O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal na liderança

A selecção portuguesa de futebol feminino somou a segunda vitória na Algarve Cup, enquanto a Suécia e a Alemanha vão discutir, na segunda-feira, a presença na final do torneio.

A alemã Kerstin Garefrekes (à esquerda) marcou o primeiro golo da Alemanha frente à China
A alemã Kerstin Garefrekes (à esquerda) marcou o primeiro golo da Alemanha frente à China ©Getty Images

Portugal venceu pela segunda vez no Grupo C da Algarve Cup. Após o triunfo sobre a Polónia na estreia, por 2-1, as lusas superiorizaram-se agora ao País de Gales, pelo mesmo resultado. A Suécia e a Alemanha vão discutir na segunda-feira a presença na final, onde os Estados Unidos, detentores do troféu, já têm presença garantida. As suecas bateram a Finlândia, que vai acolher o WOMEN'S EURO 2009™, enquanto as alemãs levaram a melhor sobre a China. No outro grupo, a Dinamarca bateu a Noruega por 2-0 e a Islândia perdeu com as norte-americanas devido a um golo nos instantes finais do encontro.

Grupo A
Suécia 1-0 Finlândia
Um golo de Nilla Fischer, aos 75 minutos, decidiu este embate muito equilibrado entre vizinhos escandinavos. A Finlândia pretendia recuperar da derrota, por 2-0, na quarta-feira, frente à Alemanha, enquanto a Suécia também queria fazer melhor do que o nulo conseguido na estreia ante a China. Ambas as equipas criaram oportunidades de golo nos primeiros minutos, Laura Österberg-Kalmari e Annica Sjölund desperdiçaram as melhores situações da Finlândia enquanto, do outro lado, foi Sara Linden quem testou a defesa finlandesa. No quinto minuto do segundo tempo, Jessica Julin fez a bola entrar na baliza da Suécia, mas a jogada foi anulada devido a uma falta da finlandesa, na pequena área, sobre a guarda-redes Kristin Hammarström. Fisher fez o único golo do encontro com um cabeceamento certeiro, na sequência de um pontapé de canto.

* Österberg-Kalmari fracturou uma clavícula na primeira parte do encontro com a Suécia e vai ser obrigada a uma paragem de três semanas, falhando o resto do torneio. "Infelizmente a prova terminou para mim, tive apenas hipótese de disputar um jogo completo no Algarve", lamentou. "Há algum tempo fui obrigada a uma paragem de três semanas devido a uma lesão nos gémeos e agora vou ter de parar por um período idêntico. Mas poderia ter sido mais grave".

Alemanha 3-0 China
A Alemanha conseguiu um triunfo tranquilo frente à China - que na semana passada tinha imposto um empate a um golo às campeãs europeias e mundiais -, precisando apenas de um empate frente à Suécia, na segunda-feira, para garantir a presença na final. A equipa de Silvia Neid dominou o encontro desde o apito inicial, com Kerstin Garefrekes e Kim Kulig a ficarem perto do golo nos primeiros minutos. Garefrekes, que tinha assinalado a sua 100ª internacionalização com um tento frente à Finlândia, na quarta-feira, colocou a Alemanha em vantagem aos 37 minutos, com um remate certeiro de cabeça na sequência de um canto. Pouco antes de atingir a hora de jogo, Kulig, que tinha somado a primeira internacionalização na semana passada, frente à China, estreou-se a marcar pela selecção alemã com um remate de longa distância. Kulig também desempenhou um papel importante no terceiro golo, aos 67 minutos, fazendo a assistência que permitiu a Garefrekes marcar o 36º tento pelo seu país. A China, que defronta a Finlândia na segunda-feira, viu Fan Yuan ser expulsa a 15 minutos do final.

Grupo B
Estados Unidos 1-0 Islândia

A Islândia, que na quarta-feira tinha derrotado a Noruega por 3-1, parecia a caminho de mais um bom resultado frente às campeãs olímpicas. No entanto, no último minuto, Natasha Kai encontrou maneira de ultrapassar a formação islandesa, que jogou em 4-5-1, e garantiu que os Estados Unidos vão marcar presença, pela sétima vez consecutiva, na final da Algarve Cup. As norte-americanas venceram cinco das seis finais anteriores. A única excepção foi uma derrota no desempate por grandes penalidades frente à Alemanha, em 2006.

Noruega 0-2 Dinamarca
A Dinamarca, que perdeu por 2-0 com os Estados Unidos na estreia, conseguiu uma vitória pela mesma margem, agravando a crise de resultados da Noruega na preparação para o EURO 2009™ feminino. Johanna Rasmussen inaugurou o marcador aos dez minutos e Katrine Pedersen fez o 2-0 perto do final do encontro, impondo à Noruega a terceira derrota em outros tantos jogos disputados em 2009. A Dinamarca vai tentar bater a Islândia na segunda-feira para destronar as rivais da segunda posição e garantir a presença no encontro de atribuição do terceiro lugar. A Noruega espera terminar a fase de grupos com um bom resultado frente aos Estados Unidos, repetindo o triunfo conseguido no jogo de abertura dos Jogos Olímpicos de 2008. Os resultados conseguidos até agora implicam que a Noruega está condenada a terminar no quarto posto, enquanto os Estados Unidos já não poderão ser desalojados do primeiro lugar.

Grupo C
Portugal 2-1 País de Gales

A formação das "quinas", que havia vencido a Polónia na estreia no Grupo C, voltou a ganhar esta sexta-feira, desta feita ao País de Gales, novamente por 2-1. Edite Fernandes, aos 27 minutos, e Paula Cristina, aos 57, de grande penalidade, marcaram para as lusas. As galesas ainda reduziram, mas Portugal usufruiu de boas oportunidades para dilatar a vantagem, algo que não viria a acontecer. A selecção portuguesa lidera o grupo, com seis pontos em dois jogos. Na segunda-feira, as comandadas de Mónica Jorge defrontam a Áustria, estando em causa a vitória no agrupamento.