Turquia renascida surpreende França

A França perdeu na Turquia, mas Bélgica, Alemanha e Itália conseguiram triunfos convincentes no sábado.

Burak Yılmaz festeja o segundo golo da Turquia frente à França
Burak Yılmaz festeja o segundo golo da Turquia frente à França ©Getty Images

GRUPO C

Estónia 1-2 Irlanda do Norte
A Irlanda do Norte somou a terceira vitória em três jogos no Grupo C, com os suplentes Conor Washington e Josh Magennis a marcarem nos últimos 15 minutos e a consumarem a reviravolta em Tallinn. O capitão da equipa da casa, Konstantin Vassiljev, tinha marcado com um livre em arco e enviado uma bola à trave num remate de longa distância, antes da reacção dos visitantes.

A Alemanha já ganhou dois jogos fora de casa
A Alemanha já ganhou dois jogos fora de casa©Getty Images

Bielorrúsia 0-2 Alemanha
Os golos de Leroy Sané e Marco Reus permitiram à Alemanha manter o arranque perfeito, o que implicou a terceira derrota consecutiva da Bielorrússia. Manuel Neuer fez duas excelentes defesas quando o marcador estava ainda em 1-0 e perto do final Sané cabeceou à trave.

GRUPO E

A Croácia e a Hungria somam seis pontos no Grupo E
A Croácia e a Hungria somam seis pontos no Grupo E©Getty Images

Croácia 2-1 País de Gales
Ivan Perišić foi a estrela da Croácia, que recuperou da surpreendente derrota em Março na Hungria. Um cruzamento do médio do Inter foi desviado para a própria baliza por James Lawrence aos 17 minutos e depois fez o 2-0 logo após o intervalo. David Brooks lançou o jogo para um final frenético, mas o País de Gales não evitou a primeira derrota no grupo. 

Azerbaijão 1-3 Hungria
A Hungria aproveitou o jogo no Azerbaijão para somar a sexta vitória seguida. Willi Orban silenciou Baku com um cabeceamento madrugador e uma emenda no início da segunda parte. Mahir Emreli respondeu com o primeiro golo do Azerbaijão a este rival nas competições da UEFA. O estreante Dávid Holman fez o terceiro golo com um forte disparo e manteve a Hungria no topo da classificação.

GRUPO H

Islândia 1-0 Albânia
Uma brilhante jogada individual de Johann Gudmundsson permitiu à Islândia somar a segunda vitória em três jogos no grupo. O médio passou por três jogadores da Albânia antes de decidiu o equilibrado duelo em Reykjavik com um remate rasteiro.

Moldávia 1-0 Andorra
A Moldávia somou os primeiros pontos na terceira jornada graças a um cabeceamento à queima-roupa de Igor Armaş. Os anfitriões tiveram que jogar quase todo o segundo tempo reduzidos a dez jogadores, depois do capitão Artur Ioniţa ser expulso com dois cartões amarelos, mas Andorra, que ainda procura o primeiro ponto, não conseguiu aproveitar.

Turquia 2-0 França
A Turquia somou a terceira vitórias em três jogos no Grupo H, ao surpreender a França, campeã mundial. Kaan Ayhan e Cengiz Ünder marcaram no primeiro tempo e deram o primeiro triunfo ao seu país sobre a França, que jogou mal e caiu para o segundo lugar.

GRUPO I

Rússia 9-0 San Marino
Artem Dzyuba apontou quatro golos e contribuiu para a maior goleada de sempre da Rússia. Michele Cevoli inaugurou o marcador, Dzyuba marcou de grande penalidade, enquanto Fyodor Kudryashov e Anton Miranchuk estrearam-se a marcar pela selecção e colocaram o resultado em 4-0 ao  intervalo. Dzyuba marcou mais três vezes depois do intervalo, incluindo uma recarga a uma grande penalidade que falhou, com Fyodor Smolov a também contribuir para a goleada.

Escócia 2-1 Chipre
Steve Clarke parecia condenado a uma estreia frustrante como seleccionador da Escócia, até que o capitão Andy Robertson - vencedor da Liga dos Campeões da UEFA há sete dias - marcou com um remate de longa distância depois de ultrapassada a hora de jogo. Ioannis Kousoulos aproveitou a falha de marcação para empatar aos 87 minutos mas, dois minutos depois, o suplente Oliver Burke deu um triunfo dramático à Escócia.

Bélgica 3-0 Cazaquistão
Dries Martens foi o centro das atenções em Bruxelas, correspondendo a um cruzamento Eden Hazard para inaugurar o marcador nos primeiros minutos, fazendo depois o cruzamento que permitiu que Timothy Castagne se estreasse a marcar pela selecção. Mertens rematou ao poste no início da segunda parte e Romelu Lukaku aproveitou para marcar na recarga. Kevin De Bruyne também acertou no ferro e Bélgica continua no topo do Grupo I com pontuação máxima.

GRUPO J

A Itália marcou três golos em dez minutos na Grécia
A Itália marcou três golos em dez minutos na Grécia©Getty Images

Finlândia 2-0 Bósnia e Herzegovina 
Teemu Pukki, que esta época marcou 30 golos pelo Norwich City, coroou uma campanha memorável mais dois remates certeiros. O primeiro numa jogada individual, beneficiando da hesitação dos defesas visitantes, e o segundo com uma bom chapéu. A Bósnia e Herzegovina fica com quatro pontos, menos dois que os anfitriões.

Arménia 3-0 Leichtenstein
A Arménia somou os primeiros pontos depois de marcar dois golos nos primeiros 18 minutos. Gevorg Ghazaryan marcou cedo, antes de Aleksandre Karapetyan aproveitar um ressalto para fazer o 2-0. Tigran Barseghyan confirmou o triunfo perto do final e manteve o Liechtenstein sem qualquer ponto no grupo.

Grécia 0-3 Itália
Três golos em dez minutos deram à Itália uma vitória tranquila. Nicolò Barella e Lorenzo Insigne, com os pés, e Leonardo Bonucci, de cabeça, deram o terceiro triunfo em três jogos a Itália. Vasilis Barkas fez duas boas defesas perto do final, mas Grécia ficou a cinco pontos dos líderes.

Topo