria e foi ainda mais. Não merecíamos estar a perder por 2-0, mas sofremos o segundo golo num lance de bola parada. Sentimos falta do nosso melhor jogador em bolas paradas Éder Militão. É verdade que não mostrámos vontade de marcar no primeiro tempo. E tivemos problemas ao sofrer o 2-0, pois tivemos uma quebra psicológica. Mas a magia deste estádio ajudou os jogadores e a equipa a nunca desistirem."

Luka Modrić, médio do Real Madrid: "É incrível! Não tenho palavras para descrever este jogo! Estávamos encostados às cordas até ao golo que marcámos. O Chelsea marcou três bons golos, talvez no terceiro tenha tido um pouco de sorte com aquele desvio. Não posso dizer que fizemos um mau jogo, mas eles aproveitaram bem as oportunidades e marcaram os golos."

Thomas Tuchel, treinador do Chelsea: "Dói muito ser eliminado, mas este é daquele tipo de derrotas que podemos digerir, porque não deixamos arrependimentos. Jogámos como queríamos jogar, mostrámos a qualidade e o carácter que esta equipa tem. Merecíamos passar. Simplesmente não estava escrito que seríamos nós a passar. Não tivemos sorte"

Estatísticas

  • O Real Madrid marcou sempre pelo menos um golo nos últimos 28 jogos que disputou em casa na fase a eliminar da Champions League. O último encontro em que ficou em branco foi contra o Barcelona, nas meias-finais, em 2011.
  • Até esta temporada, Benzema nunca tinha marcado mais do que sete golos numa mesma edição da Champions League.
  • O Chelsea marcou sempre nos 11 jogos que disputou fora em quartos-de-final da Champions League.
  • Os Blues tornaram-se na primeira equipa inglesa a marcar três golos no Estádio Santiago Bernabéu desde o Manchester United, em 1968. breve

Melhores do Fantasy

Timo Werner – 10
Mason Mount – 10
Luka Modrić – 9
Antonio Rüdiger – 9

Ficha de jogo

Real Madrid: Courtois; Carvajal, Nacho (Lucas Vázquez 88), Alaba, Mendy (Marcelo 78); Modrić, Casemiro (Rodrygo 78), Kroos (Camavinga 73); Valverde, Benzema, Vinícius Júnior (Ceballos 115)

Chelsea: Mendy; James, Thiago Silva, Rüdiger, Alonso; Kanté (Ziyech 100), Loftus-Cheek (Saúl Ñíguez 106), Kovačic (Jorginho 106); Mount, Havertz, Werner (Pulišić 83)

O que se segue?

O Real Madrid vai defrontar o Manchester City nas meias-finais. A primeira mão tem lugar em Manchester a 26 de Abril, com a segunda mão a realizar-se no Estádio Santiago Bernabéu a 4 de Maio.