O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Rangnick encantado por conhecer Ferguson

Após o arranque de sonho na segunda passagem pelo Schalke, Ralf Rangnick mal pode esperar por conhecer "uma figura ímpar" quando defrontar o Manchester United de Alex Ferguson.

Ralf Rangnick durante a conferência de imprensa
Ralf Rangnick durante a conferência de imprensa ©Getty Images

Quando Ralf Rangnick disse que a sua segunda passagem pelo comando técnico do FC Schalke 04 "não podia ter começado melhor", não estava a exagerar.

Quatro triunfos nos primeiros quatro jogos – incluindo vitórias por 5-2 fora de casa e por 2-1 na recepção ao campeão europeu FC Internazionale Milano, que levaram ao afastamento dos italianos nos quartos-de-final da UEFA Champions League – viram Rangnick maravilhar no regresso ao clube que dirigiu em 2004/05, seguindo-se agora um duelo das meias-finais com o Manchester United FC.

O Schalke exibiu-se em grande plano nas competições europeias sob o comando do antecessor de Rangnick, Felix Magath, mas afundou-se na Bundesliga. Contudo, os primeiros sinais deixaram antever um Schalke mais consistente no futuro, quanto mais não fosse pelo fantástico triunfo em Milão. "Jogámos de forma muito agressiva frente ao Inter", recordou Rangnick. "Podia ter acabado 6-6 ou 10-7, mas fomos recompensados pela nossa coragem."

O desafio da segunda mão mostrou que a equipa de Gelsenkirchen era tão capaz de mostrar maturidade como de correr riscos, mantendo-se recuada e deixando calmamente o tempo escoar para a defesa do título da parte dos comandados de Leonardo. "Creio que vimos dois jogos bem diferentes. Não lhes proporcionámos muitas oportunidades e foi muito bom também termos conseguido vencer o segundo jogo de forma merecida", indicou.

Rangnick deixou o TSG 1899 Hoffenheim a 1 de Janeiro e enfrenta agora, talvez, a eliminatória mais importante da sua carreira frente ao United. "Estamos numa posição semelhante àquela em que nos encontrávamos frente ao Inter", disse. "Voltamos a ser claramente os menos favoritos na eliminatória. Todos esperam que o Manchester United vença facilmente."

A situação não desagrada de todo aos germânicos, mas Rangnick sabe que o líder da Premier League é uma equipa de classe. "Eles possuem vários jogadores com idades entre os 29 e os 33 anos, pelo que a experiência é-lhes claramente favorável. No ataque, têm jogadores como [Wayne] Rooney e [Javier] Hernández, com [Dimitar] Berbatov no banco. Isso mostra a sua enorme capacidade ofensiva."

A presença de Alex Ferguson continua a inspirar o Manchester United e Rangnick mostra-se também é fã do escocês de 69 anos. "É o líder completo", disse o técnico alemão, de 52 anos. "Só podemos tirar-lhe o chapéu pelos 30 anos que leva a dirigir e 'reinar' no clube. O facto de ele ainda sentir aquela ambição e desejo de levar a equipa a mais títulos é extraordinário."

O antigo treinador do VfB Stuttgart e Hannover 96, que representou os amadores do Southwick FC enquanto estudava em Inglaterra, aguarda com ansiedade o encontro com Ferguson, que descreve como "uma figura ímpar" e acrescenta: "Estou ansioso por enfrentá-lo e conhecê-lo pessoalmente, antes ou depois do jogo." O Schalke espera que esta seja uma ocasião que o técnico do United preferisse esquecer.