O "site" oficial do futebol europeu

1995: Birgit Prinz

Publicado: quarta-feira, 7 de Maio de 2008, 20.59CET
Birgit Prinz tem sagrou-se campeã europeia pela quinta vez em outros tantos torneios disputados na sua carreira. Foi no primeiro deles, em 1995, que a ponta-de-lança se mostrou ao Mundo.
1995: Birgit Prinz
Birgit Prinz, com 16 anos, marcou dois golos na sua estreia pela Alemanha, ante a Croácia, em 1994 ©Getty Images
SSI Err
Publicado: quarta-feira, 7 de Maio de 2008, 20.59CET

1995: Birgit Prinz

Birgit Prinz tem sagrou-se campeã europeia pela quinta vez em outros tantos torneios disputados na sua carreira. Foi no primeiro deles, em 1995, que a ponta-de-lança se mostrou ao Mundo.

Birgit Prinz sagrou-se campeã europeia pela quinta vez em outros tantos torneios disputados na sua carreira. Foi no primeiro deles, em 1995, que a ponta-de-lança se mostrou ao Mundo. 

A jogadora do 1. FFC Frankfurt estreou-se pela selecção alemã com 16 anos, em Julho de 1994, efectuando o primeiro jogo oficial dois meses depois (bisou numa vitoria por 8-0 num encontro a contar para a fase de apuramento para o Europeu, ante a Croácia). Na segunda mão da meia-final contra a Inglaterra voltaria a marcar, totalizando cinco tentos em toda a campanha, apesar de nunca ter começado uma partida de início. De facto, a então avançada de 17 anos, foi suplente utilizada na final em Kaiserslautern, contra a Suécia, entrando no minuto 61, quando o resultado estava em 1-1. Três minutos depois, Prinz colocaria a Alemanha na frente, numa partida que terminaria em 3-2.

"Fiquei muito feliz por pertencer a essa equipa, que acabou por chegar à final do Campeonato da Europa de 1995", revelou Prinz ao uefa.com. "Foi a minha primeira final com a selecção. Tinha apenas 17 anos mas era uma das jogadoras mais experientes da equipa. Apesar da idade, o jogo em si não me foi estranho até porque já tinha dez internacionalizações. Tal como nos desafios anteriores, começei o encontro no banco de suplenetes".

"O nosso seleccionador, Gero Bisanz, costumava utilizar-me na segunda parte, tal como o tinha feito em Kaiserslautern, frente à Suécia. Entrei para o lugar da Patrizia Brocker e lembro-me que fiquei muito feliz por poder dar o meu contributo num jogo tão importante. Senti que era uma excelente oportunidade para mim, principalmente porque era tão nova. Quando entrei em campo o resultado estava em 1-1 e dois minutos depois marquei o golo que nos deu a vantagem. Bettina Wiegmann selou o resultado final a seis minutos do final. Apesar de a Suécia ter marcado, vencemos por 3-2", lembrou a atleta.

"Fiquei radiante, ainda sem saber a evolução que o Campeonato da Europa viria a ter nos anos seguintes. Em 1995, as meias-finais foram disputadas como um 'play-off', com jogos em casa e fora frente à Inglaterra. Como o tempo, o EURO cresceu não só como torneio, tendo-se assumido como uma importante prova no calendário europeu".  

Entretanto, Prinz tornou-se numa estrela do futebol feminino, tendo 214 internacionalizações e 128 golos pela selecção, cinco triunfos no Europeu, marcando nas finais de 1997, 2005 e 2009, sagrando-se campeã do Mundo em 2003 e 2007. Acrescente-se três medalhas de bronze em Jogos Olímpicos, três galardões como Jogadora Mundial do Ano da FIFA e inúmeros títulos com o Frankfurt, onde se incluem três Taças UEFA e ainda um título norte-americano, alcançado na sua curta passagem pelo Carolina Courage.

Última actualização: 29-07-13 10.29CET

https://pt.uefa.com/womenseuro/season=1995/golden-player/index.html#1995+birgit+prinz