O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Eyquem destaca exibição perfeita da França

Gilles Eyquem mostrou-se radiante por o plano de jogo para França ter corrido na perfeição, para frustração de Maren Meinert, da Alemanha, que ainda assim felicitou a equipa vencedora.

A alemã Pauline Bremer é consolada por Johanna Tietge à medida que passam pelas vencedoras
A alemã Pauline Bremer é consolada por Johanna Tietge à medida que passam pelas vencedoras ©Sportsfile

Gilles Eyquem, seleccionador da França
É realmente agradável. As jogadoras mostraram bastante coragem e espírito de sacrifício. Fizeram exactamente o que lhes pedi. Marcaram dois golos e realizaram uma boa exibição, plena de concentração. Não podíamos estar mais satisfeitos com a forma como as coisas correram.

O objectivo era frustrar a Alemanha, negar-lhe espaços, pois apesar de ser uma boa equipa, sabíamos que tinha beneficiado de erros adversários em jogos anteriores. Um elogio especial para os nossos observadores, que viram os jogos da Alemanha. Ontem trabalhámos a organização e táctica a utilizar, para sabermos o que fazer, bem como a forma de actuar quando tivéssemos a bola em nossa posse, para atacar a sua defensiva.

Agora vamos assistir ao Inglaterra-Finlândia e trabalhar a partir dai, analisar as duas equipas detalhadamente. Existe bastante cansaço, mas as raparigas estão moralizadas por causa da vitória, e no sábado, após recuperarem, estarão prontas para mais.

Maren Meinert, seleccionadora da Alemanha
Foi um jogo equilibrado na primeira parte, com oportunidades para os dois lados; mas os dois golos do adversário foram um mau início de segunda parte, primeiro aproveitando um erro nosso e depois marcando num lance de bola parada. Com 2-0 as coisas ficam difíceis, mas nós nunca desistimos. Também tivemos oportunidades para inaugurar o marcador, por isso é realmente aborrecido não chegar à final. No entanto, parabéns à França, pois mereceu o apuramento. No global, estou muito agradado com a minha equipa, já que deu o seu melhor. Foi apenas um daqueles dias em que as coisas não correram bem.

Não fomos a pior equipa, mas respeitamos a França: hoje encontrou maneira de nos bater. Apesar de termos garantido o apuramento para o Mundial de Sub-20, gostaríamos de ter ganho este título, pois acredito que fomos a melhor equipa neste torneio e é triste não chegar pelo menos à final.