Stéphanie Frappart arbitra Supertaça Europeia da UEFA

Vai fazer-se história na Supertaça Europeia da UEFA a 14 de Agosto, em Istambul, quando Stéphanie Frappart liderar uma equipa de arbitragem predominantemente feminina no jogo entre Chelsea e Liverpool.

©Sportsfile

032 – Árbitra apita uma final masculina da UEFA pela primeira vez

A UEFA está a desbravar novos caminhos ao nomear Stéphanie Frappart para arbitrar o jogo da Supertaça Europeia da UEFA, a 14 de Agosto. Esta será a primeira vez que uma mulher irá dirigir um grande evento masculino da UEFA – neste caso o jogo que marca o arranque da nova temporada, que vai colocar frente-a-frente o detentor da UEFA Champions League e o vencedor da UEFA Europa League, no Beşiktaş Park, em Istambul.

Frappart arbitrou a final do Campeonato do Mundo Feminino deste ano, em Lyon
Frappart arbitrou a final do Campeonato do Mundo Feminino deste ano, em Lyon©Getty Images

Em Julho, a francesa teve a honra de arbitrar a final do Campeonato do Mundo Feminino da FIFA, entre Estados Unidos e Holanda, em Lyon. Também apitou a meia-final do UEFA Women's EURO em 2017, quando a Holanda defrontou a Inglaterra.

Frappart irá liderar uma equipa composta principalmente por mulheres. Será acompanhada pelas árbitras-assistentes Manuela Nicolosi, da França, e Michelle O'Neill, da República da Irlanda. A dupla, tal como Frappart, também actuou na final do Mundial Feminino a 7 de Julho. O quarto árbitro será o turco Cuneyt Cakir.

"Já afirmei em várias ocasiões que o potencial do futebol feminino não tem limites e congratulo-me com o facto de Stéphanie Frappart ter sido nomeada para a Supertaça Europeia deste ano, juntamente com as árbitras-assistentes Manuela Nicolosi e Michelle O'Neill", afirmou Aleksander Čeferin, Presidente da UEFA.

"Como organização, damos a maior importância ao desenvolvimento do futebol feminino em todas as áreas. Espero que a qualidade e a devoção que Stéphanie demonstrou ao longo da sua carreira para alcançar este nível sirvam de inspiração para milhões de raparigas e mulheres na Europa, e lhes mostre que não deve haver barreiras para se cumprir um sonho".

Roberto Rosetti, responsável pela arbitragem da UEFA, elogiou a capacidade de Frappart como árbitra e disse que "merece completamente" a oportunidade de apitar um jogo de nível tão elevado.

"A Stéphanie provou, ao longo de vários anos, que é uma das melhores árbitras, não apenas na Europa, mas no Mundo", disse Rosetti.

"Tem capacidade para arbitrar nos grandes palcos, como provou na final do Campeonato do Mundo Feminino deste ano. Espero que este jogo em Istambul lhe proporcione mais experiência numa altura em que entra no auge da sua carreira".

Frappart fez história em França, seu país-natal, ao tornar-se na primeira árbitra a dirigir um jogo da Ligue 1, entre SC Amiens e RC Strasbourg, em Abril. Em Junho, foi anunciado que Frappart, natural da região do Val-d'Oise, seria promovida a título definitivo ao conjunto de árbitros da Ligue 1 para a temporada 2019/20.

No entanto, Frappart, de 35 anos, não é a primeira mulher a arbitrar um jogo de uma competição masculina da UEFA. Essa honra coube a Nicole Petignat, quando dirigiu três jogos da fase de qualificação da Taça UEFA, entre 2004 e 2009.

O Vídeo Árbitro Assistente (VAR) será utilizado na Supertaça Europeia entre Liverpool e Chelsea. A função será exercida pelo francês Clement Turpin, que terá o auxílio do compatriota François Letexier e ainda do alemão Mark Borsch e do italiano Massimiliano Irrati.

Topo