O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Alemanha revalida título mundial

Alemanha 2-0 Brasil
Birgit Prinz e Simone Laudehr marcaram os golos com que a Alemanha garantiu a inédita revalidação do título mundial.

As jogadoras alemãs sorriram no final
As jogadoras alemãs sorriram no final ©Getty Images

Alemanha 2-0 Brasil
A Alemanha tornou-se na primeira equipa a revalidar o título mundial de futebol feminino, ao bater o Brasil na final de Xangai.

Defesa sólida
A gigantes europeias marcaram no início da segunda parte, por intermédio da capitã Birgit Prinz. Um cabeceamento de Simone Laudehr nos minutos finais decidiu um jogo, no qual se destaca a grande penalidade falhada pela brasileira Marta. A guardiã alemã Nadine Angerer revelou-se decisiva ao defender o remate. Ao revalidar o título conquistado em 2003, nos Estados Unidos, a Alemanha fez história, sendo que se destacou ainda por não ter sofrido qualquer golo durante os seis jogos realizados na China. Angerer, herdeira de Silke Rottenberg na baliza germânica, estreou-se da melhor forma num grande torneio.

Impróprio para cardíacos
Angerer, que bateu o recorde - fixado por Walter Zenga - de 517 minutos consecutivos sem sofrer golos na fase final de um Mundial, foi considerada a melhor em campo numa final em que ambas as equipas criaram muitas ocasiões de golo. O mote estava lançado quando Marta testou a número 1 germânica, ainda antes de Kerstin Garefrekes desperdiçar uma boa ocasião. Daniela respondeu à letra, mas também não foi feliz. Ambas as equipas queriam marcar e coube a Prinz inaugurar o marcador ainda antes do intervalo. Annike Krahn podia ter ampliado logo no início da etapa complementar, mas muitos pensaram que o empate era um dado adquirido quando Cristiane foi carregada no interior da grande área. Contudo, Marta não conseguiu bater Angerer da marca da grande penalidade e Laudehr assegurou a vitória alemã com um cabeceamento certeiro, após centro de Renate Lingor, já na fase final da partida.