O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bayern está a meio do caminho, avisa Ribéry

Franck Ribéry disse estar "muito feliz", após ter aberto o activo na sofrida vitória do Bayern por 2-1 sobre o Real Madrid, mas avisou que a meia-final está longe de decidida.

Franck Ribéry festeja o primeiro golo do encontro ante o Real Madrid com Bastian Schweinsteiger
Franck Ribéry festeja o primeiro golo do encontro ante o Real Madrid com Bastian Schweinsteiger ©Getty Images

Franck Ribéry disse estar "muito feliz", após ter aberto o activo na sofrida vitória do FC Bayern München por 2-1 sobre o Real Madrid CF, mas avisou que a meia-final está longe de decidida.

"Penso que foi muito importante para a nossa confiança termos ganho em casa contra o Real", disse o extremo ao UEFA.com depois de mais uma excelente exibição no flanco esquerdo. "Foi um jogo muito entusiasmante, em especial com o apoio do público, mas estamos ainda a meio do caminho. O jogo em Madrid vai ser muito difícil."

Toni Kroos, que bateu o canto que acabaria por proporcionar o golo de Ribéry, acredita que, pelo que o Bayern fez no encontro, merece estar na frente da eliminatória. "Penso que fomos a melhor equipa", disse o médio, de 22 anos. "O facto de eles terem tido duas ou três oportunidades mostra o bem que defendemos. Estávamos muito motivados e atacámos logo de início. Usámos o factor-casa a nosso favor e no final a vitória foi merecida."

"Seria errado dizer que estamos com um pé na final", disse um cauteloso Manuel Neuer. O guarda-redes do Bayern revelou a sua surpresa pela reacção do adversário depois do empate, ao dizer: "Eles marcaram no início da segunda parte, mas depois deixaram de procurar o ataque." No entanto, o internacional alemão sabe bem que as coisas serão diferentes na próxima semana: "Vamos ter de trabalhar muito no jogo lá. Só depois veremos se continuamos com possibilidades de chegar à final."

Por seu lado, Ribéry deixou claro que a escassa vantagem do Bayern não afectará a sua abordagem ao encontro no Santiago Bernabéu: "Não penso que o golo deles mude muita coisa no que respeita à nossa táctica para a segunda mão. Vamos estar compactos, tal como hoje. O Real Madrid vai precisar de atacar e isso vai-nos dar a oportunidade de contra-atacar."

Philipp Lahm, que conseguiu impedir Cristiano Ronaldo de criar muito perigo durante o encontro, concordou: "O Real virá para cima de nós", disse, e anteviu "mais 90 minutos de muito trabalho" na capital espanhola. "Vai ser uma dura batalha na segunda mão", acrescentou o capitão do Bayern. "São duas equipas de topo que lutam entre si e, a este nível, são as pequenas coisas que fazem a diferença."