Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Fase de grupos em jogo na decisão do "play-off"

A presença na fase de grupos da UEFA Champions League está em jogo na conclusão do "play-off" a partir de terça-feira e o UEFA.com destaca alguns dos factos da segunda mão.

Fase de grupos em jogo na decisão do "play-off"
Fase de grupos em jogo na decisão do "play-off" ©UEFA.com

Jogos de terça-feira
FK Austria Wien - GNK Dinamo Zagreb (2-0)
• A equipa de Viena nunca desperdiçou uma vantagem de dois golos nas competições europeias nos últimos 50 anos. A última vez em que isso aconteceu remonta à Taça das Taças de 1960/61, ante o Wolverhampton Wanderers FC, quando ganhou em casa por 2-0 e depois perdeu por 5-0 em Inglaterra.

• A maior reviravolta do Dínamo sucedeu na caminhada rumo à conquista da Taça das Cidades com Feira, em 1966/67, quando perdeu na primeira mão das meias-finais, por 3-0, no estádio do Eintracht Frankfurt, tendo depois ganho na segunda mão por 5-0.

FC Basel 1893 - PFC Ludogorets Razgrad (4-2)
• O Basel não perde em casa nas provas europeias há sete jogos, incluindo aquele que disputou na terceira pré-eliminatória com o Maccabi Tel-Aviv FC, que ganhou por 1-0. O clube suíço ganhou oito das nove eliminatórias europeias em que conquistou uma vantagem de dois golos na primeira mão. 

• O Ludogorets, campeão búlgaro, só tinha disputado uma eliminatória europeia antes da presente época, perdendo com o Dinamo Zagreb na segunda pré-eliminatória da temporada passada, devido a um golo sofrido a oito minutos do fim, quando a qualificação parecia assegurada devido aos golos marcados fora de casa.

Legia Warszawa - FC Steaua Bucureşti (1-1)
• O Legia espera que à terceira seja de vez, depois de já ter sido afastado em duas ocasiões na última ronda de acesso, pelo FC Barcelona em 2002/03 e pelo FC Shakhtar Donetsk em 2006/07.

• No total, o Steaua perdeu seis das dez eliminatórias europeias que disputou, depois de empatar em casa na primeira mão.

PAOK FC - FC Schalke 04 (1-1)
• Os dois embates anteriores do PAOK com equipas alemãs só foram decididos em desempates por grandes penalidades. Na segunda ronda da Taça UEFA de 1983/84, diante do FC Bayern München, a equipa grega, então treinada por Pál Csernai, empatou a zero em casa e em Munique, antes de perder por 9-8 nos penalties. 

• O Schalke não perdeu nenhum dos quatro jogos disputados como visitante na UEFA Champions League de 2012/13, numa série positiva que incluiu uma vitória por 2-1 na Grécia sobre o Olympiacos FC, com golos de Benedikt Höwedes e Klaas-Jan Huntelaar

Arsenal FC - Fenerbahçe SK (3-0)
• Para chegar à fase de grupos, o Fenerbahçe SK tem de se tornar a terceira equipa não inglesa a ganhar em casa do Arsenal nos últimos 50 anos por três golos ou mais. A missão é hercúlea, especialmente para uma equipa que só marcou por três vezes nas oito visitas anteriores a Inglaterra,

• Apesar de o Arsenal ter perdido duas vezes em casa na edição da época passada da UEFA Champions League - 0-2 com o FC Schalke 04 na fase de grupos e 1-3 com o Bayern nos oitavos-de-final - só em duas ocasiões anteriores das histórias europeia do clube londrino se registaram resultados idênticos àquele que o Fenerbahçe ambiciona. Essas derrotas pesadas registaram-se na fase de grupos da UEFA Champions League de 2003/04, ante o FC Internazionale Milano (0-3), e na primeira eliminatória da Taça UEFA de 1982/83, diante do FC Spartak Moskva (2-5). 

Jogos de quarta-feira
FC Zenit - FC Paços de Ferreira (4-1)
• Antes de perder com o AC Milan na fase de grupos de 2012/13, o Zenit somou 16 jogos seguidos sem ser batido em casa nas competições da UEFA. Incluindo aquele que disputou com o FC Nordsjælland, na terceira pré-eliminatória, que ganhou por 5-0, a equipa russa venceu quatro dos últimos cinco jogos europeus em casa e perdeu apenas um dos 22 anteriores.

• O Paços, a competir pela primeira vez na UEFA Champions League, nunca marcou um golo fora nas provas europeias.

AC Milan - PSV Eindhoven (1-1)
• Este é o único embate do play-off que põe em confronto dois antigos campeões europeus. O PSV levantou o troféu em 1988, enquanto o Milan já ganhou o título em sete ocasiões.

• O Milan perdeu com o AFC Ajax, por 2-0, no último encontro em casa com uma equipa holandesa, na fase de grupos de 2010/11, numa altura em que já tinha garantido o apuramento para os oitavos-de-final. O registo total dos milaneses com adversários holandeses em San Siro é de 6V 1E 3D.

NK Maribor - FC Viktoria Plzeň (1-3)
• O Plzeň nunca deixou fugir uma vantagem de dois golos na Europa e chega a Maribor confiante de que pode apurar-se, devido à boa forma registada em pré-eliminatórias e à série de seis jogos sem perder fora nas competições da UEFA.

• O Maribor já entrou duas vezes a perder por dois golos em jogos em casa de eliminatórias europeias e acabou afastado em ambas as ocasiões, diante do FC Zimbru Chisinau na UEFA Champions League de 2000/01 (0-2 fora, 1-0 em casa) e contra o Olympiacos na primeira ronda da Taça UEFA de 1995/96 (0-2 fora, 1-3 em casa). 

Celtic FC - FC Shakhter Karagandy (0-2)
• O Celtic pode acreditar no apuramento, pelo facto de já ter voltado a Glasgow quatro vezes com derrotas por 2-0 em provas da UEFA, três das quais foram viradas na segunda mão. 

• Seja qual for o resultado final, o Shakhter vai fazer história ao tornar-se o primeiro clube do Cazaquistão a participar numa fase de grupos, uma vez que as equipas derrotadas neste play-off passam para a UEFA Europa League.

Real Sociedad de Fútbol - Olympique Lyonnais (2-0)
• O Lyon terá de fazer algo que nunca conseguiu e virar uma derrota em casa, se quiser estar na fase de grupos. A equipa francesa já esteve duas vezes nesta situação e foi sempre eliminada, pelo Maribor na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League de 1999/2000 (0-1 em casa, 0-2 fora) e pelo Trabzonspor na segunda ronda da Taça UEFA de 1991/92 (3-4 em casa, 1-4 fora). 

• A última vitória em casa da Real Sociedad em provas europeias remonta a Setembro de 2003, quando um golo de Darko Kovačević lhe valeu um triunfo sobre o Olympiacos, na fase de grupos da UEFA Champions League.

Topo