Drogba exige demonstração de força do Chelsea

"Vamos ter de demonstrar que merecemos estar aqui", afirmou Didier Drogba num incitamento aos jogadores do Chelsea para mostrarem o seu valor no terreno do Nápoles.

Didier Drogba considera que os jogadores do Chelsea têm de assumir a sua responsabilidade
Didier Drogba considera que os jogadores do Chelsea têm de assumir a sua responsabilidade ©Getty Images

Apenas uma vitória nos últimos seis jogos indicia que nem tudo está bem no Chelsea FC e Didier Drogba, o avançado mais antigo da equipa, reconhece que o conjunto de André Villas-Boas tem algo a provar no encontro de terça-feira da na UEFA Champions League no terreno do SSC Napoli.

"Penso que a equipa sente que ninguém acredita em nós", explicou Drogba na véspera do encontro da primeira mão dos oitavos-de-final, no Stadio San Paolo. "Vamos ter de demonstrar que merecemos estar aqui. Amanhã temos de fazer um bom resultado. Teremos que ser inteligentes e vamos fazer tudo aquilo que o treinador pedir."

No sábado, a equipa de Londres foi apupada pelos adeptos depois do empate 1-1 na recepção ao Birmingham City FC, da segunda divisão, na quinta eliminatória da Taça de Inglaterra, o quarto empate em seis jogos do clube que caiu para o quinto lugar da Premier League. Drogba, que entrou em campo na segunda parte no primeiro encontro disputado após o regresso da Taça das Nações Africanas, afirmou que todos no clube devem assumir as suas responsabilidades por esta situação e trabalhar em conjunto para melhorar.

"Somos todos responsáveis pelos resultados", explicou o dianteiro de 33 anos, a realizar a oitava época ao serviço dos londrinos. "O Chelsea Football Club é o responsável pelos resultados e todos temos de dar o máximo. Amanhã vamos ter a nossa oportunidade. Estamos numa situação difícil há alguns meses mas, num passado recente, encontrámos sempre forças para disputar e vencer estes jogos, tal como aconteceu frente ao Valencia CF, no qual vencemos e garantimos a qualificação."

O Chelsea derrotou o Valencia CF por 3-0 nesse encontro disputado em Dezembro e passou aos oitavos-de-final. Drogba bisou e atingiu os 36 golos em 69 jogos pelo Chelsea na prova mas, tal como a equipa, tem estado muito abaixo do rendimento esperado na Premier League, prova na qual conta com apenas três remates certeiros. "No futebol há sempre um jogo que permite ultrapassar um momento difícil", acrescentou. "Amanhã vamos ter um desses desafios e, num bom ambiente, temos de desfrutar do encontro e jogar em equipa."

Drogba recorda-se de ver vídeos do Nápoles, de Diego Maradona, quando era mais novo e não esconde a ansiedade por entrar "num lugar fantástico para jogar futebol", mas sabe que a tarefa não será fácil. "O Nápoles melhorou muito nos últimos anos. Tinham uma boa equipa e foram ficando cada vez mais fortes. Agora têm jogadores que podem fazer a diferença como [Ezequiel] Lavezzi, [Edinson] Cavani e [Marek] Hamšík. São muito perigosos, podem marcar a qualquer momento e gosto da forma como jogam, mas também têm aspectos que podemos aproveitar para tentar criar problemas." Se o Chelsea conseguir fazer isso poderá começar a esquecer os seus próprios problemas.