O "site" oficial do futebol europeu

Golos históricos da UEFA Europa League

Publicado: Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012, 12.32CET
Edinson Cavani apontou golo 2000 da UEFA Europa League na quinta jornada e o UEFA.com recorda também outros tentos históricos da prova, entre os quais os de Liedson e Alan.
Golos históricos da UEFA Europa League
Edinson Cavani festeja após ter marcado o 2.000º golo da UEFA Europa League ©AFP/Getty Images
 
 
Publicado: Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012, 12.32CET

Golos históricos da UEFA Europa League

Edinson Cavani apontou golo 2000 da UEFA Europa League na quinta jornada e o UEFA.com recorda também outros tentos históricos da prova, entre os quais os de Liedson e Alan.

A grande penalidade apontada nos descontos por Edinson Cavani no terreno do AIK na partida da quinta jornada confirmou a presença do SSC Napoli nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League e foi também o golo 2000 golo da prova – desde a fase de grupos até à final – desde o advento, em 2009/10, da UEFA Europa League. O UEFA.com recorda os outros tentos históricos.

Nº1: Alberto Zapater (GENOA CFC 2-0 SK Slavia Praha)
17/09/09, fase de grupos
Com quatro minutos decorridos da primeira fase de grupos da UEFA Europa League, o médio Alberto Zapater bateu o guarda-redes do Slavia, Martin Vaniak, com um livre directo que podia ser considerado como um cruzamento para apontar o primeiro golo da competição propriamente dita – a sua equipa venceria o encontro do Grupo B por 2-0. Zapater havia ingressado, no Verão, no Génova proveniente do Real Zaragoza e disse: "Este golo significa bastante para mim. As coisas não podiam correr melhor: estamos a ganhar jogos, a jogar bem, os adeptos estão contentes e também marquei hoje. Não sabia que tinha sido o primeiro golo da fase de grupos da UEFA Europa League, mas sabia que era um golo importante para nós".

Nº500: Liedson (SPORTING CLUBE DE PORTUGAL 2-2 Club Atlético de Madrid)
18/03/10, segunda mão dos oitavos-de-final
Liedson respondeu a um golo de Sergio Agüero – o 350º do Atlético para as competições da UEFA – ao cabecear para o empate a 1-1, aos 19 minutos de uma primeira parte bastante movimentada. O intervalo chegaria com uma igualdade 2-2, com Anderson Polga a empatar novo tento de Agüero, mas não se marcaram mais golos até final da partida – isto somado ao empate 0-0 verificado na primeira mão – pelo que a equipa espanhola deu mais um passo rumo àquela que viria a ser a conquista do troféu. "O treinador [Quique Sánchez Flores] deu-me um abraço no final. Ele parecia mesmo feliz", disse Agüero. O capitão do Sporting, João Moutinho, disse ao UEFA.com: "Demos tudo para vencer, mas não conseguimos converter nenhuma das ocasiões de que dispusemos na segunda parte".

Nº1000: Alan (SC BRAGA 2-0 KKS Lech Poznań)
24/02/11, segunda mão dos 16 avos-de-final
Alan apontou o 1000º golo da prova aos oito minutos, anulando a vantagem de 1-0 que o Lech trazia da primeira mão e, com Lima a marcar ainda antes do intervalo, a caminhada de sonho dos Arsenalistas até à final exclusivamente portuguesa continuou – apesar de terem perdido o jogo decisivo frente ao FC Porto. Após o encontro, que ditou um duelo nos oitavos-de-final com o Liverpool FC, o médio Custódio disse ao UEFA.com: "[O então médio do Liverpool] Raul Meireles é um amigo, com quem joguei durante vários anos nas selecções jovens de Portugal. É claro que lhe quero ganhar, mas uma coisa é certa: não será fácil". No entanto, o Braga viria a consegui-lo.

Noº1500: Artur Sobiech (HANNOVER 96 3-1 FC Vorskla Poltava)
15/12/11, fase de grupos
Uma contratação de Verão do KSP Polonia Warszawa, o ponta-de-lança da selecção polaca, Artur Sobiech, apontou o seu primeiro golo pelo clube da Bundesliga, aumentando o resultado para 3-1, com o seu toque final a ser o 1,500º tento da competição. "Espero que possamos continuar nas competições europeias pelo máximo tempo possível. É bastante divertido", disse o seu companheiro de equipa, Altin Lala, no final da partida. Os estreantes da fase de grupos dirigidos pelo técnico Mirko Slomka fariam isso mesmo, apurando-se para os quartos-de-final, onde seriam eliminados pela equipa que venceria a prova, o Atlético. "A nossa desilusão é ainda maior que o nosso orgulho por termos chegado até aqui", reflectiu mais tarde o dianteiro Jan Schlaudraff.

Nº2000: Edinson Cavani (AIK 1-2 SSC NAPOLI)
22/11/12, fase de grupos
Também o último golo marcado no Råsundastadion, em Solna, o tento de Cavani manteve-o na liderança da lista dos melhores marcadores de 2012/13, com seis tentos, e enviou o Nápoles, com dez elementos, para os 16 avos-de-final. Foi outro momento chave para o dianteiro do Uruguai, que, duas semanas antes, no triunfo do Grupo F por 4-2 frente ao FC Dnipro Dnipropetrovsk, igualara o recorde de Radamel Falcao de quatro golos numa só partida da UEFA Europa League. Em Estocolmo, Cavani reflectiu sobre o triunfo do Brasil, por 5-2, sobre a Suécia, na final do Mundial 1958 realizada no mesmo estádio, ao dizer: "Estou muito feliz por ter marcado onde um tal de Pelé marcou há muitos anos. O importante, no entanto, foi a vitória".

Última actualização: 29-11-12 16.21CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=1899792.html#golos+historicos+uefa+europa+league

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA EUROPA LEAGUE, o logótipo da UEFA Europa League e o troféu da UEFA Europa League estão protegidos por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.