Teste italiano para o Sporting

Não será fácil para o Sporting chegar à fase de grupos. O uefa.com analisa as reacções ao sorteio de Nyon, com destaque para Eurico Gomes e Vidigal.

O Sporting irá defrontar os italianos da Udinese Calcio na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League, cujos jogos serão realizados em Agosto. Por seu turno, Espanha poderá ficar apenas com duas equipas na fase de grupos da UEFA Champions League, uma vez que sairam adversários complicados ao Villarreal CF e ao Real Betis Balompié no sorteio de hoje.

Rivais perigosos
O Villarreal, semifinalista da Taça UEFA na época passada, irá bater-se com os ingleses do Everton FC, enquanto o Bétis jogará com o AS Monaco FC, que chegou à final da Liga dos Campeões em 2004. Se as duas equipas espanholas forem eliminadas, o campeão FC Barcelona e o Real Madrid CF, nove vezes campeão europeu, serão os únicos representantes espanhóis na prova. Na temporada passada, nenhum clube do país vizinho conseguiu chegar aos quartos-de-final da competição.

Sporting Clube de Portugal v Udinese Calcio

Era um dos adversários mais difíceis para o Sporting. O que podemos prometer é que toda a equipa vai trabalhar o máximo para chegar à fase de grupos. Eurico Gomes, secretário-técnico do Sporting

O Sporting era a última equipa que queria defrontar nesta fase da Liga dos Campeões, mas sorteio é sorteio. Não posso fazer a escolha e assim terei de defrontar o clube do meu coração. Estamos a preparar com muita atenção esta eliminatória e claro que vou estar disponível para informar o técnico sobre a equipa do Sporting. Vidigal, jogador português da Udinese

Antes do sorteio, queríamos evitar as duas equipas inglesas [Liverpool e Manchester United] e conseguimos. Mesmo assim, penso que o Sporting é muito forte e teremos de fazer duas grandes exibições para passar. Na época passada, eles chegaram à final da Taça UEFA e têm, obviamente, uma grande equipa, com muita experiência internacional. Valerio Bertotto, capitão da Udinese

Everton FC v Villarreal CF

Do ponto de vista dos adeptos, estou satisfeito, mas, a nível desportivo, penso que este é um dos adversários mais difíceis que nos podiam ter calhado. Tal como nós, fizeram uma grande época no ano passado e conseguiram os seus melhores resultados dos últimos anos. São uma equipa bem organizada. Keith Wyness, director executivo do Everton

Real Betis Balompié v AS Monaco FC

O Bétis é, certamente, uma das melhores equipas que nos podiam ter saído. O sorteio podia ter sido melhor. Eles estão entre as três ou quatro equipas que não eram cabeças-de-série com maior potencial. Esta eliminatória está a ficar mais traiçoeira a nível da qualidade dos adversários, mas isso não deve afectar a concentração dos nossos jogadores. Didier Deschamps, treinador do Mónaco

FC Shakhtar Donetsk v FC Internazionale Milano

É um sorteio muito difícil para nós. Vamos defrontar uma equipa que está mais bem preparada do que nós do ponto de vista físico, porque o seu campeonato nacional já começou. Jogaremos a primeira mão fora de casa, mas não penso que isso seja uma vantagem para nós. Ainda assim, estamos muito confiantes na qualificação. Roberto Mancini, treinador do Inter

[O treinador] Mircea Lucescu recebeu um presente muito interessante no seu 60º aniversário. Os jogos com o Inter serão uma incrível motivação para os jogadores e equipa técnica do Skakhtar, uma vez que Lucescu treinou o Inter no final dos anos 90. Serão duas partidas muito difíceis. Vamos encarar os nossos rivais com grande respeito, porque se trata de uma das melhores formações da Europa, mas esperamos levar a melhor na eliminatória. Viktor Prokopenko, director desportivo do Shakhtar

FBK Kaunas/Liverpool FC v KF Tirana/PFC CSKA Sofia

Primeiro, temos de cumprir a nossa obrigação e eliminar o KF Tirana. Claro que está toda a gente à espera de uma eliminatória com o Liverpool. Se jogarmos com eles, não temos nada a perder. Só podemos ganhar. Vamos dar o nosso melhor ante o Liverpool e jogar bom futebol para contrariar a melhor equipa da Europa. Temos direito a acreditar e nada temos a temer. Miodrag Jesic, treinador do CSKA Sofia

Ainda temos trabalho para fazer. Temos de encarar todos os jogos de forma séria e estamos habituados a fazê-lo. Como sempre, trataremos os adversários com respeito, mas sem medo. É uma época longa, mas esse é o preço do sucesso, pelo que não nos podemos queixar. Rick Parry, director executivo do Liverpool

Manchester United FC v Debreceni VSC/HNK Hajduk Split

Podíamos ter tido um sorteio mais difícil, mas todos os jogos são para encarar com seriedade. Estamos prontos para o início da nova época. A equipa está a preparar-se no Japão e já fizemos alguns jogos particulares. O treinador está muito satisfeito com o plantel, que é muito forte e está completamente preparado. Ken Ramsden, secretário do Manchester United

FC Basel 1893 v Werder Bremen

Definitivamente, não foi o melhor dos sorteios. O FC Basel mostrou a sua qualidade na Europa nos últimos anos. Tem também a vantagem de já estar em competição no campeonato suíço. No entanto, nós somos uma das melhores equipas da Alemanha e, por isso, temos de contornar este obstáculo. Klaus Allofs, director do Bremen

Wisla Kraków v Panathinaikos FC

Estamos felizes por ter evitado alguns adversários muito difíceis neste sorteio. Isso não quer dizer que teremos vida fácil. A nossa qualificação irá depender da forma como jogarmos. Não sabemos muito do Wisla. O seu campeonato começou agora, o que quer dizer que não estarão em muito melhor forma do que nós. O facto de a primeira mão se realizar na Polónia é uma vantagem para nós, já que, no jogo em casa, saberemos exactamente o que teremos de fazer. Não quero fazer previsões porque estamos numa fase de transição. Ioannis Goumas, capitão do Panathinaikos

FC Dinamo Tbilisi/Brøndby IF v AFC Ajax

Penso que vamos jogar com o Brøndby, porque está em vantagem depois da primeira mão da segunda pré-eliminatória. O Brøndby é uma equipa muito boa e é campeão da Dinamarca, mas, também, nos podia ter saído um adversário pior. Ainda por cima, jogaremos a primeira mão fora e a segunda em casa, o que é uma vantagem para nós. Por isso, estamos satisfeitos. O nosso objectivo é ir o mais longe possível na Liga dos Campeões. Martin van Geel, director técnico do Ajax

Será difícil, mas também temos hipóteses. Eles são sempre uma das melhores equipas do campeonato holandês e, exceptuando as duas últimas épocas, fazem sempre bons resultados nas provas europeias. Martin Retov, médio do Brøndby