O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

As maiores reviravoltas na história da UEFA Champions League?

Com a ajuda da Playstation, continuamos a assinalar as 30 épocas daquele #UCLFeeling, relembrando algumas das reviravoltas mais memoráveis da história da UEFA Champions League.

A UEFA Champions League é a maior competição do futebol de clubes e oferece emoção a um nível totalmente diferente. Quer uma prova disse? Ao assinalarmos as 30 épocas daquele #UCLFeeling, decida qual destas seis reviravoltas foi a mais extraordinária.

Vote e ganhe!

Ao longo de 2021/22, a UEFA está a pedir aos adeptos que votem nos momentos mais emblemáticos desde a reformulação da Taça dos Campeões, no início dos anos de 1990. A iniciativa "30 Épocas daquele #UCLFeeling" dará aos adeptos a oportunidade de votar em tudo, desde golos a festejos memoráveis, reviravoltas inesquecíveis, habilidades sensacionais e defesas impossíveis.

O Milagre de Istambul, 2004/05

Milan 3-3 Liverpool (ap, 2-3 nos penáltis)
25/05/2005, final

30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Liverpool - Milan
30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Liverpool - Milan

O golo de Paolo Maldini no primeiro minuto foi o mais rápido marcado numa final da Taça dos Campeões e o Milan parecia a caminho do seu sétimo troféu ao intervalo graças a mais dois tentos de Hernán Crespo, antes do intervalo, a passes de Andriy Shevchenko e Kaká. No entanto, o Liverpool recuperou e, no espaço de seis minutos, entre os 54 e os 60, Steven Gerrard, Vladimír Šmicer e Xabi Alonso forçaram o prolongamento, onde nada se decidiu, cabendo então a Jerzy Dudek fazer duas defesas no desempate por penáltis.

Barça surpreende o Paris, 2016/17

Paris 4-0 Barcelona
Barcelona 6-1 Paris

08/03/2017, segunda mão dos oitavos-de-final

30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Barcelona - Paris
30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Barcelona - Paris

Em 2016/17, o Barcelona tornou-se na primeira equipa a dar a volta a uma desvantagem de quatro golos para vencer uma eliminatória da UEFA Champions League. E foi apenas a quarta vez que tal aconteceu na fase a eliminar das competições de clubes da UEFA. Se a derrota dos homens de Luis Enrique em França tinha sido um choque, a recuperação do Barça foi simplesmente surpreendente, com Sergi Roberto a decidir o desfecho bem dentro do período de descontos.

Liverpool rouba protagonismo ao Barcelona, 2018/19

Barcelona 3-0 Liverpool
Liverpool 4-0 Barcelona
07/05/2019, segunda mão das meias-finais

30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Liverpool - Barcelona
30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Liverpool - Barcelona

Anfield testemunhou algumas grandes noites europeias, mas talvez poucas rivalizem com esta. O Barcelona tinha um pé na final, ajudado pelos dois golos de Lionel Messi na primeira mão – o segundo num brilhante livre directo a marcar o seu golo 600 pelo clube. No entanto, tudo acabou eclipsado pela resposta dos Reds.

Mesmo sem poder contar com Mohamed Salah e Roberto Firmino, o Liverpool operou uma recuperação impressionante iniciada logo abrir graças ao tento de Divock Origi. Mais tarde, o belga fechou a contagem após dois golos de Georginio Wijnaldum.

O triunfo improvável do Man. United sobre o Bayern, 1998/99

Manchester United 2-1 Bayern
26/05/1999, final

30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Man. United - Bayern
30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Man. United - Bayern

O Bayern assumiu o controlo do jogo logo no início, através de um livre de Mario Basler, mas não conseguiu transformar o domínio em mais golos e viu Carsten Jancker acertar na trave perto do fim do encontro. Alex Ferguson colocou em campo Ole Gunnar Solskjær a menos de dez minutos do fim e tudo mudou. Teddy Sheringham empatou a final aos 91 minutos e, dois volvidos, desviou um canto de David Beckham para Solskjær emendar à boca da baliza.

Deportivo frustra o Milan, 2003/04

Milan 4-1 Deportivo
Deportivo 4-0 Milan
07/04/2004, segunda mão dos quartos-de-final

30 Seasons daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Deportivo - Milan
30 Seasons daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Deportivo - Milan

"Às vezes acontecem milagres", disse o treinador do Deportivo, Javier Irureta, com poucas esperanças para a segunda mão após a derrota da equipa espanhola em San Siro, apesar de ter marcado primeiro.

Porém, o Deportivo chegou ao intervalo em vantagem na eliminatória, graças aos golos de Walter Pandiani, Juan Carlos Valerón e Alberto Luque, antes de Fran González entrar para fechar o resultado na segunda parte.

Mónaco afasta o favorito Real Madrid, 2003/04

Real Madrid 4-2 Mónaco
Mónaco 3-1 Real Madrid
04/04/2004, segunda mão dos quartos-de-final

30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Mónaco - Real Madrid
30 épocas daquele #UCLFeeling: Reviravoltas memoráveis, Mónaco - Real Madrid

O golo de Fernando Morientes, emprestado pelo Real Madrid, aos 83 minutos deu alguma esperança ao Mónaco, mas os pupilos de Didier Deschamps começaram a partida no Stade Louid II a perder. Ludovic Giuly empatou o jogo, Morientes fez o segundo e de novo Giuly colocou o resultado em 3-1, suficiente para apurar os franceses devido à regra dos golos fora.

Vote e ganhe!