França vence e Inglaterra despede-se mais cedo

França 3-0 Inglaterra Numa partida em que as gaulesas foram superiores em todos os aspectos, as inglesas despediram-se sem brilho da competição.

Finalista vencida no UEFA Women's EURO de 2009, a Inglaterra despediu-se da competição após uma pesada derrota com a França (3-0), ficando no quarto e último lugar do Grupo C. Eugénie Le Sommer, Louisa Necib e Wendie Renard marcaram os golos que garantiram um percurso só com vitórias às gaulesas nesta fase, sendo que na segunda-feira vão defrontar a Dinamarca.

Le Sommer foi a primeira das francesas a mostrar-se na partida quando, aos oito minutos, acertou no poste, com Karen Bardsley batida. Dois minutos volvidos uma iniciativa de Élodie Thomis fez a bola chegar-lhe aos pés já no interior da área inglesa. Sem oposição, rodou e atirou cruzado para o fundo das redes.

As inglesas, que precisavam de ganhar para aspirar à qualificação para os quartos-de-final, não conseguiam travar o meio-campo e ataque contrários e Sandrine Soubeyrand (19') quase marcou, num remate que passou sobre o travessão.

A jogar em esforço e sem conseguir construir nada de perigoso para as francesas, as inglesas continuaram à mercê das investidas do adversário e Bardsley fez uma defesa espantosa quando Louisa Necib – aproveitando nova falha de marcação – atirou forte e a meia altura.

Após intervalo foi possível ver uma Inglaterra mais subida no terreno e a tentar chegar ao golo. Contudo, continuavam a ser as francesas a criar mais perigo, como sucedeu quando Necib (57') lançou Thomis que, à entrada da área, atirou forte mas ao lado.

Toni Duggan (59') aproveitou um ressalto para atirar sobre a barra, mas a resposta foi avassaladora. Num contra-ataque, Le Sommer (62') serviu Necib na meia-lua para um remate indefensável. Dois minutos depois, Renard, numa cabeçada após um pontapé de canto, fez o terceiro para a França.

As francesas não abrandaram e, de ângulo fechado, Camille Abily, de cabeça, quase marcou. Depois foi a vez de Thomis (69') não acertar com o alvo. Nos minutos que se seguiram, as inglesas tentaram meter mais alguma velocidade no jogo e reduzir a desvantagem, mas também aqui a França mostrou-se superior, mantendo uma boa circulação da bola.

No minuto 89, Ellen White teve, finalmente, espaço para rematar, mas fê-lo para defesa de Céline Deville.

Topo