O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

United imune à pressão

Alex Ferguson disse que o United não é "muito bom a jogar para o empate", e por isso vai optar por uma atitude ofensiva em Old Trafford para preservar a vantagem de 3-2 alcançada frente ao Milan.

Sir Alex Ferguson dirige o treino, esta terça-feira
Sir Alex Ferguson dirige o treino, esta terça-feira ©Getty Images

David Beckham regressa a Old Trafford, com o AC Milan a tentar dar a volta a uma derrota por 3-2 na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Pela frente vai ter uma equipa do Manchester United FC que, segundo Alex Ferguson, vai atacar como é normal, tendo como objectivo participar na terceira final consecutiva da competição.

Alex Ferguson, treinador do Manchester United
Em Milão conseguimos uma vitória histórica. Talvez pudéssemos ter sentenciado a eliminatória a meio da segunda parte, mas o golo de Seedorf perto do final deixou tudo em aberto. O Milan tem que marcar, o que deve fazer com que o jogo seja mais aberto. Não creio que sejamos muito bons a defender vantagens e a jogar para o empate, por isso vamos actuar da nossa forma normal, que inclui atacar e marcar.

Há três anos venceram-nos por 3-0 na segunda mão, mas a preparação para esse jogo foi completamente diferente. Podem dizer o que quiserem, mas a minha equipa vai ter que jogar para ganhar e vai ganhar. Penso que o ponto forte do David Beckham sempre foi os cruzamentos. Não sei que "onze" inicial vão apresentar, mas se ele jogar, os cruzamentos para a área vão ser a principal ameaça, bem como os lances de bola parada.

Leonardo, treinador do Milan
Penso que a minha confiança resulta daquilo que temos vindo a fazer, a forma como temos actuado. Mesmo no jogo da primeira mão existiram bastantes aspectos positivos a destacar e ainda está tudo por decidir. Estávamos a jogar bem antes disso, e continuámos a fazê-lo depois desse desaire, por isso estou confiante. Estas ocasiões são sempre diferentes dos jogos normais. É difícil preparar-nos quando é preciso alcançar um resultado específico, e o mesmo acontece quando se está em vantagem.

Não creio que estes jogos sejam decididos pelos aspectos tácticos, mas sim pela atitude dos jogadores e a postura que se tem. Possuímos muitas opções no nosso plantel e vários jogadores estão habituados a estes grandes jogos. Sem dúvida que o David Beckham é um jogador importante, e vamos basear as nossas escolhas numa série de critérios diferentes. Mas sabemos que ele tem experiência e que podemos contar com ele se for necessário.

Notícias das equipas

Manchester United
Ausências:
John O'Shea (perna), Ryan Giggs (fractura no braço direito), Michael Owen (coxa), Anderson (ligamento cruzado do joelho), Wes Brown (pé)
Em dúvida:
Jonny Evans (joelho)
Suspenso:
Michael Carrick
Em risco de exclusão:
Nemanja Vidić

• Wayne Rooney regressou aos treinos esta terça-feira, depois de uma lesão num joelho, e foi considerado apto pelo seu treinador: "No momento de forma em que ele está actualmente, é um perigo para qualquer equipa".

• Owen lesionou-se numa coxa na final da Taça da Liga inglesa, na qual o United venceu o Aston Villa FC por 2-1, no dia 28 de Fevereiro, e vai falhar o resto da temporada.

Milan
Ausências:
Massimo Oddo (coxa)
Em dúvida:
Pato (coxa)
Suspensos:
nenhum
Em risco de exclusão:
Ignazio Abate, Ronaldinho

• Pato sofreu uma distensão numa coxa depois de bisar no triunfo do Milan sobre a Atalanta BC, por 3-1, no dia 28 de Fevereiro. Foi submetido a um exame na segunda-feira e viajou até Inglaterra.

• Mathieu Flamini saiu a coxear durante a partida de sábado, em Roma, devido a uma cãibra, mas vai estar apto para alinhar em Manchester, três dias depois de completar 26 anos.

Resultados no fim-de-semana
06/03/10 Wolverhampton Wanderers FC 0-1 Manchester United
(Scholes 72)

• O United ascendeu à liderança do campeonato, com mais dois pontos que Chelsea FC e Arsenal FC, depois de Paul Scholes se ter tornado no 19º jogador a marcar 100 golos na Premier League – imitando os colegas de equipa Owen, Rooney e Giggs.

06/03/10 AS Roma 0-0 Milan

• O Milan, segundo classificado, permanece a quatro pontos do líder FC Internazionale Milano.

• Os "rossoneri" sofreram apenas um golo nos últimos quatro jogos fora de casa a contar para o campeonato, apesar de ter marcado em apenas duas das últimas cinco deslocações na Serie A.

Retrospectiva
• O United venceu fora a primeira mão de 12 jogos das competições europeias, e em cada uma dessas ocasiões apurou-se para a fase seguinte.

• A única vez que o Milan perdeu em casa a primeira mão de um jogo das competições europeias e seguiu em frente foi na edição inaugural da Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1955/56. Perdeu por 4-3 frente ao 1. FC Saarbrücken, na primeira eliminatória, vencendo o segundo jogo por 4-1.

Ligações entre as equipas
• Este desafio assinala o regresso de Beckham a Old Trafford, na qualidade de adversário, desde que o médio pôs fim a uma ligação de 12 anos ao United, em 2003. Na sua última presença na UEFA Champions League com a camisola dos "red devils", foi suplente utilizado e marcou dois golos frente ao Real Madrid CF – clube que viria a representar.

Sabia que?
• O Milan venceu a final da UEFA Champions League em 2003, disputada em Old Trafford, frente à Juventus, no desempate por grandes penalidades. Na formação de Turim alinhava Gianluca Zambrotta.

Saiba mais sobre o jogo no dossier de imprensa oficial da UEFA Champions League (em inglês).