Antevisão da final do EURO Feminino Sub-19: França - Espanha

A Espanha quer tirar partido da experiência em finais no encontro decisivo com a França, presente pela oitava vez na discussão do título e que não se deixa intimidar pela boa forma das rivais.

(Esquerda para a direita): Nahikari García e Pedro López, capitã e seleccionador da Espanha, ao lado da capitã e treinador da França, Gilles Eyquem e Thea Greboval
©Sportsfile

  • França tenta quarto título europeu Sub-19 ante a Espanha, campeã em 2004
  • França tem recorde de oito finais; Espanha presente pela sexta vez, terceira seguida
  • Árbitra: Eszter Urban (Hungria)
  • Veja em directo no Eurosport
  • Siga @UEFAWomensEURO no Twitter e no Facebook usando #WU19EURO

França e Espanha vão medir forças no domingo na final do Campeonato da Europa Feminino de Sub-19 da UEFA, em Senec, e estão reunidas todas as condições para um bom espectáculo.

A Espanha saiu derrotada das duas últimas finais, mas Pedro López e várias das actuais jogadoras foram campeões europeias em Sub-17 no ano passado, uma experiência que, segundo o seleccionador, pode vir a ser decisiva. A França não se sente intimidade pelo registo perfeito e a capacidade goleadora das espanholas, estando determinada em conquistar o quarto título neste escalão.

  • Declarações

Gilles Eyquem, seleccionador da França
Estamos muito felizes por estarmos na final, especialmente por termos oportunidade de defrontar esta excelente equipa de Espanha. Espero que a minha equipa faça uma boa exibição. O nosso objectivo é, naturalmente, marcar mais um golo que a Espanha, se o jogo ficar 5-4 ou 6-5 é bom para nós! A final é diferente dos outros jogos, o que aconteceu antes faz parte do passado.

Pedro López, seleccionador da Espanha
A sensação é a mesma antes de qualquer final, uma ligeira ansiedade, mas sabemos perfeitamente o que vamos encontrar. Considero que a experiência das finais anteriores nos permite perceber o que irá acontecer. Se as jogadoras estiverem nervosas, podem ficar inibidas.

  • Caminho até à final
Resumo: França 3-1 Suíça
Resumo: França 3-1 Suíça

França
Fase de qualificação
: Bósnia e Herzegovina 2-0, Ilhas Faroé 7-0, República Checa 6-0 (Vencedora do Grupo 2)
Ronda de Elite: Portugal 3-0, Grécia 6-0, Escócia 2-0 (Vencedora do Grupo 5)
Fase de grupos: Noruega 0-1, Eslováquia 6-0, Holanda 2-1 (Vencedor do Grupo A)
Meia-final: Suíça 3-1

Espanha
Fase de qualificação: dispensada
Ronda de Elite: Itália 3-0, Irlanda do Norte 7-1, Dinamarca 3-1 (Vencedora do Grupo 4)
Fase de grupos: Alemanha 1-0, Áustria 4-0, Suíça 5-0 (Vencedora do Grupo A)
Meia-final: Holanda 4-3

  • Factores importantes
Resumo da meia-final: Espanha 4-3 Holanda
Resumo da meia-final: Espanha 4-3 Holanda

Espanha marca facilmente
As espanholas intimidam, marcaram 27 golos na série perfeita de sete vitórias, incluindo 14 dos 52 apontados até agora na fase final. Há seis jogadores que já marcaram na Eslováquia e as quatro atacantes já o fizeram por mais de um vez, com Sandra Hernández a conseguir um “hat-trick” na meia-final. Nahikari García e Lucía García jogam mais adiantadas, com Andrea Sánchez Falcón no apoio pelos flancos.

França na melhor forma na altura certa
As jovens franceses foram evoluindo a cada jogo fa fase de grupos e continuaram a melhorar frente à Suíça. Chegaram ao intervalo em desvantagem, contra a corrente do jogo, mas aos 54 minutos já venciam por 3-1. As entradas de Clara Mateo e Perle Morroni ao intervalo foram decisivas. A táctica passou de um 4-3-3 para um 4-1-3-1-1, com o meio-campo mais preenchido e Marie-Antoinette Katoto na frente, a atacante é uma das melhores marcadoras da prova com cinco golos.

O emocionante desempate entre Espanha e França nas sub-17
O emocionante desempate entre Espanha e França nas sub-17

Experiência espanhola
Esta é a terceira presença consecutiva de Espanha na final, um registo idêntico ao conseguido no Europeu de Sub-17. Isso significa que praticamente todas as jogadores já têm a experiência de disputar uma final, embora o único título tenha sido conseguido no Europeu de Sub-17 do ano passado, na Islândia, com uma equipa dirigida por Pedro López, que depois foi promovido às sub-19.

Amaia Peña, Patri Guijarro, Maite Oroz, Carmen Menayo, Lucía García, Andrea Sierra, Marta Cazalla e Aitana Bonmati faziam parte dessa equipa que afastou no desempate das meias-finais a França, que contou na Islândia com Elisa de Almeida, Katoto e Jade Lebastard.

  • Sabia que?

As espanholas Nuria Garrote, Nahikari e Sánchez Falcón podem tornar-se nas primeiras futebolistas a disputarem quatro finais de europeus dos escalões jovens, femininos e masculinos, depois de terem estado nas duas últimas finais das Sub-19 e na jogo decisivo do Europeu de Sub-17 de 2014. Espanha perdeu todas as finais. Saiba mais na nossa retrospectiva da final.

Topo