O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha brilhante, Eslovénia a melhorar

O seleccionador e os jogadores da Espanha elogiaram a exibição quase perfeita no triunfo por 4-0 sobre a Eslovénia, cujo treinador mostrou-se orgulhoso pelos progressos registados.

Espanha brilhante, Eslovénia a melhorar
Espanha brilhante, Eslovénia a melhorar ©UEFA.com

José Venancio López, seleccionador da Espanha
Penso que fizemos um jogo extraordinário. Não cometemos qualquer erro na defesa. Os jogadores eslovenos baixaram os braços nos instantes finais, porque viram que era impossível dar a volta ao jogo. Tivemos um ritmo muito elevado durante os 40 minutos e eles nos conseguiram fazer frente. A Eslovénia é uma grande equipa, mas não nos surpreenderam – nós tinhámo-los estudado muito bem.

A Rússia era o adversário mais difícil que podíamos ter [na meia-final de quinta-feira]. Vamos estudá-los bem e vamos tentar melhorar o nosso jogo. Se jogarmos como hoje, então temos uma hipótese. É uma pena que [lesionado] Torras e [suspenso] Ortiz não possam jogar. São jogadores muito importantes para nós, mas esta equipa vai triunfar na adversidade.

Aicardo, defesa da Espanha
Hoje jogámos muito bem e competimos de uma forma brilhante. Aprendemos a sofrer, porque eles têm uma boa equipa. O jogo contra a Rússia vai ser decidido por pequenos detalhes. Teremos de estar focados durante os 40 minutos e tirar vantagem dos lances de bola parada. Eles são muito bons a jogar com os pivots: o Eder Lima e o Cirilo. Temos de impedir que a bola lhes chegue.

Andrej Dobovičnik, seleccionador da Eslovénia
A vitória da Espanha foi merecida – eles foram muito melhores que nós. Fizemos o nosso melhor, mas faltam-nos opções no banco para conseguir discutir o resultado ante uma equipa como a Espanha. No entanto, temos a vontade e a força para fazer mais e encurtar essa diferença.

É óbvio que este foi um passo em frente – estamos satisfeitos pelos progressos feitos pela equipa e cada jogador está cada vez melhor. Enquanto for esta a situação, o futsal esloveno não tem nada a temer.