O "site" oficial do futebol europeu

United imparável goleia Milan

Publicado: Quarta-feira, 10 de Março de 2010, 22.30CET
Manchester United FC 4-0 AC Milan (total: 7-2)
Wayne Rooney sentenciou a eliminatória na primeira parte, Ji-Sung Park e Darren Fletcher fixaram o resultado final.
por Simon Hart
de Old Trafford
United imparável goleia Milan
Wayne Rooney abriu o activo ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

Man. UnitedMilan

Golos marcados4
 
0
Remates à baliza5
 
5
Remates para fora7
 
2
Cantos5
 
5
Foras-de-jogo1
 
4
Faltas cometidas15
 
13
Cartões amarelos1
 
2
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

 
Publicado: Quarta-feira, 10 de Março de 2010, 22.30CET

United imparável goleia Milan

Manchester United FC 4-0 AC Milan (total: 7-2)
Wayne Rooney sentenciou a eliminatória na primeira parte, Ji-Sung Park e Darren Fletcher fixaram o resultado final.

O Manchester United FC qualificou-se para os quartos-de-final da UEFA Champions League ao golear o AC Milan, por 4-0, no jogo que marcou o regresso de David Beckham a Old Trafford, pela primeira vez desde 2003 e como adversário do clube que o formou como jogador.

Todavia, o internacional inglês começou o encontro no banco de suplentes dos milaneses, que também não puderam contar com o habitual ponta-de-lança titular, Alexandre Pato, devido a uma lesão numa coxa. Obrigado a alterações, Leonardo apostou num tridente ofensivo composto por Marco Borriello, Klaas-Jan Huntelaar e Ronaldinho.

No lado do United, Rio Ferdinand voltou a contar com Nemanja Vidic ao seu lado no eixo da defesa, algo que não acontecia desde o encontro da terceira jornada da fase de grupos, no terreno do PFC CSKA Moskva, do qual os "red devils" saíram vencedores sem qualquer golo sofrido.

O jogo começou com dois avisos de Wayne Rooney quanto ao que estaria para vir. Primeiro, aos três minutos, recebeu um passe de Luis Valencia e rematou rasteiro, à meia-volta, fazendo a bola sair muito próximo do poste esquerdo da baliza de Christian Abbiati. Dois minutos depois, o mesmo Rooney tentou a sua sorte ainda de mais longe, rematando forte, mas ao lado. O lateral-direito Gary Neville também se aventurou em incursões ofensivas, tendo ficado perto de marcar com um remate de longa distância em que a bola passou ligeiramente por cima da trave.

Só aos oito minutos o Milan conseguiu responder, com Andrea Pirlo a cobrar um livre para a área, onde, após uma tentativa de alívio de Nani, surgiu Ronaldinho Gaúcho a cabecear ligeiramente ao lado do poste esquerdo.

Sentindo o Milan a crescer, o United aumentou o ritmo na circulação da bola e acabou por marcar, aos 13 minutos, por intermédio do inevitável Rooney. A cruzamento do capitão Neville, o atacante saltou mais alto que Marek Jankulovski e cabeceou fora do alcance de Abbiati que, três minutos antes, negara o golo num remate do lado esquerdo de Nani.

A partir de então e até ao intervalo, a acção do jogo centrou-se a meio-campo, tendo as únicas excepções sido um remate de fora da área de Pirlo, que Edwin van der Sar defendeu somente à segunda tentativa, e um disparo de longa distância de Darren Fletcher que passou muito perto do poste direito.

Precisando de marcar três golos para continuar em prova, Leonardo retirou o defesa Daniele Bonera, trocando-o pelo veterano Clarence Seedorf, mas a estratégia dos italianos viria a cair por terra logo na primeira jogada da segunda parte, com a obtenção por Rooney do segundo golo dos "red devils". Nani teve uma arrancada pelo lado esquerdo e desmarcou o ponta-de-lança, deixando-o isolado perante Abbiati, de quem desviou a bola com um toque subtil.

Se os dois golos de Rooney já haviam deixado a eliminatória encaminhada, esta viria a ficar sentenciada aos 59 minutos, quando Ji-Sung Park, já na pequena-área, rematou cruzado, após um brilhante passe de Paul Scholes. O Milan, por seu turno, só por duas vezes conseguiu causar perigo para Van der Sar. Aos 54 minutos, Huntelaar cabeceou por cima, após cruzamento de Ignacio Abate e, aos 74, Beckham, que entrara nove minutos antes para o lugar de Abate, rematou de primeira, à entrada da área, para uma defesa de Van der Sar para canto. Pelo meio, também dera para a substituição de Rooney por Dimitar Berbatov, para que o inglês recebesse uma merecida salva de palmas dos adeptos.

Até ao final e sem carregar no acelerador, o United ainda conseguiu marcar mais um golo, com Darren Fletcher a acorrer a um cruzamento de Rafael do lado direito e a antecipar-se de cabeça ao guarda-redes Abbiati.

Última actualização: 12-03-10 0.28CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2010/matches/round=2000029/match=2000471/postmatch/report/index.html#united+imparavel+goleia+milan

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.