FedEx Performance Zone: Ibrahimović e Džeko no topo

Zlatan Ibrahimović e Edin Džeko, autores de "hat-tricks", ocupam os dois primeiros lugares no FedEx Performance Zone - Patrik Andersson, embaixador da final, opina sobre as suas exibições.

Zlatan Ibrahimović (Manchester United)
©Getty Images

Patrik Andersson elogiou duas estrelas consagradas e um talento, após Zlatan Ibrahimović e Edin Džeko, autores de "hat-tricks", terem subido aos dois primeiros lugares do FedEx Performance Zone, com jogadores de Lyon e Anderlecht a darem também nas vistas na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

1: Zlatan Ibrahimović (Manchester United)
Ibrahimović tinha sido ultrapassado por Alexandre Lacazette, do Lyon, no início de quinta-feira, mas respondeu com um "hat-trick" na vitória do Manchester United sobre o St-Étienne, por 3-0, para recuperar a liderança. Para além dos três golos, criou três oportunidades, ganhou três duelos aéreos e foi uma ameaça constante para a defesa do St-Étienne, inclusive conquistando o penalty que lhe permitiu selar o resultado final.

Discurso directo: "Sabe bem fazer três golos. Tive muita ajuda da parte dos meus colegas e foi importante obter um bom resultado, que dê mais conforto na segunda mão. Ganhámos 3-0 e fico feliz por ter marcado três golos. Ainda faltam muitos jogos nesta época, por isso espero manter esta boa forma."

2: Edin Džeko (Roma)
Džeko registou o seu segundo "hat-trick" nesta edição da UEFA Europa League no triunfo notável da Roma em casa do Villarreal, por 4-0, reconquistando assim o segundo posto. O momento de forma que atravessa é fantástico, somando agora dez golos nos últimos sete jogos, todas as competições incluídas.

Discurso directo: "Estou feliz com a minha exibição. É sempre bom marcar e estou ainda mais satisfeito por ter conseguido um 'hat trick'. Mas no fim de contas, o mais importante é a equipa ter estado bem e ganho um jogo difícil."

3: Alexandre Lacazette (Lyon)

6: Emerson Palmieri (Roma)
Não só o lateral brasileiro inaugurou o marcador frente ao Villarreal, como desempenhou um papel vital em ajudar a Roma a não sofrer golos. Efectuou seis intervenções defensivas e esteve muito activo na hora de atacar, com oito cruzamentos e dois dribles. Este desempenho permitiu-lhe subir ao sexto lugar geral, tendo apenas Antonio Valencia, do Manchester United, à sua frente na categoria de defesas-laterais.

12: Lucas Tousart (Lyon)

29: Frank Acheampong (Anderlecht)

62: Andy Najar (Anderlecht)

76 Christian Noboa (Rostov)

Patrik Andersson (UEFA Europa League group stage draw)
©Getty Images

Opinião de Patrik Andersson, embaixador da final e desta edição do FedEx Performance Zone
Quando começa a fase a eliminar, os grandes jogadores começam realmente a mostrar o que valem, e foi isso que aconteceu com Ibrahimović e Džeko. Também é agradável ver outros jogadores menos consagrados, como Emerson Palmieri, impressionarem. A UEFA Europa League dá aos jovens talentos uma oportunidade para brilharem e o FedEx Performance Zone comprova isso com recurso às estatísticas.

Gostei bastante de ver os jogos de quinta-feira. O St-Étienne causou algumas dificuldades ao Manchester United na primeira parte, e penso que o 3-0 final foi um pouco severo. Também houve outras vitórias folgadas, com Rostov, Beşiktaş e Schalke bem colocados para seguirem em frente.