Larsson felix com exibição do Malmö

Daniel Larsson sentiu que "as coisas não poderiam ter corrido melhor" para a sua equipa, após ter assinado o golo com que o Malmö venceu o Rangers, triunfo que deixa a turma sueca em boa posição na eliminatória.

Rikard Norling, treinador do Malmö
Rikard Norling, treinador do Malmö ©Getty Images

O autor do golo, Daniel Larsson, afirmou que o Malmö FF colocou o Rangers FC "precisamente onde queria", em Ibrox, depois de um triunfo por 1-0 na Escócia ter deixado a formação sueca em excelente posição para seguir para os "play-off" da UEFA Champions League.

Larsson, de 24 anos, atirou a bola para o fundo das redes aos 18 minutos, servido de forma sublime por Wílton Figueiredo, e a sua equipa poderia mesmo ter ampliado a vantagem, não tivessem sido algumas grandes intervenções do guardião do Rangers, Allan McGregor. "O toque de calcanhar do Figueiredo deixou a bola em excelente posição para mim, apenas tive de finalizar o lance. Se foi ou não o golo mais importante da minha carreira, ainda está por saber, depende do que acontecer na partida da segunda mão," referiu Larsson.

Actualmente no nono posto da Liga sueca, ao fim de 17 jornadas, os actuais campeões da Suécia mostraram em Glasgow uma acutilância bem diferente daquela que têm apresentado a nível interno esta temporada. "Colocámos o Rangers precisamente onde queríamos," salientou Larsson. "Fechámos muito bem o centro do terreno e obrigámo-los a limitarem-se a efectuar cruzamentos para a área. Defensivamente e tacticamente, as coisas não poderiam ter corrido melhor para o nosso lado."

Porém, a eliminatória ainda não está resolvida e Larsson tem perfeita consciência desse facto. "Contamos que eles venham para cima de nós em nossa casa. Por razões financeiras, é certamente dez vezes mais importante para o Rangers seguir em frente do que para nós."

O seu treinador, Rikard Norling, também não quis entrar em excessivas euforias. "Temos de nos lembrar contra quem vamos jogar na segunda mão," destacou o técnico de 40 anos. "Esta noite realizámos um jogo muito bom e não creio que o nosso adversário esteja muito satisfeito com a exibição que realizou. Teremos de voltar a estar ao nosso melhor nível na próxima semana".

No seu primeiro encontro europeu desde que assumiu o lugar deixado vago por Walter Smith, o novo treinador do Rangers, Ally McCoist, de 48 anos, não se mostrou nada satisfeito, ainda para mais porque, em 55 anos de história de competições europeias, os "azuis" de Glasgow nunca deram a volta a uma eliminatória depois de terem perdido o jogo da primeira mão em casa.

Apesar disso, McCoist – que enquanto jogador somou um número recorde de 355 golos pelo clube - afirmou: "Acredito verdadeiramente que podemos chegar à Suécia e marcar. Apesar da grande desilusão que este resultado constitui para todos nós, a eliminatória está longe de estar resolvida. Há que reconhecer que eles se mostraram melhor afinados e fisicamente mais preparados do que nós na primeira parte e nós teremos de estar melhor na partida da segunda mão. Estou determinado a que isso aconteça."