O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Futsal importante na evolução de Alex Teixeira

Alex Teixeira, do Shakhtar, desenvolveu o seu talento a jogar futsal, tal como muitos compatriotas brasileiros. “É onde aprendemos tudo”, explicou. “O futsal ajuda-nos muito.”

Alex Teixeira desenvolveu o seu talento a jogar futsal
Alex Teixeira desenvolveu o seu talento a jogar futsal ©Getty Images

A velocidade, o controlo exímio da bola e a técnica sensacional levam a que o futsal seja tão brasileiro quanto o Carnaval do Rio de Janeiro ou uma noite agradável na praia de Copacabana. Na verdade, o desporto nasceu no vizinho Uruguai na década de 1930, mas foi no Brasil onde o futsal - ou futebol de salão - ganhou a dimensão que possui hoje.

As cidades muito populosas e a falta de relvados ao ar livre forçaram muitos entusiastas do futebol a jogarem em recintos fechados e as capacidades necessárias para brilhar no futsal rapidamente passaram a ser apreciadas no desporto mais conhecido. Jogadores brasileiros lendários como Pelé, Sócrates, Zico e Ronaldinho cresceram a jogar futsal e consideraram a modalidade decisiva para possuírem um controlo de bola tão bom, mas o mesmo se passou com alguns dos melhores jogadores da Europa, incluindo Andrés Iniesta e Cristiano Ronaldo.

A tradição mantém-se e Alex Teixeira, organizador de jogo do Shakhtar, é mais uma prova disso. O brasileiro de 26 anos descobriu a modalidade no Vasco da Gama e considera que a exigência deste desporto foi decisiva no desenvolvimento da sua técnica. "Comecei a jogar quando tinha nove ou dez anos e joguei durante cerca de três", recordou. "Foi no Vasco da Gama que comecei a carreira, tudo começou lá. O futsal ajuda-nos muito."

O melhor do futsal
O melhor do futsal

"Mais tarde, nos relvados, tirei partido da capacidade de mudar rapidamente de direcção, assim como da velocidade e da capacidade de aceleração. É onde se aprende tudo, pois treinamos muito. Também me ajudou nas fintas curtas e estamos sempre a fazer acelerações, pelo que tudo é importante.”

Romário era o grande ídolo de Alex Teixeira que, quando era mais jovem, não parava de jogar, fosse no relvado ou no pavilhão, e de procurar uma boa forma de gastar a sua energia infindável e ganhar resistência. "Quando temos dez anos ninguém se cansa, só pensamos em jogar", explicou. "Aprendi muito sobre preparação física. O futebol é um desporto onde não podemos estar parados durante muito tempo, temos de estar em movimento, foi algo que aprendi a gerir e que levei para os relvados."

"O futsal é muito popular no Brasil", explicou. "O Brasil tem o melhor jogador do mundo, o Falcão, pelo que os campos estão sempre cheios sempre que há jogos de futsal". E a selecção “canarinha” tem sabido defender o estatuto, pois venceu cinco das sete edições do Campeonato do Mundo de Futsal, incluindo a última em 2012, enquanto a Espanha venceu os outros dois títulos.

Este artigo faz parte do programa oficial do UEFA EURO 2016. Descarregue aqui a sua cópia. 

Alex Teixeira: A minha equipa de futebol de cinco
Alex Teixeira: A minha equipa de futebol de cinco