Título da Alemanha em risco

Alemanha e Espanha podem ser forças dominantes na prova, mas outras seis equipas gostariam de ter uma palavra a dizer quando a fase final Sub-17 começar na Islândia.

O título conquistado pela Alemanha no Campeonato da Europa Feminino Sub-17 da UEFA pode ser perdido em breve
©Sportsfile

Dezoito meses após a Alemanha ter conquistado o seu quarto título, um recorde, a fase final do Campeonato da Europa Feminino Sub-17 da UEFA realiza-se na Islândia, entre 22 de Junho e 4 de Julho.

Após a edição de 2013/14 ter decorrido no Inverno, a tempo de determinar os apurados europeus para o Campeonato do Mundo Feminino de 2014, esta temporada regressa à calendarização normal, co a presença de Inglaterra, França, Alemanha, Noruega, República da Irlanda, Espanha, Suíça e Islândia.

A competição de 2013/14 foi a primeira fase final fora das instalações da UEFA e com oito participantes em vez de quatro, mas se o formato e o palco mudaram, a hegemonia da Alemanha não.

A Alemanha é a força europeia dominante na categoria, somando quatro títulos, dois deles à custa da Espanha, o segundo país mais titulado (dois). Curiosamente, vão enfrentar-se nesta fase de grupos.

O torneio vai ter lugar em Reiquiavique e nas vizinhas Akranes, Grindavik e Kopavogur. A Islândia não é estranha à competição, onde se estreou em 2011. pesar de derrotas pesadas com Alemanha e Espanha, a experiência foi importante.

A internacional islandesa Glódís Perla Viggósdóttir fez parte da equipa que atingiu as meias-finais e apelou à actual geração de jogadoras para aproveitarem ao máximo uma "experiência memorável". E recorda-se: "Essas derrotas foram frustrantes, mas a experiência de disputar grandes jogos num torneio de prestígio foi boa".

Viggósdóttir integrou a convocatória da Islândia para o UEFA Women's EURO 2013 e refere que disputar a fase final Sub-17 a ajudou a preparar-se para a elite europeia. "Recordo-me de ir com as seniores para o EURO 2013 e sentir que tinha feito algo semelhante antes. Isso deve-se ao facto de ter vivido a experiência com as selecções jovens".

Sete jogadoras alemãs vencedoras do UEFA Women's EURO 2013 certamente concordam, depois terem triunfado nas Sub-17. Dzsenifer Marozsán, campeã em 2007, é um desses exemplos. "Foi o primeiro título de relevo que ganhei", disse. "Quando erguemos o troféu, pensamos que acabámos de cumprir um sonho. É uma sensação indescritível". Uma que as raparigas das oito selecções participantes vão querer experimentar a partir de 4 de Julho.

Topo