Presidente da Federação da ARJ da Macedónia visita UEFA

O novo presidente da Federação de Futebol da Antiga República Jugoslava da Macedónia (FFM), Ilcho Gjorgjioski, visitou a sede da UEFA e conversou com o Presidente da UEFA, Michel Platini, e outros altos responsáveis deste organismo.

O presidente da da Federação de Futebol da ARJ da Macedónia, Ilcho Gjorgjioski (à esquerda), e o Presidente da UEFA, Michel Platini
O presidente da da Federação de Futebol da ARJ da Macedónia, Ilcho Gjorgjioski (à esquerda), e o Presidente da UEFA, Michel Platini ©UEFA

O novo presidente da Federação de Futebol da Antiga República Jugoslava da Macedónia (FFM), Ilcho Gjorgjioski, visitou a Casa do Futebol Europeu, em Nyon.

Eleito em Julho, Gjorgjioski manteve conversações com o Presidente da UEFA, Michel Platini, e altos responsáveis da organização que tutela o futebol europeu sobre o desenvolvimento da modalidade no país, assim como sobre a ajuda da UEFA à federação no que respeita ao desporto e às infra-estruturas sob a égide do programa de assistência HatTrick.

O futebol na ARJ da Macedónia remonta ao início do Século XX, mais concretamente a Abril de 1909, mês em que, segundo os registos, se realizou o primeiro jogo no território, em Skopje. Fundada em Agosto de 1948, a FFM integrou a Federação Jugoslava de Futebol até 1991, ano em que nasceu a Federação de Futebol da Antiga República Jugoslava da Macedónia.

O primeiro campeonato organizado no país realizou-se em 1992/93 e, em 1994, a ARJ da Macedónia juntou-se à família do futebol mundial ao ser-lhe concedida o estatuto de membro da FIFA e da UEFA.

Antigo jogador e treinador bastante respeitado, Gjorgjioski representou vários clubes enquanto jogador, como por exemplo FK Makedonija GP Skopje, FK Vardar, Malmö FF, PFC Lokomotiv Sofia e Bnei Sakhnin FC. Após terminar a carreira de jogador, iniciou a de treinador e levou o Makedonija GP Skopje e o Vardar ao título nacional em 2009 e 2012, respectivamente.

"Trata-se de um dos mais importantes momentos da minha carreira até ao momento", disse Gjorgjioski ao UEFA.com sobre a sua primeira visita à sede da UEFA. "É um ponto alto conhecer o Presidente da UEFA. O propósito desta visita é estabelecer os contactos iniciais com responsáveis da UEFA e conhecer as estruturas da UEFA."

"A ajuda da UEFA é muito importante", acrescentou, "porque as estruturas do futebol no nosso país estão em desenvolvimento. A UEFA ajuda-nos bastante no reforço das infra-estruturas e estou empenhado em iniciar várias iniciativas desde as 'raízes' até ao futebol profissional." O desenvolvimento do futebol juvenil, a evolução das selecções nacionais e o aumento dos padrões dos campeonatos nacionais e dos próprios clubes estão entre os objectivos para o futuro.

"É claro que o meu desejo como presidente é que o meu país se apure para a fase final de um EURO ou de um Mundial", explicou Gjorgjioski. "Este seria um ponto alto não só para o futebol, como para todo o país. Contudo, estou ciente de que isto não acontecerá de um dia para o outro. Temos de trabalhar com sinceridade e de forma sistemática para construir toda a estrutura para que os resultados possam seguir nos próximos anos."

Topo