O "site" oficial do futebol europeu

Juventus e Real Madrid prontos para confronto final

Publicado: sexta-feira, 19 de Maio de 2017, 18.45CET
Numa reedição da final de 1998, o campeão Real Madrid tenta tornar-se na primeira equipa a revalidar o troféu da UEFA Champions League e a Juventus procura o terceiro título europeu de clubes.
Juventus e Real Madrid prontos para confronto final
Stephan Lichtsteiner (Juventus) & Cristiano Ronaldo (Real Madrid CF) ©Getty Images

Estatísticas da prova

JuventusReal Madrid

Golos marcados22
 
36
Posse de bola(%)53
 
47
Total de tentativas180
 
244
Remates à baliza65
 
94
Remates para fora72
 
90
Remates defendidos43
 
60
nos postes3
 
6
Cantos59
 
79
Foras-de-jogo21
 
40
Cartões amarelos31
 
19
Cartões Vermelhos2
 
0
Faltas cometidas190
 
130
Faltas sofridas182
 
191
Passes tentados7112
 
7692
Passes completos6246
 
6838

Dossiers de Imprensa

  • Dossier de Imprensa (português)
 
Publicado: sexta-feira, 19 de Maio de 2017, 18.45CET

Juventus e Real Madrid prontos para confronto final

Numa reedição da final de 1998, o campeão Real Madrid tenta tornar-se na primeira equipa a revalidar o troféu da UEFA Champions League e a Juventus procura o terceiro título europeu de clubes.

A final da UEFA Champions League 2016/17 coloca em confronto o Real Madrid CF, melhor ataque da competição e detentor do troféu, e a Juventus, que sofreu apenas três golos na caminhada até a Cardiff.

• Ambas as equipas têm profunda experiência no que toca a finais. Campeão europeu em título, o Real Madrid – que tenta tornar-se no primeiro clube a defender com êxito o troféu desde o nascimento da UEFA Champions League – vai disputar a sua terceira final em quatro anos, depois de ter batido o rival citadino Club Atlético de Madrid no jogo decisivo em 2014 e 2016; a Juventus, por seu lado, perdeu com o FC Barcelona na final de 2015.

• Este jogo será uma reedição da final de 1998, jogada em Amesterdão, na qual o Real Madrid bateu por 1-0 uma Juventus que contava na equipa com o actual treinador dos "merengues", Zinédine Zidane. Esse triunfo garantiu então aos madrilenos o sétimo do recorde de 11 títulos europeus de clubes que detêm.

• A Juve, por sua vez, ergueu o troféu duas vezes, em 1985 e 1996, mas saiu já derrotada de seis finais – mais do que qualquer outro clube.

• A Juve venceu nove e empatou três dos 12 jogos que disputou na presente edição da prova e procura tornar-se na primeira equipa desde o Manchester United FC, em 2007/08, a conquistar invicta o troféu. O United foi o sexto clube a vencer a UEFA Champions League sem qualquer derrota.

• Real Madrid e Juventus vão ambos disputar a sua sexta final desde o início da era da UEFA Champions League, igualando assim o recorde do AC Milan.

• O Real Madrid venceu todas as cinco finais da UEFA Champions League que disputou, registo recorde, enquanto a Juve perdeu o jogo decisivo mais vezes do que qualquer outro clube - quatro. O seu único triunfo aconteceu no desempate por penalties, frente ao AFC Ajax, em 1996.

Palmarés em finais

Juventus
• Esta é a nona presença da Juventus em finais da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League, tendo perdido as últimas quatro que disputou. O seu registo global é de 2V 6D:
1972/73: AFC Ajax 1-0 Juventus
1982/83: Hamburger SV 1-0 Juventus
1984/85: Juventus 1-0 Liverpool FC
1995/96: Juventus 1-1 AFC Ajax (após prolongamento, Juventus venceu 4-2 nos penalties)
1996/97: Borussia Dortmund 3-1 Juventus
1997/98: Juventus 0-1 Real Madrid CF
2002/03: Juventus 0-0 AC Milan (após prolongamento, Milan venceu 3-2 nos penalties)
2014/15: Juventus 1-3 FC Barcelona

• A derrota de 2015 ante o Barcelona, em Berlim, foi o sexto desaire da Juve em finais, resultado que fixou um registo negativo sem precedentes. Até então partilhava esse pouco desejado recorde com FC Bayern München e SL Benfica, emblemas que somam cinco finais perdidas.

• Gianluigi Buffon é o único jogador que integra o plantel da Juventus em 2016/17 a ter estado na final de 2003.

• Actualmente ainda no plantel da Juventus, Buffon, Stephan Lichtsteiner, Leonardo Bonucci, Andrea Barzagli e Claudio Marchisio foram titulares na final de 2015, com Stefano Sturaro a ser suplente não utilizado. Giorgio Chiellini falhou esse encontro devido a lesão.

• Sami Khedira venceu a prova em 2014 com a camisola do Real Madrid; ele, Mario Mandžukić (vencedor ao serviço do FC Bayern München em 2013) e Dani Alves (vencedor pelo Barcelona em 2009, 2011 e 2015) poderão alargar o lote de jogadores que venceram a UEFA Champions League por dois clubes diferentes, actualmente composto por 13 futebolistas.

• Mandžukić e o autor do golo da Juve na final de 2015, Álvaro Morata, poderão por seu lado juntar-se ao lote de jogadores que marcaram em finais da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League com a camisola de dois clubes diferentes: apenas Velibor Vasović (FK Partizan 1966, Ajax 1969) e Cristiano Ronaldo (Manchester United FC, Real Madrid 2014) lograram tal feito até à data.

• A Juventus disputou ainda quatro finais da Taça UEFA – tendo vencido três (1977, 1990, 1993) e perdido uma (1995) – bem como a final da Taça dos Vencedores das Taças de 1984, que venceu.

Real Madrid
• O Real Madrid venceu por 11 vezes a Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League, número que constitui um recorde, tendo triunfado nas últimas cinco finais que disputou. O seu registo global em finais da prova é de 11V 2D:
1955/56: Real Madrid 4-3 Stade de Reims Champagne
1956/57: Real Madrid 2-0 ACF Fiorentina
1957/58: Real Madrid 3-2 AC Milan (após prolongamento)
1958/59: Real Madrid 2-0 Stade de Reims Champagne
1959/60: Real Madrid 7-3 Eintracht Frankfurt
1961/62: SL Benfica 5-3 Real Madrid
1963/64: FC Internazionale Milano 3-1 Real Madrid
1965/66: Real Madrid 2-1 FK Partizan
1980/81: Liverpool FC 1-0 Real Madrid
1997/98: Real Madrid 1-0 Juventus
1999/00: Real Madrid 3-0 Valencia CF
2001/02: Real Madrid 2-1 Bayer 04 Leverkusen
2013/14: Real Madrid 4-1 Club Atlético Madrid (após prolongamento)
2015/16: Real Madrid 1-1 Club Atlético Madrid (após prolongamento; Real Madrid venceu 5-3 nos penalties)

• O Real Madrid tenta tornar-se no primeiro clube a defender com êxito o troféu desde o nascimento da UEFA Champions League. É o quinto campeão a voltar à final da prova no ano seguinte, tendo o mais recente sido o Manchester United, em 2009.

• Nenhuma equipa conquista o título europeu de clubes dois anos seguidos desde que o AC Milan (1989, 1990).

• Zinédine Zidane procura tornar-se no primeiro treinador a conquistar a UEFA Champions League em duas temporada consecutivas, enquanto Sergio Ramos tenta tornar-se no primeiro capitão a erguer o troféu duas épocas seguidas.

• Ronaldo (2008, 2014) e Ramos (2014, 2016) tornar-se-ão, caso marquem um golo, nos primeiros jogadores a marcar em três finais da UEFA Champions League. Ronaldo e Ramos são dois dos cinco jogadores que conseguiram marcar golos em duas finais, juntamente com Raúl González (2000, 2002), Samuel Eto'o (2006, 2009) e Lionel Messi (2009, 2011). Marcelo e Gareth Bale – que marcaram pelo Real na final de 2014 – e Morata - que marcou pela Juventus na final de 2015 - poderão juntar-se a esse lote de jogadores com golos em duas finais.

• Ainda actualmente jogadores do Real, Dani Carvajal, Raphaël Varane, Sergio Ramos, Fábio Coentrão, Luka Modrić, Ronaldo e Karim Benzema foram titulares na final de 2014, com Marcelo e Isco a saltarem do banco no decorrer do encontro e Pepe a ser suplente não utilizados.

• Em 2016, o "onze" inicial do Real contou com Keylor Navas, Pepe, Toni Kroos, Casemiro, Carvajal, Ramos, Marcelo, Modrić, Ronaldo, Bale e Benzema; Danilo, Isco e Lucas Vázquez foram suplentes utilizados, enquanto Kiko Casilla, Nacho e James Rodríguez estiveram no banco.

• Caso o Real Madrid triunfe em Cardiff, esta será a décima UEFA Champions League conquistada por uma equipa espanhola – o dobro dos triunfos registados por equipas do país que surge no segundo lugar deste ranking, a Itália.

• Ao todo, esta é a 29ª presença do Real Madrid em finais de provas da UEFA. Para além das 14 presenças em finais da Taça dos Campões Europeus/UEFA Champions League, venceu as finais de 1985 e 1986 da Taça UEFA e perdeu as finais da Taça dos Campeões Europeus de 1971 e 1983. Conquistou a SuperTaça Europeia em 2002, 2014 e 2016, a qual perdeu em 1998 e 2000, e venceu a Taça Intercontinental em 1960, 1998 e 2002, perdendo-a em 1966 e 2000.

Encontros anteriores
• Este vai ser o 19º frente-a-frente entre Juventus e Real Madrid nas competições europeias de clubes – todos eles na Taça dos Campeões/UEFA Champions League – e o equilíbrio é a nota dominante. Cada um somou oito vitórias, tendo-se verificado dois empates; a Juve marcou 21 golos e o Real Madrid 18.

©Getty Images

Giorgio Chiellini e Gareth Bale após a primeira mão das meias-finais de 2015

• O mais recente embate teve lugar nas meias-finais de 2014/15, com a Juve a vencer por 3-2 no conjunto das duas mãos. Golos de Álvaro Morata – então antigo avançado do Real Madrid, agora de volta aos "merengues" – e Carlos Tévez deram à Juve um triunfo por 2-1 na primeira mão, em Turim, com Cristiano Ronaldo a marcar o tento de honra dos madrilenos.

• Nesse encontro, a 5 de Maio de 2015, no Juventus Stadium, as equipas foram as seguintes:
Juventus: Buffon, Lichtsteiner, Bonucci, Chiellini, Evra, Sturaro (Barzagli 64), Marchisio, Pirlo, Vidal, Morata (Llorente 78), Tévez (Pereyra 86).
Real Madrid: Casillas, Carvajal, Varane, Ramos, Pepe, Marcelo, Kroos, Isco (Hernández 63), James Rodríguez, Bale (Jesé 86), Ronaldo.

• Ronaldo voltou a marcar em Madrid, na segunda mão, mas Morata também, aos 57 minutos, oferecendo um empate 1-1 à Juve, resultado que lhe permitiu atingir a sua primeira final em 12 anos.

• Nesse encontro, a 13 de Maio de 2015, no Santiago Bernabéu, as equipas foram as seguintes:
Real Madrid: Casillas, Carvajal, Varane, Ramos, Marcelo, Kroos, Isco, James Rodríguez, Bale, Benzema (Hernández 67), Ronaldo.
Juventus: Buffon, Lichtsteiner, Bonucci, Chiellini, Evra, Marchisio, Pirlo (Barzagli 79), Vidal, Pogba (Pereyra 89), Morata (Llorente 84), Tévez.

• A Juve não perdeu nenhum dos últimos três jogos que disputou contra o Real Madrid (1V 2E): o último triunfo da turma de Madrid sobre a de Turim teve lugar no Bernabéu, por 2-1, na fase de grupos da edição 2013/14, com Ronaldo a bisar ainda na primeira meia hora da partida. Esse é o único desaire dos "bianconeri" nos últimos sete jogos entre as duas equipas (4V 2E 1D).

• Ronaldo marcou sempre nos quatro jogos em que defrontou a Juventus pelo Real Madrid – apontando um total de cinco golos.

• O Real Madrid já conquistou um título europeu à custa da Juve, quando um golo de Predrag Mijatović à passagem do minuto 66 chegou para fazer a diferença na final de 1998 da UEFA Champions League.

• Nessa final, disputada na Amsterdam ArenA, a 20 de Maio de 1998, as equipas foram as seguintes:
Juventus: Peruzzi, Pessotto (Fonseca 70), Torricelli, Montero, Iuliano, Di Livio (Tacchinardi 46), Deschamps (Conte 77), Davids, Zidane, Del Piero, Inzaghi.
Real Madrid: Illgner, Panucci, Hierro, Sanchís, Roberto Carlos, Redondo, Karembeu, Seedorf, Raúl (Amavisca 90), Morientes (Jaime Sánchez 81), Mijatović (Šuker 90).

• Esse não foi o único confronto entre ambos em terreno neutro. O seu primeiro embate, nos quartos-de-final de 1961/62, Real e Juve venceram o respectivo jogo fora por 1-0, pelo que foi necessário uma partida de desempate, jogada em Paris, o qual o Real venceu por 3-1.

Retrospectiva

©Getty Images

A Juventus com o troféu em 1996

Juventus
• Na vitória por 2-1 sobre o AS Monaco FC na segunda mão das meias-finais (4-1 no total das duas mãos) a Juve sofreu o seu primeiro golo em seis jogos na prova. Totalizou 690 minutos seguidos sem sofrer golos, a segunda melhor marca de sempre na UEFA Champions League, apenas superada pelos 995 minutos que o Arsenal esteve sem sofrer golos em 2005/06.

• A Juventus já disputou 53 jogos contra equipas espanholas nas provas da UEFA, com um registo de 19V 14E 20D 61GM 55GS.

• Os "banconeri" já levaram a melhor sobre duas equipas da Liga esta temporada, tendo empatado 0-0 em casa com o Sevilla FC na primeira jornada da fase de grupos antes de triunfarem por 3-1 na Andaluzia, na quinta jornada. Depois, nos quartos-de-final, derrotaram o Barcelona por 3-0 em casa e no total das duas mãos.

• O primeiro encontro da Juve contra uma equipa espanhola depois do desaire frente ao Real em 1962 resultou na conquista de um troféu europeu, graças aos golos fora. Foi contra o Athletic Club, na final de 1976/77 da Taça UEFA (1-0 casa, 1-2 fora).

• O registo da Juventus em desempates por penalties em provas da UEFA é de 3V 3D:
2-3 frente ao AC Milan, 2002/03, final da UEFA Champions League
4-2 frente ao AFC Ajax, 1995/96, final da UEFA Champions League
1-3 frente ao Real Madrid CF, 1986/87, segunda eliminatória da Taça dos Campeões Europeus
4-2 frente ao Argentinos Juniors, 1985, Taça Intercontinental
1-4 frente ao Widzew Łódź, 1980/81, segunda eliminatória da Taça UEFA
3-0 frente ao Ajax, 1977/78, quartos-de-final da Taça dos Campeões Europeus

©AFP/Getty Images

Sergio Ramos celebra a passagem do Real à final

Real Madrid
• Antes da derrota por 2-1 em casa do Atlético de Madrid na segunda mão das meias-finais (triunfo por 4-2 no conjunto dos dois jogos), o Real Madrid seguia invicto na presente edição da competição (8V 3E) e somava cinco vitórias em cinco jogos na fase a eliminar.

• Essa derrota com o Atlético colocou ponto final a uma série de 16 jogos sem perder nas provas europeias (11V 5E), a qual datava desde uma derrota por 2-0 no terreno do VfL Wolfsburg, na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League.

• O Real Madrid venceu os últimos quatro jogos que disputou contra equipas italianas, desde a já referida eliminação ante a Juve nas meias-finais de 2015. Esta temporada eliminou nos oitavos-de-final o SSC Napoli com dois triunfos por 3-1, em casa e fora.

• O registo dos "merengues" contra clubes italianos é de 69J 33V 11E 25D 104GM 87GS.

• O registo do Real Madrid em desempates por penalties nas provas da UEFA é de 2V 2D:
5-3 frente ao Club Atlético de Madrid, 2015/16, final da UEFA Champions League
1-3 frente ao FC Bayern München, 2011/12, meias-finais da UEFA Champions League
3-1 frente à Juventus, 1986/87, segunda eliminatória da Taça dos Campeões Europeus
5-6 frente ao FK Crvena zvezda, 1974/75, quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças

Ligações entre treinadores e jogadores
• Zidane representou a Juve entre 1996 e 2001, conquistando dois títulos de campeão da Serie A e participando nas derrotas nas finais de 1997 e 1998 da UEFA Champions League, a última das quais frente ao Real Madrid.

©UEFA.com

Zinédine Zidane vestiu a camisola da Juventus entre 1996 e 2001

• Um penalty convertido com classe por Zidane bateu Buffon na final do Campeonato do Mundo da FIFA de 2006, em Berlim. O francês foi, contudo, expulso no prolongamento e a Itália venceu, depois, desempate por penalties.

• Então ao leme do AC Milan, Massimiliano Allegri perdeu 2-0 em casa do Real Madrid – com Ronaldo a marcar o primeiro golo – na fase de grupos de 2010/11, antes de um empate 2-2 em San Siro.

• Gonzalo Higuaín jogou no Real Madrid entre 2007 e 2013Marcou 121 golos em 264 jogos no conjunto de todas as competições e conquistou por três vezes a Liga espanhola.

• Morata, produto das camadas jovens do Real, jogou na Juventus entre 2014 e 2016, tendo apontado 15 em 63 jogos na Serie A, antes de regressar a Madrid.

• Khedira representou o Real Madrid entre 2010 e 2015. Venceu a UEFA Champions League em 2014 e a Liga espanhola em 2012, prova na qual disputou um total de 102 jogos, marcando seis golos.

• Mandžukić alinhou pelo Atlético de Madrid em 2014/15. Defrontou o Real Madrid sete vezes (4V 2E 1D). A ínica derrota (por 0-1) teve lugar na segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League.

• Mandžukić venceu ambos os derbies da Liga espanhola contra o Real Madrid que disputou pelo Atlético, tendo marcado num triunfo caseiro por 4-0, a 7 de Fevereiro de 2015. Marcou igualmente na vitória do Atlético sobre o Real SuperTaça espanhola (2-1 no conjunto das duas mãos).

• Dani Alves passou 14 temporadas em Espanha (seis ao serviço do Sevilha e oito ao serviço do Barcelona); o seu registo ante o Real Madrid é de 22V 7E 13D, tendo marcado dois golos. No Sevilha foi colega de Sergio Ramos entre 2003 e 2005 e no Barcelona conquistou por três vezes a UEFA Champions Leagues, a última das quais em 2015, numa final contra a Juventus.

• Mateo Kovačić representou o Internazionale entre Janeiro de 2013 e 2015; o seu registo contra a Juventus foi de 0V 2E 3D.

• Buffon, Bonucci, Barzagli, Chiellini e Marchisio estiveram na derrota por 4-0 da Itália frente a uma Espanha que contou com Sergio Ramos na final do UEFA EURO 2012, em Kiev.

• Kroos, titular ao lado de Khedira no meio-campo da Alemanha, defrontou Buffon, Barzagli, Bonucci e Chiellini nos quartos-de-final do UEFA EURO 2016. Bonucci marcou de penalty e o jogo terminou empatado 1-1, mas falhou depois a respectiva grande penalidade no desempate por penalties, no qual Barzagli e Kroos marcaram, com a Alemanha a acabar por levar a melhor.

• Chiellini marcou o primeiro golo da vitória por 2-0 de Itália sobre a Espanha nos oitavos-de-final do UEFA EURO 2016. Buffon, Bonucci e Barzagli também alinharam nesse jogo pelos "azurri", com Ramos, Morata e Lucas Vázquez a alinharem por Espanha.

• Ramos converteu a respectiva grande penalidade quando a Espanha derrotou a Itália por 7-6 no desempate por penalties nas meias-finais da Taça das Confederações da FIFA de 2013. Bonucci falhou o penalty decisivo.

• Benzema marcou um golo de falhou um penalty na vitória por 5-2 da França sobre a Suíça de Lichtsteiner na fase de grupos do Campeonato do Mundo da FIFA de 2014.

• Morata marcou pela Espanha na derrota por 2-1 frente à Croácia na fase de grupos do UEFA EURO 2016, num jogo em que Sergio Ramos falhou um penalty. Modrić e Mandžukić foram suplentes não utilizados pela Croácia, com Marko Pjaca e Mateo Kovačić a saltarem do banco no decorrer da segunda parte.

• Colegas nas selecções:
Toni Kroos e Sami Khedira (Alemanha)
Marcelo, Danilo, Casemiro e Dani Alves, Alex Sandro (Brasil)
James Rodríguez e Juan Cuadrado (Colômbia)
Mateo Kovačić, Luka Modrić e Mario Mandžukić, Marko Pjaca (Croácia)

• Antigos colegas de equipa:
Danilo, James Rodriguez e Alex Sandro (FC Porto, 2011–13)
Danilo e Alex Sandro (Santos FC, 2010–11)
Toni Kroos e Mario Mandžukić (FC Bayern München, 2012–14)
Mario Mandžukić e Luka Modrić (GNK Dinamo Zagreb, 2007/08)
Karim Benzema e Miralem Pjanić (Olympique Lyonnais, 2008/09)
Dani Alves e Sergio Ramos (Sevilla FC, 2003–05)

Factos do jogo

Juventus
• Dani Alves prepara-se para cumprir o seu 100º jogo na UEFA Champions League, sendo o 31º jogador que pode consegui-lo. Esta época, Ramos e Buffon já celebraram esse centenário.

• A Juventus ambiciona tornar-se a nona equipa a conquistar uma "tripla" de troféus, após ter ganho a sua terceira "dobradinha" campeonato/taça consecutiva (sempre sob o comando de Massimiliano Allegri).

• Dani Alves e Bonucci marcaram na vitória da Juve sobre a SS Lazio, por 2-0, na final da Taça de Itália, em Roma, a 17 de Maio. Quatro dias depois, os "bianconeri" ganharam o seu sexto campeonato italiano seguido, um recorde, a uma jornada do fim.

• Esta época, Buffon ganhou o seu oitavo "scudetto" (todos ao serviço da Juventus), igualando o recorde de Giuseppe Furino, Giovanni Ferrari e Virginio Rosetta.

• As seis derrotas sofridas pela Juventus esta época acpnteceram fora de casa.

• Dani Alves já marcou seis golos esta época (incluindo três nos últimos seis jogos), o que representa a temporada mais goleadora do veterano de 34 anos.

• Moise Kean tornou-se no primeiro jogador nascido a partir de 2000 a marcar na Serie A. Aconteceu a 27 de Maio, apontando o tento tardio que deu a vitória da Juve sobre o Bologna FC, na derradeira jornada.

• Higuaín já marcou 32 golos pela Juve, todas as competições incluídas, partilhando o terceiro lugar na lista de melhores marcadores de sempre numa só época com Alessandro Del Piero (1997/98) e David Trezeguet (2001/02). Apenas Felice Borel (37) e Ferenc Hirzer (35) conseguiram melhor.

• Cuadrado trocou o Chelsea FC pela Juve, a título definitivo, a 22 de Maio, assinando por três épocas. Depois disso, Mandžukić renovou contrato, até 2020.

Real Madrid
• Ronaldo já marcou dez golos nesta edição da UEFA Champions League, apenas menos um do que Lionel Messi, actual líder da lista de melhores marcadores. O avançado luso procura terminar no topo pela quinta temporada consecutiva.

• Ronaldo marcou no primeiro minuto do jogo com o Málaga CF, na última ronda da Liga espanhola, a 21 de Maio, com o Real Madrid a somar o seu primeiro campeonato nas últimas cinco épocas.

• O Real Madrid marca há 64 jogos seguidos, todas as competições incluídas, feito que constitui um recorde.

• Bale, ausente desde 23 de Abril devido a uma lesão nos gémeos, já treina sem limitações.

• Ronaldo marcou 14 golos nos seus últimos nove jogos.

• Vinte e dois dos 106 golos do Real Madrid nesta edição da Liga espanhola aconteceram em lances de bola parada (excluíndo penalties).

• Seis jogadores do Real Madrid marcaram dez ou mais golos esta época: Ronaldo, Morata, Benzema, Isco, James e Sergio Ramos. Sete conseguiram dez assistências.

Última actualização: 30-05-17 20.08CET

https://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2017/matches/round=2000787/match=2019641/prematch/background/index.html#factos+juventus+real+madrid