O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Kaká inspira Gattuso

Gennaro Gattuso acredita que se o companheiro Kaká der seguimento ao seu momento fantástico, o Manchester United ficará pelo caminho e o Milan marcará presença na final.

Não obstante ter visto a sua equipa sucumbir, por 3-2, no reduto do Manchester United FC, na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League, Gennaro Gattuso está convencido que o AC Milan vai alcançar a final graças ao fantástico momento de forma de Kaká.

Classe de Kaká
O maestro brasileiro inspirou a insuficiente reviravolta do Milan em Old Trafford, ao assinar dois golos em apenas 15 minutos, o que permitiu aos visitantes saírem em vantagem (2-1) para o descanso. Gattuso acredita mesmo que Kaká continuará a sua marcha heróica na UEFA Champions League na noite de quarta-feira: "Se estiver tão devastador como no desafio da primeira mão, vamos vencer", garante o internacional italiano, cujo excelente desempenho na passada semana foi abruptamente interrompido devido a uma lesão num pé, sofrida aos 53 minutos.

"Jogador importante"
Todavia, Gattuso recuperou a tempo da segunda partida e está ansioso por entrar em campo. "Sinto-me bem", confessa o médio de 29 anos. "Pensei que seria muito pior, mas, afinal, consegui recuperar, pelo que estou muito feliz". O treinador do adversário do Milan na partida de San Siro, Alex Ferguson, também é admirador de Kaká, mas não implica esquecer os elogios a Gattuso. "O perigo maior esteve à vista de todos na passada semana e reside no momento de forma de Kaká", enunciou o treinador de Cristiano Ronaldo, em declarações ao uefa.com. "Kaká é o perigo óbvio. Penso que realizou uma exibição tremenda e temos de prestar atenção a isso. Sabemos de onde deriva o perigo. Eles também possuem outros jogadores importantes, como Gattuso. Ele empresta grande energia ao jogo do Milan. É um elemento muito importante", esclarece o técnico escocês.

Apoio à inglesa
O combativo antigo médio do Rangers FC conta com energia idêntica a partir das bancadas do Giuseppe Meazza, apelando aos adeptos "rossoneri" para criarem um ambiente semelhante ao dos estádios britânicos. "Tive oportunidade de constatar, frente a Liverpool [FC] e Manchester United, que eles nunca desistem, e isso deve-se aos seus adeptos", ajuíza. "Naturalmente, não se trata de criticar os nossos, pois estão sempre ao nosso lado e apoiam-nos imenso. No entanto, desta vez têm de apoiar-nos ainda mais. Sabemos que vai ser complicado, mas isso não é novidade numa meia-final da UEFA Champions League. Todos os adeptos "rossoneri" devem estar orgulhosos, pois chegarmos a esta fase já é um milagre. Ninguém esperava. Tendo em conta a forma como iniciámos a época e tudo o que aconteceu, o facto de aqui estarmos já é um grande resultado. Porém, agora não queremos parar". Gattuso, pelo menos, não vai seguramente parar. "Só conheço uma maneira de preparar este tipo de jogos: penso em correr e correr até não poder correr mais".