Alemanha prevalece sobre a Islândia

Islândia 0-3 Alemanha
Dois golos de Okoyino da Mbabi e outro de Lotzen deram à Alemanha a liderança no Grupo B, enquanto a Islândia vai ter de continuar à espera do primeiro triunfo em fases finais.  

Islândia 0-3 Alemanha: a história em fotos ©AFP/Getty Images

Um golo de Lena Lotzen e dois de Célia Okoyino da Mbabi deram à Alemanha a primeira vitória no Grupo B e adiaram o primeiro triunfo da Islândia em fases finais, depois da estreia em 2009. 

Não fosse a extraordinária exibição da guarda-redes islandesa, Gudbjörg Gunnarsdóttir, e a Alemanha teria chegado ao intervalo com mais golos no pecúlio. Exibindo-se muitos furos acima das suas colegas – lentas nas transições e ineficazes na cobertura defensiva – , teve que ser Gunnarsdóttir a travar as alemãs, apenas sofrendo um golo quando Lotzen, lançada do meio-campo por Dzsenifer Marozsán, driblou Hallbera Gísladóttir e fez a bola passar-lhe sob o corpo.

Minutos antes, a nº13 da Islândia já havia estado em destaque ao defender um remate traiçoeiro de Marozsán à entrada da pequena área. O "diálogo" com as avançadas alemãs prosseguiu quando, com um voo felino, desviou para o travessão uma cabeçada venenosa de Lotzen.

Contudo, o melhor estava guardado para o minuto 43, respondendo com três defesas a outros tantos remates de Okoyino da Mbabi, Leonie Maier e Lotzen, no meio do desatino geral da defesa islandesa, incapaz de travar o ímpeto das alemãs e os caminhos para a sua baliza.

Apenas por uma vez, aos 16 minutos, a Islândia ameaçou a baliza alemã, quando Hólmfrídur Magnúsdóttir escapou à marcação e, de longe, testou a atenção de Nadine Angerer.

Jennifer Cramer foi admoestada com um cartão amarelo e ficará de fora frente à Noruega na má notícia que precedeu o 2-0 para a Alemanha, quando Maier aproveitou uma perda de bola da defesa contrária para encher o pé, correspondendo Gunnarsdóttir com uma defesa por instinto, sobrando o esférico para Okoyino da Mbabi, que atirou para a baliza deserta.

Okoyino da Mbabi voltou a ter o golo nos pés (72 minutos), mas a rapidez de Gunnarsdóttir a sair de entre os postes anulou as pretensões da goleadora alemã. Nadine Kessler e Anja Mittag tiveram boas ocasiões para ampliar, mas sem sucesso.  Okoyino da Mbabi bisou (84) quando acorreu a um cruzamento da direita de Fatmire Bajramaj e se antecipou à guarda-redes islandesa.