O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Registo do Dortmund é aviso para o Benfica

O Dortmund espera manter o registo 100 por cento vitorioso em casa diante de clubes portugueses quando receber o Benfica na segunda mão dos oitavos-de-final.

André Schürrle e Marco Reus já marcaram a adversários portugueses
André Schürrle e Marco Reus já marcaram a adversários portugueses ©Getty Images

O Borussia Dortmund recebe o SL Benfica na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League.

A equipa alemã precisa de dar a volta à eliminatória depois de ter perdido por 1-0 em Lisboa, a de 14 Fevereiro, com Kostas Mitroglou a marcar o único golo a abrir a segunda parte. O guarda-redes do Benfica, Ederson, defendeu uma grande penalidade cobrada por Pierre-Emerick Aubameyang, negando o empate ao Dortmund.

• O Dortmund chegou a esta fase ao vencer o Grupo F – no decorrer do qual fixou novo máximo de golos marcados numa fase de grupos, 21 –, enquanto o Benfica terminou no segundo lugar do Grupo B atrás do SSC Napoli.

Confrontos anteriores
• O Dortmund foi mais forte quando os dois emblemas se encontraram na primeira eliminatória a Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1963/64. O Benfica ganhou a primeira mão por 2-1, em Lisboa, com golos de António Simões e Eusébio para as "águias" e de Reinhold Wosab para os alemães. No entanto, acabou goleado por 5-0 na segunda mão graças a um "hat-trick" de Franz Brungs e tentos de Friedhelm "Timo" Konietzka e Wosab.

Retrospectiva

Dortmund
• Vencedor da UEFA Champions League em 1997, o Dortmund procura a terceira presença nos quartos-de-final desta década.

• O Dortmund perdeu apenas um dos 11 jogos em casa (8V 2E) nas provas da UEFA desde o início da época passada.

• O Dortmund ganhou os últimos cinco jogos em casa ante emblemas portugueses. Esta sequência inclui a vitória da época passada sobre o FC Porto, por 2-0, nos oitavos-de-final da UEFA Europa League, em que os golos de Łukasz Piszczek e Marco Reus contribuíram para o triunfo total de 3-0 na eliminatória.

• O Dortmund bateu o Sporting CP em casa (1-0) e fora (2-1) na fase de grupos da presente temporada.

• O registo do Dortmund no desempate por penalties nas provas da UEFA é de 2V 2D:
3-4 - Udinese Calcio, primeira eliminatória da Taça UEFA de 2008/09
2-4 - Club Brugge KV, terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League de 2003/04
3-1 - Rangers FC, terceira eliminatória da Taça UEFA de 1999/2000
6-5 - AJ Auxerre, meias-finais da Taça UEFA de 1992/93

Benfica
• O Benfica procura atingir os quartos-de-final pela terceira vez nas últimas seis temporadas. Na época passada, os "encarnados" bateram o FC Zenit por 1-0 em casa e por 2-1 fora nesta fase da prova, antes de perderem por um total de 3-2 com o FC Bayern München nos quartos-de-final.

• O Benfica foi a equipa que somou menos pontos (oito) das 16 formações que passaram a fase de grupos.

• Os comandados de Rui Vitória tiveram resultados díspares na fase de grupos: perderam na visita ao SSC Napoli (2-4), ganharam na casa do FC Dynamo Kyiv (2-0) e desperdiçaram uma vantagem de três golos no empate 3-3 com o Beşiktaş JK.

O Benfica perdeu por 1-0 no terreno do Bayern na última visita à Alemanha nos quartos-de-final da UEFA Champions League da temporada transacta (total 2-3).

• O registo global fora do Benfica frente a clubes alemães é de 2V 6E 14D. Eduardo Salvio marcou o golo inicial da primeira vitória de sempre do Benfica na Alemanha – 2-0 no terreno do VfB Stuttgart nos 16 avos-de-final de 2010/11 da UEFA Europa League, jogo no qual Luisão foi titular.

• O registo do Benfica em desempates por penalties nas provas da UEFA é de 1V 2D:
5-6 (campo neutro) - PSV Eindhoven, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1987/88
4-1 (casa) - PAOK, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1999/2000
2-4 (campo neutro) - Sevilla FC, final da UEFA Europa League de 2013/14

Ligações entre jogadores
• Eliseu marcou pelo Málaga CF na segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League, em Dortmund, em Abril de 2013. O golo do vencedor do UEFA EURO 2016 por Portugal colocou o Málaga a ganhar por 2-1 no jogo – e na eliminatória –, mas a equipa da Bundesliga conseguiu vencer por 3-2 com dois tentos nos descontos.

• Eliseu fez parte da selecção de Portugal que afastou a Polónia de Łukasz Piszczek no desempate por grandes penalidades dos quartos-de-final do EURO 2016.

• André Schürrle bisou ante o Brasil de Júlio César na goleada da Alemanha, por 7-1, nas meias-finais do Campeonato do Mundo de 2014. Nessa mesma prova, Schürrle esteve com Mario Götze na vitória por 4-0 na fase de grupos ante Portugal, cuja equipa incluiu André Almeida, suplente utilizado, tal como Schürrle, durante a segunda parte.

• Schürrle e Gonzalo Castro jogaram na equipa do Bayer 04 Leverkusen quando o Benfica ganhou pela última vez na Alemanha, por 1-0, na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2012/13. Luisão, André Almeida e Salvio jogaram pelo Benfica, Schürrle marcou na segunda mão, na derrota fora do Leverkusen, por 2-1.

• Jonas fez golos pelo Valencia CF nos jogos fora (1-2) e em casa (3-1) frente ao Leverkusen de Schürrle e Castro na fase de grupos de 2011/12 da UEFA Champions League. Schürrle marcou em Leverkusen.

• Sebastian Rode foi suplente não utilizado no Bayern nas duas mãos dos quartos-de-final da época passada frente ao Benfica.

• Na sua primeira época no futebol europeu, Adrián Ramos perdeu por 4-0 em Lisboa diante do Benfica, ao serviço o Hertha BSC Berlin, nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2009/10.

• Ljubomir Fejsa perdeu por 1-0 em Dortmund pelo Olympiacos FC na fase de grupos de 2011/12 da UEFA Champions League.

• Kostas Mitroglou tem cidadania alemã e passou pelos escalões de formação do MSV Duisburg e do VfL Borussia Mönchengladbach.

• Rafa Silva foi suplente de Portugal, a par de Raphaël Guerreiro, na vitória por 5-0 ante a Alemanha de Matthias Ginter nas meias-finais do Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA de 2015.

• Jogaram juntos:
Kostas Mitroglou, Sokratis Papastathopoulos e Andreas Samaris (Grécia)
Eliseu, Rafa Silva e Raphaël Guerreiro (Portugal)

Factos do jogo

Dortmund
• Raphaël Guerreiro e Marcel Schmelzer estão em risco de suspensão.

• Desde a derrota na primeira mão, a formação de Thomas Tuchel venceu o VfL Wolfsburg e o SC Freiburg por 3-0, antes de golear o Bayer 04 Leverkusen em casa, no sábado, por 6-2.

• O jogo do Dortmund dos quartos-de-final da Taça da Alemanha ante o VfL Sportfreunde Lotte, do terceiro escalão, agendado para 28 de Fevereiro, foi adiado devido ao mau estado do relvado. A partida ficou marcada para 14 de Março e o vencedor enfrenta o Bayern no final de Abril.

• Sem jogar desde 29 de Janeiro, Mario Götze foi dado como inapto por "tempo indeterminado" a 27 de Fevereiro. O médio está a conta com problemas metabólicos, situação que tem contribuído para recorrentes lesões musculares.

• Sven Bender (tornozelo) e Rode (virilha) ainda não jogaram em 2017. Marco Reus vai falhar o jogo com o Benfica devido a uma lesão no tendão de uma coxa.

Benfica
• Pizzi, Fejsa e Samaris estão em risco de suspensão.

• O Benfica venceu os últimos sete jogos em todas as competições.

• Mitroglou marcou 18 golos nos últimos 17 jogos em que participou.

• Mitroglou bisou na vitória por 2-1 do Benfica na visita ao Estoril Praia, em jogo da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, disputado a 28 de Fevereiro.

• Fejsa não joga desde o triunfo por 1-0 no reduto do SC Braga, a 19 de Fevereiro, devido a uma lesão num tornozelo.

• Afastado dos jogos com Dortmund e Braga devido a problemas nas costas e pescoço, Jonas começou no banco e jogou ante o GD Chaves, a 24 de Fevereiro, mas sofreu uma recaída e falhou a deslocação ao Estoril. Regressou na segunda parte da vitória de sábado, por 1-0, no terreno do CD Feirense.

• Felipe Augusto lesionou-se num tornozelo no Estoril e deverá parar durante três semanas.

• Jonas prolongou o seu contrato por mais um ano, até Junho de 2019, a 1 de Março.