O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Sol, mar e caça aos jacarés: a paragem de Inverno

Seis equipas da Champions League estão quase a reentrar em acção em 2015 após a paragem de Inverno mas, como descobrimos, a pausa não é só descanso e descontracção.

O Bayern a trabalhar em Doha, no Qatar
O Bayern a trabalhar em Doha, no Qatar ©Getty Images

Enquanto os compromissos domésticos continuam exigentes para dez das equipas ainda presentes na UEFA Champions League, as outras seis estão ainda na paragem de Inverno. Mas nem tudo é descanso, pois há planos em marcha, sessões de treino cansativas e, para o Bayer 04 Leverkusen, animais selvagens para apanhar. O UEFA.com deixou o frio europeu e foi descobrir o que passa noutras paragens.

FC Basel 1893
Apenas o FC Shakhtar Donetsk tem uma paragem de Inverno mais longa do que o campeão da Suíça – praticamente dois meses irão separar o último jogo em 2014, no terreno do Liverpool FC, do próximo compromisso oficial do Basileia, de Paulo Sousa. Com oito pontos de vantagem no topo do campeonato helvético, a equipa do técnico português tem trabalhado em Marbella, no Sul de Espanha, com olhos postos no embate dos oitavos-de-final frente ao FC Porto. Transferido do Vitória SC, Adama Traoré pode dar mais opções defensivas à equipa.

FC Schalke 04
Chegado ao clube já com o comboio em andamento, em Outubro, Roberto Di Matteo dispõe agora de tempo e espaço para implantar as suas ideias. E nada melhor do que fazê-lo em Doha, no Qatar, onde as temperaturas rondam os 20ºC durante esta semana. Eric Maxim Choupo-Moting está um pouco mais quente, mais propriamente na Guiné Equatorial, a disputar a Taça das Nações Africanas e há jogadores lesionados, pelo que Di Matteo integrou alguns jovens nos trabalhos.

Trabalho duro do Schalke em Doha
Trabalho duro do Schalke em Doha©Getty Images

Bayer 04 Leverkusen
Como encontrar o equilíbrio entre trabalho e lazer? O reforço da pressão alta foi o foco do treinador Roger Schmidt no estágio na Flórida, enquanto a aquisição definitiva de Tin Jedvaj revelou-se a prova de que nada está a ser negligenciado no que toca ao trabalho. O moral dos jogadores recebeu mais um impulso com jogos da NBA, uma visita à Disney World e, menos habitual, uma caça ao jacaré. O Borussia Dortmund, adversário do Leverkusen a 31 de Janeiro, está avisado.

Borussia Dortmund
A equipa de Jürgen Klopp retoma a Bundesliga na cauda da tabela, após a primeira metade de temporada difícil. A solução? "Estamos a melhorar drasticamente a nossa condição física", disse Klopp desde La Manga, em Espanha. "Gostaria que os treinos tivessem sido transmitidos para o Mundo inteiro para que todos vissem a intensidade e concentração dos rapazes." Porém, algumas coisas não mudaram. Sven Bender e Sebastian Kehl estão ambos lesionados.

Jürgen Klopp elogiou o trabalho da sua equipa
Jürgen Klopp elogiou o trabalho da sua equipa©Getty Images

FC Bayern München
Philipp Lahm, Javi Martínez e Thiago Alcántara estão indisponíveis, mas são tantas as soluções no plantel de Josep Guardiola que Pierre Højbjerg (por empréstimo) e Xherdan Shaqiri deixaram o Bayern. Os regressos de David Alaba e Holger Badstuber ajudaram, e a mensagem no estágio no Qatar foi clara: mais do mesmo. Se o Bayern bater o VfL Wolfsburg na próxima sexta-feira aumenta para 14 os pontos de vantagem na no campeonato e, ao contrário do que aconteceu na época passada, Guardiola diz que desta feita a equipa não irá relaxar até Junho.

FC Shakhtar Donetsk
O que parecem 19 dias no Brasil? Muito agradável, em especial para os 14 brasileiros que compõem o plantel do Shakhtar. Os comandados de Mircea Lucescu não vão disputar qualquer jogo oficial entre o fim da sexta jornada e a primeira mão com o Bayern (nada comparado, por exemplo, com o Chelsea FC, que tem 15 jogos das provas internas em agenda). Cinco jogos internacionais e sessões de treino na praia são a solução encontrada para recuperar o ritmo. "É muito importante jogar contra estilos diferentes. Vamos conseguir isso aqui", afirmou Lucescu.