O "site" oficial do futebol europeu

Alemã Mittag sem medo da Suécia

Publicado: Terça-feira, 23 de Julho de 2013, 17.01CET
"Vai ser bom jogar num estádio com toda a gente a torcer contra nós", salientou a atacante alemã Anja Mittag na antevisão do embate de quarta-feira frente à anfitriã Suécia, nas meias-finais.
por Sam Crompton
de Gotemburgo
Alemã Mittag sem medo da Suécia
Anja Mittag mostrou-se tranquila na conferência de imprensa de antevisão do encontro com a Suécia, em Gotemburgo ©Sportsfile
 

Fotografias

  • Lieke Martens (Netherlands)
  • Vivianne Miedema (Netherlands)
  • Sherida Spitse (Netherlands)
  • Desiree van Lunteren (Netherlands)
Publicado: Terça-feira, 23 de Julho de 2013, 17.01CET

Alemã Mittag sem medo da Suécia

"Vai ser bom jogar num estádio com toda a gente a torcer contra nós", salientou a atacante alemã Anja Mittag na antevisão do embate de quarta-feira frente à anfitriã Suécia, nas meias-finais.

Para uma nação que é sinónimo de glória em Campeonatos da Europa Femininos, a Alemanha tem-se deparado, desta feita, com dificuldades pouco habituais na sua caminhada rumo a um embate nas meias-finais com a anfitriã Suécia, esta quarta-feira, em Gotemburgo.

Não entrar para um encontro com o favoritismo totalmente do seu lado é algo que, ainda assim, não assusta a selecção germânica, cinco vezes campeã europeia. Quem o garante é Anja Mittag: "O alívio foi grande entre a nossa equipa após o jogo com a Itália e, agora, não temos nada a perder diante da Suécia. A pressão não está do nosso lado, como estava há dois anos. Estamos habituadas a vencer e, mesmo não estando a jogar particularmente bem, já estamos nas meias-finais".

"Estou ansiosa pelo embate com a Suécia", acrescentou Mittag, que em 2011 deixou o 1. FFC Turbine Potsdam para rumar ao FC Malmö, actual campeão sueco de futebol feminino. "Preferia encontrá-la na final, mas o destino quis que fosse já nas meias-finais. Não vamos pensar se somos ou não favoritas. Queremos, simplesmente, desfrutar do jogo e atingir o nosso objectivo de estar na final".

O facto de pela frente estar a selecção da casa também é algo que não assusta Mittag, que prefere destacar a excelente atmosfera sob a qual o encontro irá ser disputado. "O povo sueco é um povo muito afável, pelo que não espero muitos assobios; vão, claro, apoiar a sua selecção e cantar o seu hino. Mas será um ambiente bom para todas as jogadoras. É bom jogar num estádio em que toda a gente está a torcer contra nós", salientou.

Mais do que com a paixão dos adeptos da casa, a Alemanha terá de se preocupar com a qualidade da selecção da Suécia, que brilhou a grande altura nos quartos-de-final, onde bateu categoricamente a Islândia por 4-0. Mittag destaca, em particular, Lotta Schelin, melhor marcadora da prova até ao momento: "Lotta é uma atacante de classe mundial, muito forte a jogar na grande área adversária. Vamos precisar de estar particularmente atentas a ela", explicou Mittag.

Última actualização: 24-07-13 13.31CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/womenseuro/news/newsid=1975306.html#alema+mittag+medo+suecia