O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Nélson Oliveira "enriquecido" com experiência europeia

Nélson Oliveira garante que tem vindo a crescer como jogador com a presença na UEFA Champions League e espera que o Benfica chegue "o mais longe possível" na prova.

Nélson Oliveira marcou no seu jogo de estreia na UEFA Champions League, frente ao Zenit, nos oitavos-de-final
Nélson Oliveira marcou no seu jogo de estreia na UEFA Champions League, frente ao Zenit, nos oitavos-de-final ©AFP/Getty Images

Após ter tido um papel importante na passagem do Benfica aos quartos-de-final da UEFA Champions League pela primeira vez desde 2006, Nélson Oliveira, jovem promissor avançado das "águias", garante que a experiência o "enriqueceu" e que espera ver o Benfica chegar "o mais longe possível".

Desde Agosto, Nélson Oliveira disputou a final do Campeonato do Mundo de Sub-20, vestiu pela primeira vez a camisola do Benfica na Liga portuguesa e somou a sua primeira internacionalização pela selecção principal de Portugal, mas foi a estreia na UEFA Champions League que o lançou em definitivo para as luzes da ribalta. Entrou em campo a dez minutos do final da partida da segunda mão dos oitavos-de-final, frente ao FC Zenit St Petersburg, numa altura em que o Benfica tinha o apuramento preso apenas pela vantagem dos golos marcados fora, e esses dez minutos chegaram para o jovem ponta-de-lança português tranquilizar os adeptos "encarnados", ao apontar o golo que confirmou o apuramento, em cima do minuto 90, permitindo assim aos pupilos de Jorge Jesus seguirem em frente com um total de 4-3 no conjunto das duas mãos.

"Fiquei extremamente feliz", recordou o jogador de 20 anos, produto dos escalões de formação do Benfica, em entrevista ao UEFA.com. "Não só por mim, mas porque aquele golo confirmou a nossa passagem aos quartos-de-final. Sabíamos que tínhamos pela frente um encontro muito complicado, mas fiquei muito contente por ter marcado logo na minha estreia na Champions League. Foi muito importante para mim."

Foi, igualmente, um golo importante para o clube. Após três anos de ausência, o Benfica regressou à mais importante prova de clubes da UEFA no último ano, mas não conseguiu ir além da fase de grupos, tendo então perdido quatro dos seis jogos que disputou. Desta feita, porém, os jogadores esmeraram-se e lutam ainda por um lugar nas meias-finais. Ironicamente, o ainda jovem Nélson Oliveira acredita que tal se deve ao facto de a equipa ser agora "um pouco mais experiente".

"Estamos a realizar uma boa prova. No ano passado a equipa não tinha muita experiência na Champions League. Esta época penso que, para além de termos estado a jogar bem e de termos muita qualidade no plantel, mostrámos maior experiência nos jogos decisivos. Creio que isso é muito importante nesta competição."

Nélson Oliveira está consciente de que o Benfica vai ter de recorrer a toda essa experiência adquirida até aqui para conseguir dar a volta à derrota por 1-0 sofrida na recepção ao Chelsea FC, na primeira mão dos quartos-de-final. "Vai ser um jogo muito difícil, porque o Chelsea tem uma excelente equipa. Todos os anos é um dos candidatos à conquista da prova, por isso vai ser muito apertado. Estamos entre as oito melhores equipas da Europa e qualquer jogo nesta fase é sempre complicado."

Caso a formação de Jorge Jesus vença em Stamford Bridge, a história estará do lado do Benfica, que chegou à final nas duas últimas ocasiões em que ultrapassou os quartos-de-final, em 1990 e 1988. "Qualquer equipa que tenhamos agora pela frente será sempre muito forte. Sabemos que é extremamente difícil conquistar esta competição, porque nela estão formações de enorme qualidade, mas temos a nossa ambição e esperamos conseguir chegar o mais longe possível."

Ainda assim, aconteça o que acontecer na quarta-feira, Nélson Oliveira está certo de que a experiência adquirida será vital para o seu desenvolvimento enquanto jogador. "É importante. Jogar na Champions League por uma equipa como o Benfica é muito bom, é algo que enriquece qualquer jogador."