O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA Women's EURO: Jogadoras a seguir no Inglaterra - Alemanha

Escolhemos duas estrelas de cada equipa que podem fazer a diferença na final de domingo, em Wembley.

Mille Bright, Fran Kirby, Lena Oberdorf e Svenja Huth
Mille Bright, Fran Kirby, Lena Oberdorf e Svenja Huth UEFA

Inglaterra e Alemanha defrontam-se na final do UEFA Women's EURO 2022, no domingo, em Wembley.

Escolhemos duas jogadoras de cada equipa que poderão desempenhar um papel decisivo na conquista do troféu.

Actualizações: Final do Women's EURO 2022

Millie Bright (Inglaterra)

Tal como a equipa, Bright também passou por uma transformação incrível, evoluindo no posicionamento, capacidade de decisão e presença física, tornando-se numa defesa cada vez melhor. Além disso, recentemente passou a mostrar capacidade para marcar, com cinco golos nas últimas 15 internacionalizações, um deles num amigável frente à Alemanha.

Todos os golos da Inglaterra até agora

Fran Kirby (Inglaterra)

Tal tem sido a qualidade ofensiva da Inglaterra que Kirby passou a ter menos destaque, mas o seu belo golo frente à Suécia mostrou que ainda podem contar com ela. A versatilidade é uma arma importante no seu arsenal, sendo por vezes utilizada mais recuada no terreno, como criativa, enquanto a velocidade e astúcia ajudam a compor um leque de qualidade úteis à equipa.

Ver os resumos
Ver mais

Svenja Huth (Alemanha)

Não-utilizada na edição de 2013 e lesionada prematuramente na de 2017, Huth tem oportunidade de brilhar no EURO 2022, ao qual chegou após uma boa campanha a nível de clube. Igualmente hábil a romper pelo flanco para servir as colegas ou a flectir para o meio para tentar a sua sorte, também é um excelente apoio na defesa.

Lena Oberdorf (Alemanha)

Com apenas 20 anos, Oberdorf já é um pilar da selecção alemã desde 2019. Capaz de jogar na defesa, domina o meio-campo e faz o trabalho complicado que permite a companheiras como Huth e Popp brilharem no ataque. Numa zona crucial do terreno, a sua capacidade para travar o ataque contrário e lançar o da sua equipa poderão revelar-se vitais na luta pelo título.