UEFA Europa League: detalhes das receitas 2013/14

A UEFA divulgou os detalhes das receitas esperadas para a edição 2013/14 da UEFA Europa League e os montantes que serão distribuídos pelos clubes participantes na competição.

O troféu da UEFA Europa League
O troféu da UEFA Europa League ©Sportsfile

A UEFA divulgou os detalhes das receitas esperadas para a edição 2013/14 da UEFA Europa League.

Baseada nas vendas comerciais, a receita bruta comercial para a UEFA Europa League desta temporada estima-se em cerca de 225 milhões de euros. Cerca de 75 por cento da receita bruta proveniente dos direitos media e contratos comerciais será direccionada para os clubes envolvidos da fase de grupos em diante. Os restantes 25 por cento estão reservados ao futebol europeu e ficam na posse da UEFA, para cobrir custos organizativos e administrativos. Baseado no fluxo bruto de 225 milhões, o valor para distribuição aos clubes será de 168,75 milhões.

Para além disso, o Comité Executivo da UEFA aprovou uma contribuição adicional de 40 milhões para a quota de clubes da UEFA Europa League, com os fundos a serem provenientes dos clubes da UEFA Champions League e de quotas da UEFA shares – o que significa um total líquido de quota de clubes da UEFA Europa League no valor de 208,75 milhões.

O montante líquido disponível para os clubes participantes será dividido na razão de 60:40 – 125,25 milhões em pagamentos fixos e 83,5 milhões em pagamentos variáveis (receita do mercado televisivo), que será distribuído segundo o valor proporcional de cada mercado televisivo representado pelos clubes que participarem na UEFA Europa League da fase de grupos em diante.

Cada um dos 48 clubes envolvidos na fase de grupos pode esperar receber 1,3 milhões, só pela participação. Também existirão bónus de 200.000 euros por cada vitória e 100.000 euros por cada empate na fase de grupos. Por outro lado, serão atribuídos bónus de qualificação para as equipas que chegarem aos 16 avos-de-final. Cada um dos 12 vencedores dos grupos terá direito a 400.000 euros, enquanto o segundo classificado embolsa 200.000 euros.

Quanto à fase a eliminar, as equipas participantes nos 16 avos-de-final somam 200.000 euros cada, aos quais se juntam 350.000 euros pelo apuramento para os oitavos-de-final. Os oito apurados para os quartos-de-final adicionam mais 450.000 euros e, por fim, a qualificação para as meias-finais vale um milhão. O vencedor da UEFA Europa League ganha cinco milhões, cabendo ao finalista vencido 2,5 milhões.

Uma equipa pode receber, na melhor das hipóteses, 9,9 milhões por disputar a edição deste ano da prova – sem contar com a receita do mercado televisivo.

Entretanto, cada clube envolvido na primeira pré-eliminatória da UEFA Europa League receberá 120.000 euros, mesmo que chegue à fase de grupos. Os participantes na segunda pré-eliminatória têm direito a 130.000 euros, nas mesmas condições, e cada clube na terceira pré-eliminatória receberá 140.000 euros. Por outro lado, cada clube eliminado no "play-off" da UEFA Europa League receberá 150.000 euros – os vencedores do "play-off" não terão direito a qualquer pagamento de solidariedade pela participação nessa fase, mas manterão os valores destinados à primeira, segunda e terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League, beneficiando do sistema de distribuição da competição a partir da fase de grupos em diante.

Topo