O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

O grande dia de Da Mbadi

O estado de espírito de Célia Okoyino da Mbabi tem ajudado a Alemanha e a ponta-de-lança quer manter a boa disposição na final ante a Inglaterra. "Estou muito entusiasmada", disse.

Célia Okoyino da Mbabi festeja o golo marcado à Noruega
Célia Okoyino da Mbabi festeja o golo marcado à Noruega ©Getty Images

A ponta-de-lança alemã Célia Okoyino da Mbabi é imprevisível e não só fora do relvado.

Acreditar
"Roubei algumas meias à minha irmã para usar debaixo das minhas de futebol", afirmou a jogadora numa conferência de imprensa onde reinou a boa disposição, realizada em Helsínquia. "Tenho de devolvê-las após o torneio". Este estado de espírito ajudou a Alemanha a atingir a final do UEFA WOMEN'S EURO 2009™ graças a um cabeceamento após ter entrado no jogo com a Noruega, na segunda-feira. "Sempre soubemos que podíamos batê-las, se necessário após 120 minutos, pois trabalhámos no duro para preparar este torneio", afirmou Da Mbabi.

"Primeira grande final"
A atleta de 21 anos, que entregava garrafas de água às suas colegas de equipa antes do intervalo e revelou-se decisiva na etapa complementar, mostra-se bastante motivada por preparar a primeira final da sua carreira como sénior, num encontro agendado para Helsínquia, na quinta-feira, ante a Inglaterra. "É especial alcançar a final depois de termos sido eliminadas na meia-final dos Jogos Olímpicos", afirmou. "Vai ser a minha primeira grande final e estou entusiasmada quanto a isso". Da Mbabi acrescentou: "Para a Inglaterra seria excelente bater a Alemanha na final, pelo que tudo farão para nos bater, mas estamos preparadas".

Desfrutar do ambiente
Da Mbabi, que recuperou de dois anos com várias lesões, além de uma febre glandular há uns meses, está a ganhar lugar na equipa e a gozar o ambiente do centro de estágio alemão, onde tenta alcançar o quinto título consecutivo desde 1995. "Enquanto jovem jogadora, posso dizer que me senti logo integrada. Não interessa a idade. Em almoços e jantares temos sempre alguma colega junto a nós. Já faço parte da equipa há quatro ou cinco anos e sinto-me muito bem".

Vantagem psicológica
Filha de mãe francesa e pai camaronês, a atleta mostra-se confiante de que a Alemanha possa desfrutar de uma pequena vantagem sobre a Inglaterra, selecção que tenta fazer frente à seis vezes campeã da Europa e duas vezes campeã mundial. "É psicologicamente importante que tenhamos obtido a reviravolta na meia-final após uma má primeira parte", afirmou Da Mbabi. "Isso dá-nos ainda mais confiança, pois queremos mesmo vencer este título".

Seleccionados para si