Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

PAOK surpreende e arranca empate ao Schalke

FC Schalke 04 1-1 PAOK FC
A perder ao intervalo, a equipa de Miguel Vítor empatou num excelente remate de Miroslav Stoch e ficou em vantagem na eliminatória.

PAOK surpreende e arranca empate ao Schalke
PAOK surpreende e arranca empate ao Schalke ©UEFA.com

O PAOK FC impôs um empate fora 1-1 ao FC Schalke 04 na primeira mão do “play-off” da UEFA Champions League e vai partir com ligeira vantagem para a segunda mão em Salónica, na próxima terça-feira.

Conhecedor do valor da sua antiga equipa e com muita lucidez acerca do que a actual podia fazer, Huub Stevens colocou o PAOK a jogar com as suas linhas muito próximas, deixando apenas Dimitris Salpingidis no ataque.

Desta forma, e com o português Miguel Vítor no eixo da defesa grega, o PAOK tentava cortar as iniciativas aos alemães que, sem capacidade de penetração, tentavam na velocidade das combinações entre Jefferson Farfán e Atsuto Uchida encontrar o caminho da baliza. Mas foi preciso esperar até aos 32 minutos para que, na primeira tentativa, o Schalke fizesse o golo, num lance em que a bola ressaltou sucessivamente até chegar a Farfán para um remate cruzado a bater Jacobo.

A resposta do PAOK chegou em duplicado (38) quando Liam Lawrence e Costin Lazăr remataram com muito perigo, com Christian Fuchs a salvar o primeiro, enquanto o segundo saiu sobre o travessão. Dois minutos volvidos, foi a vez de Julian Draxler tentar a sorte na área que saiu perto do poste esquerdo. O jogo estava, finalmente, animado.

Do intervalo, o PAOK voltou mais estendido no relvado e concedendo mais espaços, com o brasileiro Lucas a cedo por à prova Timo Hildebrand com remates de fora da área. Mias tarde, a troca do esgotado Salpingidis por Stefanos Athanasiadis mostrava que Stevens apostava tudo em chegar ao empate e Miroslav Stoch (69) atirou de longe ao lado. Três minutos depois, da mesma zona, afinou a mira, não falhou e fez o empate com um remate em força ao poste mais distante, num golo de belo efeito.

Pouco depois foi Jacobo quem esteve em grande quando Benedikt Höwedes (79) lhe apareceu pela frente a rematar, defendendo por instinto após uma jogada magistral dos alemães, segurando um empate com sabor a vitória, na derradeira tentativa alemã de desfazer a igualdade.

Topo