Alcunhas das equipas da UEFA Europa League: A a K

Deusas, fabricantes de colchões, águias e diabos. Quantas alcunhas das equipas dos 16 avos-de-final conhece? Na primeira de uma série de duas partes, saiba tudo aqui.

Arsenal ou Braga?
Arsenal ou Braga? ©Getty Images

AC Milan – Diavoli (Diabos)
Todos conhecemos "rossoneri" (Vermelhos e Pretos), a alcunha fácil de perceber, mas essas cores também inspiraram uma outra, mais sinistra. Herbert Kilpin, o fundador inglês do clube, explicou: "As nossas cores serão vermelho, porque seremos diabos, e preto, que representa o terror que vamos incutir nos adversários".

AEK Atenas – Águia de Duas Cabeças
A equipa grega também é conhecida por Enosis, ou seja, "união" (a letra E na sigla AEK), mas talvez a alcunha mais famosa seja Águia de Duas Cabeças, devido ao emblema do clube. O AEK foi fundado por refugiados de Constantinopla (a letra K em AEK) e a águia bizantina era o seu símbolo.

Arsenal – Gunners (Artilheiros)
O Arsenal foi fundado em 1886 por trabalhadores de fábricas de armamento em Woolwich, uma zona no sudeste de Londres então associada à indústria militar. Daí o nome Arsenal, o canhão no emblema e a alcunha.

Astana – nenhum
O clube nasceu em 2009 e ainda não houve uma alcunha que se destacasse. É patrocinado pelos caminho-de-ferro estatais, e no início era chamado de Lokomotiv, mas a alcunha Ferroviários não pegou. Cidadãos (Citizens), inspirado no novo nome, foi experimentado, mas o mais comum Amarelos e Azuis parece ter mais capacidade para agradar.

Atalanta – La Dea (Deusa)
O clube recebeu o seu nome em homenagem a uma caçadora e atleta da mitologia grega, daí a alcunha La Dea (Deusa). Feliz solteira, Atalanta disse aos seus pretendentes que casaria com quem conseguisse vencê-la numa corrida, mas que mataria quem falhasse. Muitos tentaram e falharam, até que Hippomenes foi bem sucedido.

O feroz apoio do Athletic
O feroz apoio do Athletic©Getty Images

Athletic Club – Leones (Leões)
O estádio do Athletic está perto da igreja de San Mamés, que deve o seu nome a um santo que, segundo a lenda, foi atirado aos leões pelos romanos. Em vez de atacarem o prisioneiro, as feras ajoelharam-se a seus pés. Os jogadores do Athletic são os leões, defendendo o seu estádio.

Atlético - Los Colchoneros (Fabricantes de Colchões)
No período pós-guerra civil espanhola, os colchões tinham um padrão às riscas vermelhas e brancas, tornando este material barato. O Atlético de pronto deixou as cores azul e branco, transformando-se nos fabricantes de colchões.

Braga – Arsenalistas (Adeptos do Arsenal)
O Braga envergava branco e verde até que o treinador József Szabó visitou o Arsenal, em 1935. Ficou tão impressionado pelo clube londrino que convenceu o Braga a adoptar as suas cores. Também conhecido como Bracarenses, uma referência a Bracara Augusta, o nome romano da cidade de Braga.

Celtic – Bhoys (Rapazes)
O clube foi fundado para angariar dinheiro para os pobres e melhorar a integração social entre imigrantes irlandeses e os cidadãos locais, com o nome Celtic a servir de lembrança de uma herança comum. Bhoys (Rapazes) era um nome que os recém-chegados irlandeses costumavam usar entre si.

Estrela Vermelha – Crveno-beli (Vermelhos e Brancos)
O clube nasceu do extinto SK Jugoslavija. Recebeu o estádio, escritórios, jogadores e inclusive as suas cores vermelho e branco.

CSKA Moscovo – Armeytsi (Militares)
O clube foi fundado como parte da Sociedade Amadora de Desportos de Neve, mas em 1923 passou a estar sob a jurisdição do exército soviético. CSKA, o seu nome oficial desde 1960, é a sigla de Clube (Klub) Central de Desportos do Exército.

A muralha amarela e preta do Dortmund
A muralha amarela e preta do Dortmund©Getty Images

Dortmund - Die Schwarz-Gelben (Pretos e Amarelos)
O Dortmund já jogou de vermelho, branco e azul, mas optou pelas atuais cores em 1913, após forte influência de August Busse, futuro presidente do clube. O amarelo e o preto eram as cores do Britannia, um clube que se tinha fundido com o Dortmund alguns anos antes. Durante algum tempo foram conhecidos como "Limões".

Dínamo Kiev – Bilo-Syni (Brancos e Azuis)
A alcunha do colosso ucraniano é uma referência às cores que tem usado durante grande parte dos seus 90 anos de existência.

FCSB – nenhuma
Uma longa e complicada história, mas o clube apenas foi renomeado em Março passado, por isso ainda não tem uma alcunha.

Copenhaga – Byens Hold (Equipa da Cidade)
E porque não um pouco de gabarolice? O Copenhaga e o Brøndby dominam o futebol dinamarquês, mas como os adeptos do Copenhaga fazem questão de lembrar ao rival, apenas um está no centro da cidade, logo no coração dos habitantes. Brondby é um subúrbio.

As restantes equipas, de L a Z, serão reveladas amanhã.

Topo