O "site" oficial do futebol europeu

Shlyapina pronta para ajudar a Rússia

Publicado: Quarta-feira, 10 de Julho de 2013, 9.42CET
Melhor marcadora da Rússia na fase de qualificação para o UEFA Women's EURO 2013, Natalia Shlyapina está pronta para se estrear em fases finais de grandes torneios e espera poder ser uma modelo para as gerações futuras.
Shlyapina pronta para ajudar a Rússia
Natalia Shlyapina à conversa com o UEFA.com ©UEFA.com
 

Fotografias

  • Lieke Martens (Netherlands)
  • Vivianne Miedema (Netherlands)
  • Sherida Spitse (Netherlands)
  • Desiree van Lunteren (Netherlands)
Publicado: Quarta-feira, 10 de Julho de 2013, 9.42CET

Shlyapina pronta para ajudar a Rússia

Melhor marcadora da Rússia na fase de qualificação para o UEFA Women's EURO 2013, Natalia Shlyapina está pronta para se estrear em fases finais de grandes torneios e espera poder ser uma modelo para as gerações futuras.

Melhor marcadora da Rússia na fase de qualificação para o UEFA Women's EURO 2013, com sete golos, Natalia Shlyapina está ansiosa pela estreia em fases finais de grandes torneios, depois de ter falhado a presença na edição de 2009, na Finlândia. Prestes a completar 30 anos de idade, fala ao UEFA.com de como será importante entrar em campo sem receio na Suécia, do papel fundamental do seleccionador Sergei Lavrentyev e de como espera vir a ser um modelo para outras jovens futebolistas na Rússia.

UEFA.com: O que significa para si estar nesta competição?

Natalia Shlyapina: É, sem dúvida, um evento muito importante para mim, pois nunca antes estive na fase final de um Europeu ou de um Mundial. Foi para participar em competições como estas que vim para o futebol.

UEFA.com: Durante a fase de qualificação a Rússia mudou de treinador. Quais os efeitos que tal alteração teve na equipa?

Shlyapina: O novo treinador teve uma influência muito positiva em nós. Não teve muito tempo para se ambientar à equipa, mas conseguiu fazê-lo com enorme sucesso, introduzindo um novo sistema de treino que, como se vê, está a dar frutos.

UEFA.com: O que pensa das adversárias da Rússia no Grupo C?

Shlyapina: O jogo com a França vai ser muito difícil, pois trata-se de uma grande equipa. Depois, frente a Inglaterra, se estivermos ao nosso melhor nível será um encontro equilibrado. E, por fim, creio que temos capacidade para bater a Espanha, apesar de já termos perdido frente a elas num amigável.

UEFA.com: Como chegou ao futebol?

Shlyapina: Na escola, a minha professora de educação física reparou na minha velocidade. Ela conhecia um treinador de futebol e, apesar de na altura o futebol feminino na Rússia ainda praticamente não existir, esse treinador acabou por me vir ver e disse-me: 'vem ter comigo amanhã, com os teus pais, se quiseres experimentar treinar connosco'. Eu fui e nunca mais quis outra coisa.

UEFA.com: Até que ponto é importante para o futebol feminino russo as jovens que começam agora a dar os seus primeiros passos na modalidade terem modelos a seguir?

Shlyapina: É, obviamente, muito importante. Agora que o futebol feminino começa a ser transmitido pela televisão, pelo menos os jogos da selecção nacional, as raparigas podem sentar-se no sofá e sonhar ser elas a estar ali, um dia, na TV. Lembro-me que quando cheguei ao futebol também acompanhava a carreira da anterior geração. No futebol russo houve verdadeiras líderes como [Natalia] Barbashina, [Olga] Letyushova e [Tatiana] Egorova. Nós tentamos ser como elas. É fundamental ter ícones a seguir.

Última actualização: 12-07-13 13.09CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Federações membro
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/womenseuro/news/newsid=1970850.html#shlyapina+pronta+para+ajudar+russia