O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ronaldo e Gaitán em grande: O melhor da segunda jornada

Cristiano Ronaldo continua a facturar, Nicolás Gaitán ajudou o Benfica a fazer história e o BATE colocou fim a um jejum de 364 dias: eis a nossa revista da semana.

A grande exibição de Nicolás Gaitán foi crucial para mais uma vitória do Benfica
A grande exibição de Nicolás Gaitán foi crucial para mais uma vitória do Benfica ©Getty Images

Jogador: Nicolás Gaitán(Benfica)
Entre as equipas com seis pontos em dois jogos estão Real Madrid, Paris Saint-Germain, Juventus, Bayern München, Zenit e Benfica, que viu a esperança de pôr fim a três eliminações prematuras consecutivas na fase de grupos crescer com um par de triunfos a abrir, bem diferente das duas derrotas sofridas no arranque há um ano. Efectivamente, em 11 presenças na fase de grupos da prova, esta é mesmo a primeira vez que as "águias" somam o máximo de pontos ao fim de duas jornadas. E tal deve-se, em grande parte, a Gaitán.

Autor do primeiro golo no triunfo por 2-0 sobre o Astana na primeira jornada, Gaitán inspirou o Benfica, na quarta-feira, a dar a volta ao marcador e a vencer por 2-1 no terreno do Atlético Madrid. Assinou o empate com um excelente remate cruzado ainda na primeira parte e conduziu, depois, o contra-ataque que deu a vitória aos campeões portugueses no segundo tempo, fazendo o passe para a finalização de Gonçalo Guedes. "Viemos a um recinto que o Atlético tinha transformado numa autêntica fortaleza nos últimos anos, mas sabíamos o que tínhamos de fazer e temos consciência daquilo que somos e não somos capazes", destacou o internacional argentino.

O
O

Equipa: BATE Borisov
Parecia ter passado uma eternidade desde a última vitória do BATE numa fase de grupos da UEFA Champions League: um triunfo por 2-1 sobre o Athletic Club a 30 de Setembro de 2014. Desde então a turma bielorrussa tinha somado cinco derrotas, marcado apenas um golo e sofrido 21, passando também por alguns sobressaltos nas pré-eliminatórias. Mas, 364 dias depois dessa vitória sobre o Athletic, novo triunfo, agora por 3-2 sobre a Roma, embora tenham tido de saber sofrer na derradeira meia hora da partida.

O treinador Aleksandr Yermakovich afirmou: "Esta noite o nosso plano de jogo funcionou, mas não posso garantir que tal volte a acontecer na próxima vez". Visto que os dois próximos jogos na fase de grupos serão frente ao Barcelona, a sua cautela é compreensível, ainda que nessa altura o BATE possa já ter garantido a conquista do décimo título consecutivo de campeão da Bielorrússia

Assistência: Juan Mata (Manchester United)
A escolha do Golo da Semana depende de si, mas em relação à assistência não restam dúvidas. Veja o maravilhoso passe de calcanhar de Mata...

Smalling v Wolfsburg
Smalling v Wolfsburg

Estreias: Bilal Kisa/Astana
O Cazaquistão tornou-se no 32º país a receber um jogo da fase de grupos da UEFA Champions League, e que grande jogo foi. O Astana viu-se em desvantagem quando o Galatasaray marcou, aos 31 minutos, por intermédio do estreante Bilal Kisa, que assim assinalou o seu primeiro jogo nas provas de clubes da UEFA, aos 32 anos, com um extraordinário disparo certeiro.

A 13 minutos do fim, um cruzamento de Junior Kabananga foi desviado por Hakan Balta para o fundo da sua própria baliza, permitindo assim ao Astana empatar, mas a derrota dos anfitriões parecia certa quando o seu próprio guarda-redes, Nenad Erić, fez também ele um autogolo, ao abordar de forma infeliz um centro de Sinan Gümüs. De forma fantástica, contudo, ouve tempo para um terceiro autogolo, desta feita da autoria de Lionel Carole, o qual ditou mesmo a conquista de um muito festejado pornto por parte do Astana. Hamza Hamzaoğlu, treinador dos visitantes, reconheceu: "O apoio dos adeptos da casa foi extraordinário, a atmosfera no estádio foi maravilhosa".

Número: 15
No 90º minuto da visita ao terreno do Borussia Mönchengladbach, Sergio Agüero foi derrubado dentro da grande área adversária, conquistando um penalty, o qual converteu com êxito, fazendo o seu 15º golo nos últimos 15 jogos como titular na UEFA Champions League pelo Manchester City e garantindo um triunfo por 2-1 que reacende o sonho da turma inglesa. Foi a décima grande penalidade concedida pelo Mönchengladbach esta época, sendo que a equipa alemã também dispôs de um penalty no primeiro tempo, defendido por Joe Hart.

Frase: "Não importa quantos golos marque, vou sempre querer marcar mais"
Robert Lewandowski não se dá por satisfeito apesar do "hat-trick" assinado na vitória por 5-0 do Bayern München frente ao Dínamo Zagreb, terça-feira, o qual lhe permitiu chegar aos dez golos no espaço de apenas uma semana (depois de ter marcado outros três no anterior jogo do Bayern e cinco no espaço de nove minutos frente ao Wolfsburgo sete dias antes).

O melhor de Lewandowski frente ao Dínamo
O melhor de Lewandowski frente ao Dínamo

Recorde actualizado: Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
Na primeira jornada, ao assinar um "hat-trick" frente ao Shakhtar Donetsk, Ronaldo tornou-se no primeiro jogador a chegar às oito dezenas de golos na UEFA Champions League, fixando ao mesmo tempo um novo recorde de 11 penalties convertidos com êxito na competição. Desta feita apenas conseguiu marcar dois golos no triunfo por 2-0 do Real Madrid em casa do Malmö mas, com o primeiro, atingiu os 500 golos na sua carreira e, com o segundo, igualou Raúl González no topo da lista de melhores marcadores da história dos "merengues". Para além disso, Ronaldo dilatou a vantagem sobre o Lionel Messi para 82 golos contra 77 na UEFA Champions League e 85 contra 80 nas provas de clubes da UEFA.

Foto: CSKA Moskva - PSV Eindhoven
Ahmed Musa e Santiago Arias mostram um truque digno das artes circenses no  triunfo por 3-2 do CSKA ...

©AFP/Getty Images