O "site" oficial do futebol europeu

Mourinho e Ferguson desfrutam do reencontro

Publicado: Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013, 20.19CET
José Mourinho afirmou que o Mundo está "à espera de um grande jogo" entre Real Madrid e o Manchester United, enquanto Alex Ferguson encara este encontro como uma "prova de fogo".
por Marcos Prieto
de Madrid
Mourinho e Ferguson desfrutam do reencontro
José Mourinho mostrou boa disposição na conferência de imprensa de antevisão do encontro ©Getty Images

Estatísticas da prova

Real MadridMan. United

Golos marcados26
 
11
à baliza135
 
71
para fora83
 
46
Cantos71
 
55
Foras-de-jogo39
 
27
Faltas cometidas150
 
92
Cartões amarelos25
 
12
Cartões Vermelhos2
 
1

Dossiers de Imprensa

  • Dossier de Imprensa (português)
 
Publicado: Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013, 20.19CET

Mourinho e Ferguson desfrutam do reencontro

José Mourinho afirmou que o Mundo está "à espera de um grande jogo" entre Real Madrid e o Manchester United, enquanto Alex Ferguson encara este encontro como uma "prova de fogo".

José Mourinho está a desfrutar da oportunidade de reviver a rivalidade com Alex Ferguson, na recepção do Real Madrid CF ao Manchester United FC, na primeira mão dos oitavos-de-final.

O treinador português já defrontou por duas vezes o United nesta fase da UEFA Champions League, com o FC Porto, em 2004, e FC Internazionale Milano, cinco anos depois. O português está gostar do ambiente que rodeia um encontro que, acredita, "todo o Mundo está à espera". Alex Ferguson concorda com o adversário e considera que este embate é uma "prova de fogo" à candidatura da sua equipa ao quarto título europeu.

Real Madrid
José Mourinho, treinador
Não vai ser um desastre se não ganharmos a UEFA Champions League. Há grandes equipas e excelentes treinadores que nunca a conseguiram ganhar. O Real Madrid quer ganhar o seu décimo título europeu e eu quero o meu terceiro. Não quero terminar minha carreira só com dois.

O facto de a sala de imprensa estar cheia mostra a importância deste encontro para o mundo do futebol. Estamos à espera de um grande jogo, é aquilo que todos queremos. Conheço a cultura do futebol inglês e Alex Ferguson, e posso garantir que também estão a pensar em fazer uma boa exibição. Trabalhámos muito tacticamente e sabemos como queremos jogar.

Todos gostamos destes grandes jogos, todos os jogadores querem participar neles. Hoje senti que alguns atletas estavam um pouco frustrados, porque sabem que não vão ser titulares amanhã. Os que vão jogar de início não estão ansiosos. Têm o que querem, que é disputar um grande jogo.

Todos queremos defrontar as boas equipas, os grandes treinadores e os jogadores, e o Manchester United representa tudo isso. Não espero suceder a Alex Ferguson, penso que vamos terminar as nossas carreiras ao mesmo tempo, ele com 90 anos e eu com 70.

Já treinei excelentes jogadores e o Cristiano Ronaldo não tem um lugar privilegiado no meu coração em relação a outros. Se estivermos a falar de futebol, ele é um jogador de outro planeta.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Real Madrid 4-1 Sevilla FC (Benzema 18, Ronaldo 26 46 59; Manu 87)
Diego López; Arbeloa, Albiol, Ramos, Coentrão; Essien, Modrić, Kaká (Pepe 68); Ronaldo (Morata 63), Benzema (Callejón 68); Higuaín.

• Cristiano Ronaldo fez a assistência para o primeiro golo do Real Madrid e depois fez um "hat-trick" para igualar o lendário Francisco Gento com 182 golos ao serviço dos "merengues". O Real Madrid, que continua no terceiro lugar, viu Gonzalo Higuaín ser expulso na segunda parte, sendo seguido pouco depois por Hedwiges Maduro, do Sevilha, que chegou ao golo de honra através de Manu.

Notícias da equipa
Iker Casillas é a única baixa importante no lote de 22 convocados do Real Madrid, pois fracturou um polegar a 23 de Janeiro. O internacional português Pepe está disponível depois de no sábado ter feito o primeiro jogo em seis semanas, após ter sido operado a um tornozelo, enquanto Xabi Alonso (virilha) e Raphaël Varane (coxa) estão entre os eleitos apesar dos problemas físicos.

United
Alex Ferguson, treinador
O José resumiu a situação de forma perfeita quando disse que este é um jogo de que todos estão à espera. É um desafio fantástico para nós. Vai ser um excelente embate entre duas equipas e dois clubes que simbolizam o melhor do futebol.

Actualmente temos todos os jogadores aptos e ansiosos por este desafio. É uma boa altura para defrontar o Real Madrid, porque temos uma vantagem fantástica [12 pontos] na liderança da Premier League e todos os jogadores estão disponíveis.

Se Ronaldo é um jogador melhor agora do que quando estava no United? Sim, absolutamente. Tem mais maturidade, está no auge da sua carreira e vai continuar assim nos próximos três anos. Era ainda jovem quando deixou de trabalhar comigo. Podem ver como evoluiu. Nunca pensei que marcasse tantos golos, é fenomenal.

Temos boas hipóteses esta época, mas a prova de fogo é amanhã e temos de a ultrapassar se quisermos vencer. A intenção do Manchester United é tentar sempre marcar golos e ganhar, o que por vezes gera o caos. Temos de equilibrar esse desejo com um sentido de responsabilidade e evitar deixar a porta aberta aos adversários.

O jogo de amanhã não vai ficar 0-0. Vamos ter golos e o jogo pode corresponder a esta grande expectativa. É uma pena termos de nos defrontar numa fase tão precoce, seria melhor se fosse apenas na final de Wembley.

Resultado do fim-de-semana
Domingo: Manchester United 2-0 Everton (Giggs 13, Van Persie 45)
De Gea; Rafael, Vidić, Evans (Smalling 81), Evra; Valencia, Cleverley, Jones (Carrick 56), Giggs; Van Persie, Rooney.

• O United conseguiu um triunfo fácil e ficou com 12 pontos de vantagem na liderança do campeonato. Ryan Giggs prolongou o recorde de ter marcado em todas as época da Premier League desde que a competição foi criada, em 1992.

Notícias da equipa
Paul Scholes não viajou para Espanha devido a uma lesão num joelho, mas Ashley Young seguiu com a equipa depois de recuperar de um problema semelhante. Jonny Evans e Phil Jones recuperaram dos toques que obrigaram às suas substituições no domingo e Jones poderá ser obrigado a marcar Ronaldo, depois de ter conseguido travar com sucesso Gareth Bale e Marouane Fellaini nas últimas semanas.

Estatística
• Embora o United tenha passado aos oitavos-de-final como vencedor do Grupo H, o Real Madrid, que foi segundo no Grupo D, venceu oito dos últimos nove jogos disputados em casa na UEFA Champions League e pode estar motivado pelo facto de o United ter sofrido o primeiro golo nos últimos cinco desafios europeus que disputou.

Última actualização: 17-12-13 10.07CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000348/match=2009591/prematch/preview/index.html#mourinho+ferguson+sintonia

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.