Laura Georges no EURO Feminino Sub-19

Laura Georges foi colocada à prova pela selecção feminina Sub-19 de Israel, durante uma visita na qualidade de embaixadora de desenvolvimento do futebol feminino da UEFA.

Laura Georges encontra-se com as jogadoras
Laura Georges encontra-se com as jogadoras ©Sportsfile

A defesa Laura Georges, da França e do Paris Saint-Germain foi colocada à prova pela selecção feminina Sub-19 de Israel, em Herzliya, durante uma visita que efectuou na qualidade de embaixadora de desenvolvimento do futebol feminino da UEFA.

Israel recebe o Campeonato da Europa Feminino Sub-19 da UEFA e a equipa anfitriã disputa o seu último jogo esta terça-feira, frente à Dinamarca. Georges esteve presente para dar às jogadoras uma mensagem inspiradora e partilhou a história de como despontou no futebol, aos 12 anos, enquanto vivia em Versailles, antes de participar em exercícios de equipa. O UEFA.com falou com Georges e ainda jogadoras e treinadores de Israel.

Laura Georges, Embaixadora de Desenvolvimento do Futebol Feminino da UEFA
Diverti-me bastante com a equipa, foi muito agradável conhecer as jogadoras. Na verdade não foi fácil, já que os exercícios de treino foram um pouco traiçoeiros, mas tive uma óptima conversa com todas as raparigas. São muito inteligentes, apaixonadas por futebol e têm uma verdadeiro desejo de jogar, e de continuarem a evoluir também.

Existe um ambiente realmente adorável junto das raparigas, que mostraram uma progressão rápida e desenvolveram-se a ritmo acelerado. Fiquei a saber o quanto estas jovens se empenham, e o quanto desejam jogar, investindo na sua formação como jogadoras. Possuem uma auto-estima enorme. Tal como todas as equipas, passam por momentos difíceis, este é o seu primeiro torneio, mas têm jogado sob pressão, conseguido geri-la, e vimos que Israel quer praticar futebol ao mais alto nível".

©Sportsfile

Sarit Winstok, centrocampista de Israel
Ganhei bastante com esta conversa. A Laura disse-me várias coisas que me vão ajudar a evoluir, foi realmente incrível. Não esperava que a conversa fosse tão proveitosa, e não conseguia deixar de sorrir à medida que ela falava. Foi uma honra conhecê-la e saber como a sua vida mudou, por isso adorava seguir as suas pisadas.

Marian Awad, centrocampista de Israel
Vou até Brooklyn, Nova Iorque, para jogar futebol brevemente. A Laura esteve no Boston College, por isso já viu tudo o que eu vou ver, e encorajou-me a prosseguir os estudos também. Disse-nos que a educação foi muito importante para ela, e encorajou-nos a aproveitarmos todas as oportunidades que surgirem.

Guy Azouri, seleccionador de Israel
Conhecer uma jogadora de topo com tamanha experiência deu às jogadoras bastante em que pensarem, em termos do que precisam de fazer para atingir o nível dela. Elas trabalharam bastante ao longo dos dois últimos anos, e agora terem a oportunidade de falar com uma jogadora maravilhosa como a Laura Georges é fantástico. Tem tudo a ver com a partilha de conhecimento, especialmente para os jovens. Estas raparigas querem sempre aprender – não assumem que sabem tudo.

Topo