O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha não falha e já está nas meias-finais

Roménia 3-8 Espanha
A campeã Espanha tornou-se a primeira semifinalista, ao bater a Roménia por 8-3 nos quartos-de-final, na Arena Zagreb.

Torras assinou um "hat-trick" frente à Roménia e já é o melhor marcador da prova
Torras assinou um "hat-trick" frente à Roménia e já é o melhor marcador da prova ©Action Images

A Espanha tornou-se esta segunda-feira a primeira semifinalista do UEFA Futsal EURO 2012, ao bater a Roménia por 8-3 nos quartos-de-final, na Arena Zagreb.

Os romenos ainda conseguiram, por intermédio de Cosmin Gherman, anular duas vantagens da campeã em título conferidas por Torras e Aicardo, mas Rafael Usín e, novamente Torras, colocaram a Espanha no caminho certo. Florin Matei ainda lançou alguma incerteza, mas Torras, Lin e Ortiz colocaram a Espanha à espera do vencedor do embate entre Portugal e a Itália.

A Roménia abordou o encontro de forma ambiciosa, mas não tardou para que a Espanha assumisse o controlo das operações, pelo que foi sem surpresa que a campeã europeia chegou à vantagem logo aos três minutos. Alemao fez tudo bem no lado esquerdo e deixou a tarefa mais fácil para Torras, que apenas teve de empurrar para o fundo das redes.

Os espanhóis pareciam destinados a uma partida tranquila, mas um erro defensivo de Ortiz deixou Gherman na cara de Luis Amado e o avançado romeno não perdoou, restabelecendo a igualdade. O seleccionador espanpol da Roménia, Sito Rivera, já tinha avisado que ia apostar muitas vezes num guarda-redes avançado e foi isso mesmo que sucedeu a meio do primeiro tempo, numa tentativa de surpreender o adversário.

A Espanha fez frente ao risco assumido pelos romenos e logrou voltar a marcar aos 13 minutos, num remate na passada de Aicardo. A Roménia não baixou os braços e 39 segundos depois fez o 2-2 novamente através do inspirado Gherman, que bateu Amado com um remate ao ângulo. O ritmo frenético produziu ainda mais dois golos antes do intervalo, com Usín e Torras a levarem a Espanha mais tranquila para o descanso.

Mas se os comandados de José Venancio López esperavam vida fácil na etapa complementar, então enganaram-se redondamente, especialmente depois de Matei ter feito o 4-3 na conclusão de uma brilhante jogada do ataque romeno. A Espanha parecia tremer, mas Aicardo voltou a aparecer no jogo e restabeleceu uma vantagem de dois golos após um canto de Ortiz.

A Roménia quebrava finalmente perante a superior qualidade do futsal espanhol, com Torras, Lin e Ortiz a darem maior expressão ao marcador.

Seleccionados para si