Atalanta 4-1 Valência: Hateboer bisa e estreante deslumbra

Em época de estreia na UEFA Champions League, a Atalanta realizou uma brilhante exibição de futebol ofensivo e colocou-se com um pé nos quartos-de-final.

Resumo: Atalanta 4 -1 Valência
Resumo: Atalanta 4 -1 Valência

A Atalanta tem um pé nos quartos-de-final da UEFA Champions League, depois de conseguir uma estrondosa vitória por 4-1 sobre o Valência.

ATALANTA - VALÊNCIA: COMO TUDO ACONTECEU

O jogo em poucas palavras

A Atalanta festeja após o apito final
A Atalanta festeja após o apito finalGetty Images

Estreante na UEFA Champions League, a Atalanta tardou a ganhar ritmo na competição e só garantiu o apuramento bem no fim da fase de grupos, mas não tirou o pé do acelerador e entrou com tudo na fase a eliminar. Mario Pašalić já tinha visto Jaume Doménech negar-lhe o golo com uma extraordinária defesa quando Hans Hateboer desviou para o fundo das redes um cruzamento de Alejandro Gómez e colocou os anfitriões na frente, aos 16 minutos.

Ferrán Torres acertou no poste para os visitantes à passagem da meia-hora de jogo, mas Josip Iličić fez o 2-0 ainda antes do intervalo com um fantástico disparo de pé direito, a 14 metros do alvo.

A turma orientada por Gian Piero Gasperini não abrandou após o intervalo e Remo Freuler fez o terceiro em mais um grande golo, desta feita com um remate em arco, perto da hora de jogo. Maxi Gómez desperdiçou uma oportunidade clara para reduzir para o Valência e, no minuto seguinte, Hateboer fugiu pela direita para bisar na partida.

Denis Cheryshev saltou do banco para apontar o tento de honra do Valência, oferecendo assim uma réstia de esperança ao conjunto espanhol, que ainda assim terá muito trabalho pela frente para virar os acontecimentos na segunda mão.

Hans Hateboer com o seu prémio de Melhor em Campo
Hans Hateboer com o seu prémio de Melhor em CampoUEFA via Getty Images

Melhor em Campo: Hans Hateboer (Atalanta)

Cosmin Contra, observador técnico da UEFA: "Marcou dois golos e aventurou-se no ataque ao longo de todo o encontro, sem nunca perder a eficácia no seu papel defensivo."

A UEFA começou a distinguir com um prémio oficial o Melhor em Campo de cada jogo a partir dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, de forma a reconhecer os melhores desempenhos na principal prova europeia de clubes.

Vieri Capretta, repórter da Atalanta

Que noite para a Atalanta! Fez-se história em San Siro. Na sua estreia em jogos a eliminar na UEFA Champions League, o conjunto italiano brilhou a grande altura! O golo fora conseguido pelo Valência quando já perdia por 4-0, contudo, dá algum alento aos espanhóis, mas são os adeptos da Atalanta que saem com motivos para festejar.

Joseph Walker, repórter do Valência

Um pesadelo para o Valência em Itália, que podia ter sido ainda pior. Ainda há 90 minutos para jogar, mas a turma espanhola recebeu uma lição de eficácia da Atalanta. A formação italiana aproveitou bem melhor as oportunidades criadas e, agora, será necessária uma noite mágica no Mestalla para o conjunto espanhol estar nos quartos-de-final.

Hans Hateboer festeja com os seus colegas de equipa
Hans Hateboer festeja com os seus colegas de equipaGetty Images

Reacções

Hans Hateboer, Melhor em Campo: "A título individual é sempre especial marcar dois golos. Ainda precisamos de ir ao Mestalla, mas esta noite foi realmente especial."

Gian Piero Gasperini, treinador da Atalanta: "É um excelente resultado. Estivemos muito bem e poderíamos ter marcado mais golos; é claro que a vantagem de três golos é positiva. Deveríamos ter sido mais cuidadosos nos minutos finais, pois o golo do adversário poderia ser evitado. Quero que a equipa marque no Mestalla, não quero sofrer. Ainda não é hora de comemorar, quero comemorar daqui a três semanas."

Principais estatísticas

  • Os 12 golos apontados pelo Atalanta nesta UEFA Champions League foram marcados por dez jogadores diferentes
  • Josip Iličić soma 11 golos nos seus últimos dez jogos no conjunto de todas as competiçõe
  • O Valência continua sem ganhar qualquer jogo fora em fases a eliminar na UEFA Champions League (4 empates, 6 derrotas)
  • Esta foi apenas a segunda que o Valência sofreu quatro golos em jogos da UEFA Champions Leag

Equipas

Atalanta: Gollini; Tolói, Palomino, Caldara (Zapata 75); Hateboer, De Roon, Freuler, Gosens; Pašalić (Tameze 90+2); Gómez (Malinovskyi 81), Iličić

Valência: Doménech; Wass, Mangala, Diakhaby, Gayà; Ferrán Torres, Parejo, Kondogbia, Soler; Gonçalo Guedes (Cheryshev 64), Maxi Gómez (Gameiro 73)

Topo