O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Guia das equipas do Women's EURO: Países Baixos

Conseguirão as detentoras do troféu revalidar o título, depois de terem cimentado ainda mais o seu estatuto com a presença na final do último Campeonato do Mundo?

Jogos do Grupo C

Sábado, 9 de Julho
Países Baixos - Suécia (20h00, Sheffield)

Quarta-feira, 13 de Julho
Países Baixos - Portugal* (20h00, Wigan & Leigh)

*Portugal substitui Rússia

Domingo, 17 de Julho
Suíça - Países Baixos (17h00, Sheffield)

Horas de Portugal Continental

Calendário do Women's EURO

Como se qualificou: Vencedores do Grupo A (J10 V10 E0 D0 GM48 GS3)
Melhor registo no Women's EURO
: Vencedores (2017)
Women's EURO 2017
: Vencedores

Grandes golos dos Países Baixos no Women's EURO
Grandes golos dos Países Baixos no Women's EURO

Jogadora chave: Vivianne Miedema

Agora com 25 anos, já com mais de 100 internacionalizações e perto desse número de golos internacionais, Miedema já vem batendo recordes pelos Países Baixos desde as Sub-17, tendo conquistado o Campeonato da Europa Feminino de Sub-19 em 2014. Começou a marcar golos pela selecção ainda muito jovem, bisando na final do Europeu de 2017. Miedema foi determinante na caminhada rumo à final do Mundial de 2019 e estabeleceu um novo máximo com os dez golos que marcou no torneio olímpico de 2021.

Jogadora a observar: Victoria Pelova

Victoria Pelova em acção pelos Países Baixos
Victoria Pelova em acção pelos Países BaixosVI-Images via Getty Images

Entrar nas contas da actual selecção dos Países Baixos não é nada fácil, mas Pelova conseguiu-o antes de completar 20 anos e, ocasionalmente, chegou mesmo a fazer já parte da equipa titular. É um dos vários talentos ofensivos do Ajax.

Seleccionador: Mark Parsons

Depois de a treinadora que esteve na base dos recentes sucessos dos Países Baixos, Sarina Wiegman, ter rumado a Inglaterra após os Jogos Olímpicos em 2021, os neerlandeses apostaram num inglês. Parsons ganhou experiência ao leme das reservas do Chelsea e estava a treinar nos Estados Unidos, à frente do Portland Thorns, antes de assumir o comando da selecção feminina dos Países Baixos.

Women's EURO 2022: Saiba tudo
Táctica

Sem surpresa, Parsons não tentou mudar uma fórmula vencedora, mantendo o sistema táctico em 4-3-3, com Miedema na frente, ladeada por Lieke Martens e Shanice van de Sanden. Daniëlle van de Donk continua a ser proeminente no meio-campo, mas Jill Roord e Lineth Beerensteyn também são opções para uma zona do terreno onde a experiente Sherida Spitse também é fundamental.

Historial

Antes de 2017, os Países Baixos não eram uma grande potência do futebol feminino. Sob o comando de Vera Pauw até se tinham apurado para o Women's EURO 2009 e surpreenderam ao chegar às meias-finais, onde obrigaram a Inglaterra a jogar o prolongamento. Depois, estiveram também na fase final do Mundial de 2015, sob o comando de Roger Reijners. Mas sua fantástica sequência de cinco vitórias seguidas noutros tantos jogos rumo ao título em 2017, diante do seu próprio público, em êxtase em 2017 mudou tudo. E no Mundial de 2019 as neerlandesas fizeram questão de mostrar que o feito não tinha sido obra do acaso ao chegarem à final dessa competição, acabando depois derrotadas pelos Estados Unidos, em Lyon.

Descarregue a app do Women's EURO!