Guarda-redes da Alemanha lidera Equipa Ideal

A Equipa Ideal do UEFA Women's EURO 2013, eleita pela equipa técnica da UEFA presente na Suécia, conta com seis jogadoras da campeã Alemanha, entre elas a guarda-redes Nadine Angerer, melhor jogadora do torneio.

Nadine Angerer defendeu duas grandes penalidades durante a final, frente à Noruega, sendo decisiva no triunfo da Alemanha
Nadine Angerer defendeu duas grandes penalidades durante a final, frente à Noruega, sendo decisiva no triunfo da Alemanha ©Getty Images

Seis jogadoras que ajudaram a Alemanha a revalidar o título europeu estão entre as eleitas para a Equipa Ideal do UEFA Women's EURO 2013, entre elas a melhor futebolista da prova, Nadine Angerer.

Angerer, que se tornou na Suécia pentacampeã europeia, coroou uma já impressionante campanha na competição, na qual sofreu apenas um golo, com defesas aos penalties cobrados por Trine Rønning e Solveig Gulbrandsen durante o triunfo por 1-0 da selecção germânica sobre a Noruega na final de domingo, em Solna. Foi o sexto título europeu consecutivo conquistado pela Alemanha, o oitavo no total.

Ao lado da guardiã de 34 anos na equipa de 23 jogadoras escolhidas encontram-se as suas colegas Saskia Bartusiak, Annike Krahn, Lena Goessling, Dzsenifer Marozsán e Célia Okoyino da Mbabi, cujos dois golos apontados na Suécia lhe permitiram elevar para 19 o seu registo na competição, fase de qualificação incluída, quebrando assim o anterior recorde, de 18 golos numa só edição de um Campeonato da Europa feminino, que há 18 anos se encontrava na posse da sua compatriota Patricia Brocker.

Sobre a escolha de Angerer como melhor jogadora do torneio, a equipa técnica da UEFA afirmou: "Ela manteve um nível elevado em todos os jogos, não cometeu erros e não deu quaisquer sinais de fraquezas em nenhum aspecto. Esteve muito bem a lidar com lances de bola parada e a organizar a sua defesa e mostrou eficácia a segurar as bolas. Para além disso, talvez ainda mais importante, transmitiu confiança a todo o sector mais recuado da Alemanha."

A finalista vencida Noruega fornece quatro jogadoras: a guarda-redes Ingrid Hjelmseth, as defesas Marit Christensen e Maren Mjelde, e a centrocampista Gulbrandsen. A anfitriã Suécia, derrotada pela Alemanha nas mais-finais, encontra-se representada por Nilla Fischer, Josefine Öqvist, Caroline Seger e Lotta Schelin, vencedora da Bota de Ouro adidas, com cinco golos apontados na fase final da prova.

A única selecção a ter vencido todos os seus jogos na fase de grupos, a França, contribui com cinco futebolistas para a equipa ideal da prova, enquanto a guarda-redes Stina Petersen e Katrine Pedersen são recompensadas pelo papel importante que desempenharam na caminhada da Dinamarca rumo às semi-finais. A italiana Melania Gabbiadini e a capitã de Espanha, Verónica Boquete, que viram as respectivas equipas afastadas nos quartos-de-final, completam a lista.

Os membros da equipa técnica da UEFA na Suécia foram: Jarmo Matikainen (Finlândia), Anne Noë (Bélgica), Anna Signeul (Suécia) e Béatrice von Siebenthal (Suíça).

Equipa Ideal do UEFA Women's EURO 2013:
Guarda-redes: Nadine Angerer (Alemanha), Ingrid Hjelmseth (Noruega), Stina Petersen (Dinamarca).

Defesas: Saskia Bartusiak (Alemanha), Laure Boulleau (França), Marit Christensen (Noruega), Nilla Fischer (Suécia), Annike Krahn (Alemanha), Maren Mjelde (Noruega), Wendie Renard (França).

Centrocampistas: Lena Goessling (Alemanha), Solveig Gulbrandsen (Noruega), Dzsenifer Marozsán (Alemanha), Louisa Nécib (França), Josefine Öqvist (Suécia), Katrine Pedersen (Dinamarca), Caroline Seger (Suécia).

Atacantes: Verónica Boquete (Espanha), Melania Gabbiadini (Itália), Eugénie Le Sommer (França), Célia Okoyino da Mbabi (Alemanha), Lotta Schelin (Suécia), Gaëtane Thiney (França).

Topo