O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA e CONMEBOL lançam novos eventos intercontinentais

Cooperação aumenta para incluir uma Finalíssima feminina, jogos de futsal e de equipas jovens.

A Argentina venceu a Itália por 3-0 na Finalíssima disputada em Wembley
A Argentina venceu a Itália por 3-0 na Finalíssima disputada em Wembley UEFA via Getty Images

Após o sucesso da Finalíssima entre a Itália, campeã do UEFA EURO 2020, e a Argentina, campeã da Copa América da CONMEBOL (SCORE), que terminou com a vitória por 3-0 dos sul-americanos e que foi disputada ontem num lotado estádio de Wembley, em Londres, a UEFA e a CONMEBOL anunciaram hoje uma série de novos eventos envolvendo o futebol feminino, o futsal e as equipas jovens das duas confederações.

Os uruguaios do Club Atlético Peñarol (vencedor da Taça dos Libertadores de Sub-20 da CONMEBOL 2022) enfrentarão o SL Benfica (vencedor da UEFA Youth League 2022) no icónico Estádio Centenário em Montevidéu, no Uruguai, a 21 de Agosto de 2022.

Portugal (vencedor do UEFA Futsal EURO 2022) e Espanha (terceira classificada) disputarão uma final four com a Argentina, vencedora da Copa América de Futsal de 2022, e o vice-campeão Paraguai, na Movistar Arena, em Buenos Aires, Argentina, entre 16 e 18 de Setembro de 2022.

Por fim, uma vez conhecidos o vencedor do UEFA Women's EURO 2022, que será disputado em Julho na Inglaterra, e o vencedor da Copa América Feminina de 2022 da CONMEBOL, que será disputada em Julho na Colômbia, uma Finalíssima Feminina da UEFA-CONMEBOL será planeada na Europa, com a data (durante uma janela internacional) e o local do evento a serem anunciados oportunamente.

A UEFA e a CONMEBOL também concordaram em continuar com a troca de árbitros para uma variedade de competições e cursos de árbitros após os excelentes resultados da troca e o feedback positivo recebido por parte dos árbitros envolvidos.

Para além disso, a UEFA e a CONMEBOL estão a trabalhar no reconhecimento mútuo das qualificações de treinadores com o objectivo de tal entrar em vigor ao longo de 2023, de acordo com um cronograma e um conjunto de requisitos previamente acordados.