Comité Executivo apoia candidatura de Gianni Infantino à presidência da FIFA

O Comité Executivo da UEFA concordou por unanimidade apoiar Gianni Infantino, actual Secretário-Geral da UEFA, como candidato à próxima eleição presidencial da FIFA.

©UEFA

052 – Apoio unânime do Comité Executivo da UEFA

O Comité Executivo da UEFA deu hoje o seu apoio unânime à candidatura de Gianni Infantino, actual Secretário-Geral da UEFA, na eleição para a presidência da FIFA, após consulta às federações europeias e de toda a comunidade do futebol mundial.

Na declaração do Comité Executivo da UEFA pode ler-se:

"A próxima eleição para um novo presidente da FIFA representa um momento crucial na gestão da modalidade e do futuro da própria FIFA. Acreditamos que Gianni Infantino tem todas as qualidades necessárias para enfrentar os grandes desafios que se perfilam e para liderar a organização num caminho de reformas restaurador da integridade e credibilidade da FIFA.

Gianni tem feito um grande trabalho na UEFA, possui um registo histórico comprovado como administrador de classe mundial e construiu relações positivas com parceiros do futebol à escala global. Há muito tempo que tem sido um defensor da necessidade de mudança e de um renovado desenvolvimento na FIFA e trará uma voz refrescante e esclarecida para a gestão do organismo que superintende o futebol a nível mundial.

Estamos muito satisfeitos por o Gianni ter aceite o desafio e ele sabe que tem todo o nosso apoio na sua campanha para se tornar presidente da FIFA. Está no processo de submissão de necessárias nomeações e irá, ainda hoje, emitir uma declaração sobre a sua candidatura."

Curriculo de Gianni Infantino

Gianni Infantino é actualmente o Secretário-Geral da UEFA, cargo que ocupa desde Outubro de 2009. Desde a sua nomeação, tem feito parte de uma equipa de liderança, o que o ajudou a fortalecer ainda mais tanto o futebol de selecções como de clubes no papel da Europa e da UEFA como um órgão internacional respeitado e credível.

À frente da administração da UEFA, Gianni Infantino intensificou o trabalho da UEFA a fim de fornecer um ambiente sustentável ao futebol europeu e através de iniciativas como o Fair Play Financeiro; melhorou o suporte comercial das federações nacionais de todos as dimensões e o desenvolvimento de competições da UEFA, em todos os níveis da modalidade. Actualmente é também membro do Comité de Reformas da FIFA.

Um advogado multilíngue, Gianni Infantino chegou à UEFA em Agosto de 2000, trabalhando numa série de assuntos legais, comerciais e profissionais do futebol, tendo sido nomeado em Janeiro de 2004 Director da Divisão de Assuntos Jurídicos e de Licenciamento de Clubes da UEFA.

Nesse período também liderou os trabalhos da UEFA na promoção de contactos estreitos com a União Europeia, o Conselho da Europa e com as autoridades governamentais. Foi promovido a Vice-Secretário-Geral antes de tornar-se Secretário-Geral em 2009. Fala fluentemente inglês, francês, alemão, espanhol e italiano.

Antes de ingressar na UEFA, Gianni Infantino trabalhou como secretário-geral do Centro Internacional de Estudos Desportivos (CIES) na Universidade de Neuchatel, tendo sido anteriormente conselheiro de uma variedade de organismos de futebol em Itália, Espanha e Suíça.

 

Topo