O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Mestre de Madrid encontra aprendiz da Juve

Antonio Conte jogou dois anos sob o comando de Carlo Ancelotti na Juventus, entre 1999 e 2001, mas a sua admiração não desperdiça a sua determinação de levar a melhor sobre o Real Madrid.

Carlo Ancelotti escuta Cristiano Ronaldo durante a conferência de imprensa de terça-feira
Carlo Ancelotti escuta Cristiano Ronaldo durante a conferência de imprensa de terça-feira ©AFP/Getty Images

Carlo Ancelotti lançou um aviso à navegação, antes do confronto no Grupo B, da UEFA Champions Lesgue, em casa, contra o Juventus, revelando que o Real Madrid CF está a crescer a cada jogo que passa.

O treinador italiano recuperou também boas lembranças da sua passagem de dois anos pelo comando da Juventus, há mais de uma década. Antonio Conte foi um dos seus jogadores, mas agora encontra-se no banco oposto, e ansioso por deixar para trás a surpreendente derrota de sábado contra ACF Fiorentina, mesmo sabendo que a sua equipa vai ter que dar o melhor frente a um rival que descreve como "incrível".

Real Madrid
Carlo Ancelotti, treinador
O que mudou desde que treinei a Juve? O meu cabelo. Muitas coisas mudaram. Tenho mais experiência agora. A minha experiência na Juventus foi muito importante em termos do meu crescimento como treinador e como pessoa. Os resultados não foram grande coisa, mas as minhas experiências e memórias daquele tempo são boas. A Juventus tem muitos jogadores de qualidade. O Arturo Vidal é muito importante, ele é uma ameaça para a baliza e está sempre a descobrir espaços.

Jogámos bem contra o Málaga, no fim-de-semana. Acho que temos melhorado desde o início da temporada. Temos mais confiança e jogamos com maior intensidade. Os grandes jogadores podem sempre actuar juntos – o Cristiano [Ronaldo] e o [Gareth] Bale não têm nenhum problema em fazê-lo. O Cristiano começa sempre na faixa, mas muitas vezes vem para dentro, é por isso que marca 50 golos por temporada.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Real Madrid 2-0 Málaga CF (Di María 46, Ronaldo 90pen)
López; Carvajal, Pepe, Ramos, Marcelo; Khedira, Illarramendi, Isco (Modrić 73); Di María (Rodríguez 81), Morata (Bale 76), Ronaldo.

• O Real Madrid diminuiu a distância para Club Atlético de Madrid e FC Barcelona com a quarta vitória em casa, esta época, na La Liga.

Notícias da equipa
Gareth Bale sofreu um estiramento na coxa esquerda durante o aquecimento para o jogo com o Getafe CF, a 22 de Setembro, problema que reapareceu na derrota com o Atlético. Voltou como suplente no sábado, conquistando um penalty que Ronaldo converteu para selar uma vitória por 2-0. Karim Benzema (gémeos), Fábio Coentrão (dente do siso) e Raphaël Varane (joelho) podem regressar aos convocados, enquanto Xabi Alonso ainda recupera de uma fractura num pé.

Juventus
Antonio Conte, treinador
É um jogo emocionante para nós. O que se passou contra a Fiorentina já aconteceu muitas vezes em jogos mais importantes, como a final da UEFA Champions League entre o Milan e o Liverpool ou Manchester United contra o Bayern.

Sempre vemos os nossos erros e tentamos encontrar soluções. Tentamos melhorar e acho que o temos conseguido neste últimos dois anos e meio [sob o comando de Conte]. É verdade que estamos a cometer alguns erros individuais que não deveriam acontecer.

Sabemos que vai ser um jogo difícil, que nos vai mostrar o quão longe podemos ir na competição. O Real Madrid é o clube mais famoso do Mundo. Possui uma longa e rica história e é um exemplo para todos. A sua força é incrível, especialmente se lhes dermos espaço. Invejo a carreira de Ancelotti como treinador, porque ele tem sido incrível e merece tudo o que conseguiu.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: ACF Fiorentina 4-2 Juventus (Rossi 66pen 76 80, Joaquín 78; Tévez 37pen Pogba 40)
Buffon; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Padoin (Motta 83), Pogba, Pirlo, Marchisio (Vidal 77), Asamoah (Giovinco 80); Tévez, Llorente.

• A Juventus perdeu pela primeira vez esta temporada. Sob o comando de Conte, a Juve nunca havia sofrido quatro golos numa partida da Serie A, contra a Fiorentina bastaram 14 minutos.

Notícias da equipa
Mirko Vučinić e Stephan Lichtsteiner ainda estão sem jogar depois de terem sofrido lesões musculares na segunda jornada. Na última terça-feira, Fabio Quagliarella sofreu uma lesão numa coxa que o vai manter fora dos relvados cerca de 20 dias.

Estatística
• As equipas já se enfrentaram 14 vezes - todas na Taça dos Campeões - com o factor-casa a provar ser uma vantagem: o registo doméstico do Real Madrid é de quatro vitórias e duas derrotas, enquanto o da Juventus é de cinco triunfos e um desaire. Defrontaram-se na final de 1998, em Amesterdão, e um golo de Predrag Mijatović, aos 66 minutos, terminou com uma espera de 32 anos por partes dos "merengues", conquistando a sua sétima Taça dos Campeões Europeus.