O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo da final do UEFA Futsal EURO: Portugal bate a Rússia e revalida o título com reviravolta

Pela terceira vez nesta fase final, Portugal recuperou de uma desvantagem de 2-0 para vencer a Rússia por 4-2 e revalidar o título.

Veja como Portugal conseguiu recuperar de dois golos de desvantagem para revalidar o título no Futsal EURO.
Resumo: Portugal 4-2 Rússia

Portugal defendeu com êxito o título de campeão do UEFA Futsal EURO ao recuperar, pela terceira vez na presente edição do torneio, de uma desvantagem de dois golos para vencer a Rússia por 4-2 e voltar assim a erguer o troféu.

A Rússia continuou sem contar com Robinho, mas já teve de volta Artem Antoshkin, autor de cinco golos até esta final e que tinha falhado as meias-finais por castigo. E foi mesmo a Rússia a marcar primeiro, mas por Anton Sokolov, que recebeu uma bola longa de Paulinhode costas da baliza, rodou sobre Pany Varela e atirou para o fundo da baliza à guarda de André Sousa, chegando também ele aos cinco golos na prova - menos dois do que o melhor marcador da prova, Birzhan Orazov, do Cazaquistão.

Antonshkin esteve, logo depois, na assistência para o segundo golo da Rússia, servindo na perfeição Andrei Afanasyev para o 2-0. Só que, ainda antes do intervalo, surgiu a reacção de Portugal, que já por duas vezes no torneio havia recuperado de desvantagens de 2-0, a mais recente na meia-final de sexta-feira com a Espanha. Tomás Paço surpreendeu Dmitri Putilov com um remate rasteiro após livre de Bruno Coelho.

Sessão fotográfica de Portugal com o troféu
Sessão fotográfica de Portugal com o troféu

A Rússia até começou bem a segunda parte, com Nando a acertar no poste de André Sousa, mas foi Portugal a chegar ao empate, com uma bola batida por André Coelho a ser desviada para o fundo da própria baliza por Putilov. E André Coelho fez, depois, ele mesmo o 3-2, num desvio ao segundo poste após centro rasteiro de Miguel Ângelo, numa grande jogada de Portugal.

A Rússia ainda voltou a enviar uma bola ao poste da baliza portuguesa, por Abramov, mas a quinta derrota da selecção russa em finais do Futsal EURO acabaria mesmo por ser confirmada nos instantes finais, com Pany Varela a roubar a bola a Chiskhala e a caminhar com ela até a colocar no fundo da baliza deserta.

Estatísticas-chave

  • Portugal igualou a Itália no número de títulos (2). Só a Espanha tem mais (sete), enquanto a Rússia mantém-se apenas com um.
  • Portugal torna-se na segunda nação (depis da Espanha em 2007, 2010 e 2012) a defender com êxito o título e igualou também o feito da Espanha de vencer três grandes competições consecutivas.
  • André Sousa, Bruno Coelho, André Coelho, João Matos, Fábio Cecílio, Pany e Tiago Brito sagraram-se campeões europeus de selecções pela segunda vez, tal como o seleccionador Jorge Braz.
  • Sergei Abramov e Ivan Milovanov, bem como o seleccionador russo Sergei Skorovich, perderam a sua quarta final.
  • Portugal também recuperou de desvantagens de 2-0 frente à Sérvia, no seu primeiro jogo (4-2) e frente à Espanha, nas meias-finais (3-2).
  • Portugal não perde há 33 jogos oficiais, desde a derrota nos penáltis ante o Irão no encontro de atribuição do terceiro lugar do Mundial 2016 e não conhece o sabor da derrota em 40 minutos há 34 jogos, desde o desaire com a Argentina nas meias-finais desse torneio.

Reacções

Jorge Braz desfruta da vitória
Jorge Braz desfruta da vitóriaUEFA via Getty Images

Jorge Braz, selecionador de Portugal: “Estou muito orgulhoso de todo o trabalho que realizámos, muito orgulhoso por ver novamente um exemplo perfeito de como uma equipa deve ser e muito orgulhoso de olhar para os olhos dos meus jogadores, principalmente no segundo tempo. Eles acreditaram sempre e isso é o que me deixa mais orgulhoso."

Zicky, eleito Melhor Jogador do Torneio: "É difícil traduzir em palavras o que estou a sentir neste momento e tudo o que posso dizer é que estou no céu! Estou muito orgulhoso desta equipa e quero agradecer a cada pessoa que nos ajudou a chegar aqui. Há muito que digo que Portugal gosta de sofrer, parece que está no nosso ADN lutar antes de vermos a luz e vencermos. Hoje acreditámos sempre em nós próprios e na força da equipa, mesmo quando estávamos a perder por 2-0. A força desta equipa não tem limites e essa é a razão por detrás de todo o nosso sucesso."

O vencedor do UEFA Futsal EURO 2022 festeja em Amesterdão
O vencedor do UEFA Futsal EURO 2022 festeja em AmesterdãoSPORTSFILE

Reacções

André Coelho, autor de um dos golos de Portugal: "Estou muito feliz com o facto de ter podido ajudar esta selecção a concretizar os seus objectivos. Isso é o que mais interessa. O mais importante é que Portugal voltou a mostrar por que razão é campeão da Europa e do Mundo."

Andrei Afanasyev, jogador da Rússia: "Alguns erros da nossa parte permitiram que eles vencessem a partida. Estou certo de que a Rússia vai voltar a ganhar este troféu, porque a próxima geração de jogadores que temos é muito boa. Trabalhámos muito bem, mas o desporto é assim: umas vezes ganha-se, outras perde-se. Esperamos por este troféu há 23 anos, não o conquistámos hoje, mas tenho certeza de que o conquistaremos no futuro."

Sergei Skorovich, seleccionador da Rússia: “Foi uma final e, como todas as grandes finais de um Mundial ou de um EURO, foi uma batalha entre duas equipas muito iguais. Foi isso que se viu hoje, aqui. Trabalhámos muito e cada jogador e elemento desta equipa deu tudo de si."