Marley entusiasmada com crescimento inglês

Para Mo Marley, este EURO Feminino de Sub-19 "está a ficar cada vez melhor", após a Inglaterra vencer a Finlândia por 4-0 para atingir a final, numa noite em que, segundo Marianne Miettinen, "tudo correu mal".

Jessica Sigsworth e restantes companheiras de equipa rejubilam com o quarto golo da Inglaterra em Carmarthen
Jessica Sigsworth e restantes companheiras de equipa rejubilam com o quarto golo da Inglaterra em Carmarthen ©Sportsfile

Mo Marley, treinadora de Inglaterra
Sabíamos que ia ser difícil. Ficámos um pouco apreensivas com o apuramento para o Mundial Sub-20, mas depois conversámos e chegámos à conclusão: 'Alcançámos o nosso primeiro objectivo. Agora trata-se de deixarmos a nossa marca'.

As jogadoras têm desfrutado desta competição. Nunca tinha trabalhado com um grupo tão concentrado, e as duas últimas semanas têm sido um prazer. Para quem treina, é muito agradável ver que as suas ideias dão frutos num jogo tão importante.

Penso que elas ganharam confiança, quando em comparação com o primeiro jogo. Conseguem antecipar as jogadas e esforçam-se por cumprir o que lhes peço. E estão a ser recompensadas por isso. Independentemente do que acontecer, merecem uma medalha.

Chegar a uma final, especialmente após termos vencido o nosso grupo, é fantástico. As coisas estão cada vez melhores.

Marianne Miettinen, treinadora da Finlândia
Estávamos conscientes da rapidez e velocidade da Inglaterra, mas não esperávamos que apostasse em lançamentos longos desde a retaguarda, e isso causou grandes problemas à nossa defesa. Três dos quatro golos sofridos foram em situações desse género. A Inglaterra foi simplesmente melhor equipa, mais forte fisicamente e mais agressiva. Conhecia os nossos pontos-fracos e soube aproveitá-los.

Tentámos reagir mas não o conseguimos suficientemente rápido. Ao fim ao cabo, sentimos que hoje tudo correu mal. Disse às jogadoras que podiam sentir-se um pouco desiludidas, pois isso é normal. Choram pelo facto de terem estado tão perto da final. Mas acrescentei que amanhã, quando voltarmos a casa, voltamos como vencedoras. Realizámos três jogos muito bons e apurámo-nos para o Mundial no Canadá, por isso devemos estar orgulhosas.

Esta experiência foi fantástica para o futebol finlandês. Estas jogadoras serão elementos fundamentais na selecção principal daqui a uns anos, e este torneio é importante nas suas carreiras.

Topo